Arquivos da categoria: Painel

Evento apresenta empreendimentos rurais femininos de sucesso na Serra Catarinense

lagesencontromulheres1

Valorizar, organizar e fortalecer o empreendedorismo feminino no espaço rural na Serra Catarinense foram objetivos do II Workshop da Mulher Empreendedora Rural da Serra Catarinense, realizado no município de Painel no dia 29 de outubro.

O evento promovido pela Epagri reuniu agricultoras e teve como ponto alto a apresentação de empreendimentos de sucesso liderados por agricultoras da região.  Foram relatadas experiências com processamento de maçã e goiaba serrana, turismo rural e feira da agricultura familiar.

A abertura do evento foi feita pela vice-governadora Daniela Reinehr e pela presidente da Epagri, Edilene Steinwandter.  “A mulher é um dos focos do nosso trabalho. Nosso objetivo é torná-las empreendedoras, donas dos próprios negócios. Esses empreendimentos são uma amostra do protagonismo delas e também um pouco do trabalho que a Epagri vem desenvolvendo com esse público em todo o Estado”, ressalta Edilene.

A vice-governadora destacou a necessidade de potencializar o protagonismo feminino, bem como a capacidade da mulher em conciliar família e trabalho. Nessa perspectiva, reforçou ainda a urgência de evitar o êxodo rural. “Acredito que essas capacitações proporcionam um ambiente favorável para as famílias permanecerem no campo, pois dão condições a elas de empreenderem e administrarem melhor os negócios”, comentou. “A Epagri está de parabéns pelo evento e pelo trabalho que realiza em todas as regiões do nosso estado”, complementa.

A coordenadora do evento, extensionista de Lages Andréia Meira, explica que o tema empreendedorismo vem sendo discutido e incentivado em diferentes setores da sociedade. “Especialmente no meio rural a Epagri assiste e orienta iniciativas com protagonismo da mulher pela capacidade de inovar e buscar novos horizontes para o desenvolvimento rural, sem perder sua identidade, cultura e modo de viver”, diz ela.

Nessa perspectiva a extensão rural desenvolve ações de qualificação, organização e valorização com famílias rurais e prioriza a participação da mulher e do jovem como agentes do desenvolvimento rural. “Cursos, reuniões, oficinas, visitas e atendimentos alicerçam as iniciativas empreendedoras no meio rural considerando a história, cultura e potencialidades da região e da agricultura familiar”, diz Andréia. A programação do workshop contou também com palestras sobre educação financeira e sobre os desafios, o empoderamento e o protagonismo da mulher. A realização do evento contou com a parceria da prefeitura de Painel.

 

Mais informações: grl@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: mprensa@scrural.sc.gov.br

Governo do Estado apresenta investimentos para a cadeia produtiva da piscicultura na Serra Catarinense

lagespeixe  lagespeixe3

O governador Raimundo Colombo e o presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), Luiz Hessmann, participaram, na sexta-feira, 1º de setembro, da abertura do Campo Experimental de Piscicultura da Serra Catarinense, localizado no município de Painel.

Localizado no Km 242 da SC-114, às margens da rodovia, no município de Painel, a área de 19 hectares  que equivalente a 190 mil metros quadrados, o espaço foi inaugurado há 32 anos, em março de 1985, como Estação Nacional de Truticultura da Superintendência de Desenvolvimento da Pesca (Sudepe), órgão vinculado ao Ministério da Agricultura, mas estava desativado.

Ao longo do tempo, foi utilizada também para outras funções, como a sede da Polícia Militar Ambiental de Lages, entre 1998 e 2006. Posteriormente, abrigou a Base Avançada de Pesquisa do Ibama, que realizou atividades de repovoamento alevino de espécies nativas, proteção a animais silvestres e programas de educação ambiental até 2014, quando entrou em desuso.

Agora, o Governo do Estado conseguiu a transmissão de patrimônio para a Epagri, por meio de um Termo de Cessão de Uso. O investimento de R$ 284 mil vai adequar o local para a produção de espécies nativas e fortalecer toda a cadeia produtiva da piscicultura na Serra Catarinense.

Para o governador Raimundo Colombo, no campo que estava em desuso, deverá surgir uma alternativa importante para agregar renda à propriedade. “Essa obra estava paralisada, enquanto tentávamos estadualizar para poder tocar a produção de peixe e distribuir para aos proprietários interessados. Agora será necessário um esforço integrado com as prefeituras, órgãos de pesquisa e nós já temos um corpo técnico muito qualificado para começar a produzir, gerando renda e oportunidade para o produtor. Há um potencial extraordinário pra que essa atividade cresça e se fortaleça aqui na região", destacou. Os alevinos serão distribuídos aos produtores interessados na atividade.

Conforme o governador, a qualidade e a temperatura das águas na região são ideais para a produção de diversas espécies, definidas a partir de estudos técnicos que começarão a ser realizados mesmo durante o período de readequação do local. Os trabalhos incluem principalmente a desinfecção e pintura dos tanques, a recuperação de uma pequena barragem que está no terreno e contribui para o abastecimento de água. A previsão é que até o fim desse ano, o novo campo comece a produzir.

De acordo com a Epagri, a cadeia produtiva vem crescendo, e a indústria está carente da matéria-prima. “Vamos atuar fortemente na pesquisa e na produção de espécies como a Truta, o Jundiá e o Piava, características da região. Nossa meta é a partir de março de 2018 renovar o banco de matrizes com uma produção anual de 4 mil alevinos, atraindo aproximadamente 600 produtores na região”, projeta o presidente da Epagri.

lagespeixe2

Os trabalhos de adequação da infraestrutura do campo começam imediatamente. O campo está localizado no Km 242 da SC-114, ao lado da rodovia, numa área de 19 hectares, o equivalente a 190 mil metros quadrados. As obras vão transformar o local em um dos mais completos centros de piscicultura do país.

Por meio de uma cooperação técnico-científica entre a Epagri e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina, Fapesc, a meta é avançar nas pesquisas e ofertar a assistência técnica adequada a cada espécie aos produtores.

Na estrutura, há um espaço que permite trabalhar com embriões prontos, o que acelera algumas fases do processo natural de reprodução e garante uma capacidade total de produção de até quatro mil alevinos por ano.                      

Durante o ato de transferência da base do Ibama para a Epagri, o governador Raimundo Colombo fez a entrega de três veículos. Um deles será para as atividades da nova estação de piscicultura e os outros dois veículos seminovos foram repassados à secretaria de Agricultura do município de Lages. Fonte: Francieli Dalpiaz-Assessoria de Imprensa-Secretaria de Estado de Comunicação – Fotos: Julio Cavalheiro/Secom e Correio Lageano    

Mais informações: www.epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br