Arquivos da categoria: Rio do Sul

Vinícola Molinari 100 anos de produção e história

 riodosulvinho2

riodosulvinho1

A colheita da uva, na propriedade da família Molinari, na Valada São Paulo, no município de Rio do Sul, região do Alto Vale do Itajaí, marca o centenário da família na atividade.

 

Assista a reportagem completa nesse endereço: http://www.rbatv.com.br/noticia-jr/100-anos-de-producao-26371

 

 

Mais informações:www.vinicolamolinari.com.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

No município de Santa Terezinha Polícia Militar Ambiental localiza grande área desmatada

pmadesmatamento1 

No dia 24 de abril, a guarnição da Polícia Militar Ambiental de Rio do Sul deslocou até a localidade de Picadão Bahia, no município de Santa Teresinha, para o atendimento de denúncia de supressão de vegetação nativa.

pmadesmatamento2

Ao chegar no local, foi constatada a retirada de vegetação nativa, sem prévia autorização, de uma área próxima à residência do denunciado. Ainda na residência do mesmo denunciado, foram encontrados 17 pássaros nativos em cativeiro, sendo três Azulões, sete Trinca-ferros, dois Coleirinhas, três Bicos-de-pimenta e dois Curiós. Todas as aves foram apreendidas e levadas ao biólogo, o qual atestou que todos tinham condições de soltura, sendo em seguida soltos.A multa emitida pelos pássaros e pela quantidade de hectares desmatados totalizou R$ 40 mil. Fonte:PMA Rio do Sul - Unidade:CPMA/1ºBPMA/2ªCia/3ºPel – 3º Pelotão de Polícia Militar Ambiental

Mais informações: ma2c3pcmt@pm.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Solenidade de Formatura dos Protetores Ambientais de Rio do Sul é marcada por muita emoção

riodosulprotetor1

riodosulprotetor2

Na noite do dia 25 de outubro, aconteceu no Parque Unidavi, a solenidade de formatura da turma de Protetores Ambientais “Turma Rio do Sul”.

A solenidade contou com as presenças do comandante do Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA), coronel Adilson Schlickmann Sperfeld, do subcomandante do 1°Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), major Marledo Egidio Costa, do comandante do 3ºPelotão/2ªCompanhia/1ºBPMA, capitão Nilvo Pflerger, do comandante do 13ºBatalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Renato Abreu, do coronel da reserva remunerada Dionísio Tonet, do secretário executivo da ADR, Ítalo Goral , do promotor de Justiça, Ernani Dutra, além dos pais, amigos e familiares dos 32 formandos.

  riodosulprotetor3

riodosulprotetor4

Os apoiadores e instrutores que auxiliaram na formação da turma receberam homenagens. Tivemos também homenagens à Josiane Lusia Schmitz, que participou da primeira turma do programa em 1999, e que por acreditar no Programa do Protetor Ambiental, no dia 25 de outubro viu sua filha, Luana Paola Schmitz Costa fazer parte dos formandos de 2017.

riodosulprotetor5

Ainda, foi homenageado o primeiro instrutor do programa, sargento Marcos Antônio Sommer, e o coronel RR Dionizio Tonet, oficial que esteve à frente da elaboração e estrutura inicial do projeto em 1999, na cidade de Rio do Sul.Fonte: Texto: Soldado Andre Correa Borguezan :: Fotos: Soldado Alisson Augusto Pereira-http://www.pm.sc.gov.br/ambiental/noticias/final-de-curso.html

 

Mais informações: http://www.pm.sc.gov.br/ambiental

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultura familiar e urbana presentes na 11ª Feira Multissetorial do Alto Vale do Itajaí em Rio do Sul

riodosulfeira1Debora Claudio

A 11ª Feira Multissetorial do Alto Vale do Itajaí – FERSUL 2017, realizada de 16 a 20 de agosto, em Rio do Sul, contou esse ano com o espaço “Sabores do Alto Vale – Da terra à mesa”, organizado pela Epagri com apoio do Programa SC Rural, Associação Empresarial de Rio do Sul (ACIRS), Cresol, Loja Proposta Verde, Centro de Motivação Ecológica e Alternativas Rurais (CEMEAR) e SEBRAE.

     riodosulfeira6

riodosulfeira5

Neste espaço quatro grupos de produtores orgânicos e quatro cooperativas da agricultura familiar tiveram a oportunidade de divulgar e comercializar produtos orgânicos e coloniais da agricultura familiar e urbana da região.

No terceiro dia da FERSUL, dia 18 de agosto, foi realizada uma Rodada de Negócios (produtos Orgânicos e Coloniais), parte da programação oficial da FERSUL, onde se inscreveram e participaram em torno de 25 potenciais compradores dos ramos da gastronomia, hotelaria, lojas especializadas, supermercados, nutricionistas responsáveis técnicas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) da região, que tiveram a oportunidade de conhecer e negociar com os expositores os produtos da agricultura familiar e urbana.

riodosulfeira4

O espaço também contou com demonstração de composteiras domésticas, meliponicultura e Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) organizado pela Associação de Permacultores do Vale do Itajaí (Apervali).

riodosulf5eira

Além disso, a Epagri organizou uma mesa de troca de sementes crioulas e mudas, que foi o maior sucesso, despertando a curiosidade das crianças e a nostalgia dos adultos e idosos, muitos levaram sementes e mudas, alguns trouxeram outras, cumprindo o papel de resgatar o cultivo e uso destes alimentos.

riodosulfeira3

No sábado, dia 19, recebemos a visita do chef de cozinha Jimmy Macmanis, conhecido como Ogro Jimmy, que apresenta um quadro de culinária de rua no Programa Mais Você, da Ana Maria Braga, na Rede Globo. Jimmy esteve palestrando no Congresso Empresarial Fersul Experience, parabenizou os agricultores pelos produtos orgânicos e coloniais e a Epagri pelo resgate das sementes crioulas, dizendo ser um grande incentivador deste trabalho e da relação de compra direta entre produtor e consumidor, também mencionado em sua palestra.

riodosulfeira2

Os resultados da participação na FERSUL foram positivos, onde os grupos e cooperativas que estavam expondo tiveram a oportunidade de divulgar e comercializar seus produtos para um público de aproximadamente 14.000 pessoas que passaram na FERSUL, além dos contatos realizados na rodada de negócios e a troca de experiências que foi proporcionada. Autoridades locais, regionais e estaduais, como o presidente da Epagri, Luiz Ademir Hessmann prestigiaram o evento.

A realização deste espaço faz parte das atividades do Programa Gestão de Negócios e Mercados, que oportuniza para agricultura familiar e a pesca artesanal possibilidades de inserção em novos mercados, produtos diferenciados, adequação às exigências e fortalecimento das organizações e dos empreendimentos.Fonte:Eloísa Rovaris Pinheiro – Responsável do Programa Gestão de Negócios e Mercados da UGT-5 (Alto Vale do Itajaí). Fotos:Debora Claudio

 

Mais informações: eloisapinheiro@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Técnicos e agricultores aprendem sobre manejo de apiários no Alto Vale do Itajaí

riodosulapicultura3  

A região do Alto Vale do Itajaí possui 390 apicultores, com 34.315 colmeias, o que fornece em média 700 toneladas de mel anualmente.

Destaque para o município de Santa Terezinha, que é o 4º maior produtor estadual de mel com 201 toneladas, e Taió, o 10º produtor estadual com 92 toneladas (levantamento realizado de julho 2015 a julho de 2016 pela FAASC – com recursos do Banco do Brasil e Sebrae com apoio da Epagri). Um dos motivos do sucesso da atividade, as floradas, que na região são de excelente qualidade, o que garante qualidade do mel, muito concorrido pelos entrepostos exportadores do produto.

riodosulapicultura

Com objetivo de conhecer, aperfeiçoar e renovar as técnicas em apicultura, técnicos e produtores de Agronômica, Ibirama, José Boiteux, Leoberto Leal, Salete e Vidal Ramos participaram de um curso realizado no dia 12 de agosto, uma ação regional realizada no município de Salete

O instrutor Ricardo Weber, responsável pelo programa Apicultura na região, explicou sobre o manejo para altas produtividades, biologia da abelha e multiplicação de Colmeias. Na atividade prática foram realizadas a alimentação com açúcar VHP, a diferenciação de uma rainha, de um zangão, das abelhas operárias, e demonstrado como é realizada a multiplicação de colmeias de Apis melíferas utilizando núcleos.

riodosulapicultura2

Teve participantes que querem instalar apiários, e que visitaram um pela primeira vez. Finalizaram o curso motivados, pois perceberam que com materiais apícolas de qualidade e com pouco conhecimento pode-se manejar as colmeias de forma muito fácil tendo bons resultados, comenta Ricardo.

A apicultura é uma atividade que se adequa muito bem à agricultura familiar, contribuindo para a diversificação da propriedade. Como qualquer outra atividade, o apicultor deve se capacitar com o intuito de melhorar seu sistema produtivo, realizando manutenções frequentes nos apiários e manejo para aumento da produtividade, tal como a alimentação em períodos de escassez de alimento, a troca de rainhas e o controle de pragas, principalmente a varroa, colabora Bruno K. Salvador, extensionista de Vidal Ramos.

riodosulapicultura1

Satisfeito com o aprendizado, Jean Loffaguen, extensionista de José Boiteux, afirma que já vai aplicar os ensinamentos nos apiários que acompanha nas Aldeias da Terra Indigena La Klano, onde já vem fazendo orientações aos Indígenas participantes do Projeto Estruturante de Apicultura. “Mesmo que não temos ainda os recursos liberados, já estamos fazendo o trabalho de orientação, principalmente de forma prática utilizando os apiários daqueles apicultores que já estão produzindo”.

A região ainda está assessorando um segundo PE na área da Apicultura, para o apoio as unidades de produção de mel dos apicultores sócios da APIRAMA, que abrange apicultores de José Boiteux, Ibirama, Apiúna e Presidente Getúlio.

 

Mais informações: Epagri- Gerência Regional de Rio do Sul (47) 35263070 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Boas Práticas de Fabricação de alimentos para empreendedores rurais do Alto Vale do Itajaí

riodosulcursoCetrag 

A Epagri em parceria com o Programa SC Rural promoveu dois cursos de Boas Práticas de Fabricação de Alimentos (BPF) para empreendedores rurais do Alto Vale do Itajaí.

Nos dias 13 e 14 de julho aconteceu em Taió para cooperados da Coopertaió, com colaboração da equipe de Vigilância Sanitária Estadual da ADR Taió e Vigilância Municipal. E nos dias 10 e 11 de agosto o curso foi realizado no Centro de Treinamento da Epagri em Agronômica (Cetrag) para empreendedores de restaurantes de turismo rural, agroindústrias individuais ou de cooperativas, com participação de extensionistas e funcionária da cozinha do Cetrag.

riodosulcursoTaió

Os cursos foram ministrados pela extensionista social Eloísa Rovaris Pinheiro, nutricionista e responsável pelo Programa Gestão de Negócios e Mercados na região de Rio do Sul/UGT-5. O principal objetivo foi esclarecer e informar sobre a legislação que envolvem as Boas Práticas de Fabricação de alimentos, em todas as etapas de produção, sendo trabalhado os temas: Órgãos de vigilância e inspeção sanitária, Legislação sanitária aplicada a unidades de produção de alimentos, Microbiologia e segurança dos alimentos, Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA), Condições e requisitos higiênico-sanitários dos estabelecimentos, Princípios gerais higiênico-sanitários das matérias-primas, Higiene pessoal, Requisitos de higiene na produção, Transporte, Controle de alimentos, Manual de Boas Práticas de Fabricação e Procedimentos Operacionais Padrão (POPs), Rótulos e embalagens.

“Com esse curso, os agricultores conheceram melhor os aspectos e legislações da área de alimentos, e poderão adequar a realidade de suas unidades de produção, muitas vezes sem custo, apenas com mudança de alguns hábitos. Desta forma, os alimentos serão produzidos com maior segurança, tanto nas agroindústrias familiares, como nos restaurantes de turismo rural”, comenta Eloísa.

 

Mais informações:Epagri- Gerência Regional de Rio do Sul – (47) 35263070 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Unidades de produção de alhos são implantadas no Alto Vale do Itajaí

URT_EEItuporanga

A cultura de alhos nobres é uma atividade de alto valor econômico, dependente de mão de obra e combina bem com a estrutura fundiária e com maioria das culturas de verão cultivadas na região do Alto Vale do Itajaí, não fosse pela sua grande exigência em frio.

Como no ano passado foi testada uma tecnologia de vernalização (fornecimento artificial do frio), numa experiência bem-sucedida no município de Rio do Campo, nessa safra técnicos da Epagri resolveram instalar unidades de referência com apoio do Programa SC Rural em municípios da região: Presidente Nereu, Pouso Redondo, Lontras, Rio do Campo e na Estação de Pesquisas de Ituporanga.

O objetivo desse trabalho é definir qual a quantidade de frio necessária para que os alhos plantados produzam bulbos de qualidade em cada um desses municípios.

Alho debulhado

Ao se concluir esse acompanhamento, a região deverá ter uma excelente opção de diversificação da produção e da renda de suas propriedades rurais, uma vez que 80% do consumo nacional de alhos ainda é importado e essa cultura tem apresentado excelente retorno econômico às famílias que a cultivam.

  URT alho_EEItuporanga1

No dia 17 de junho iniciou-se a instalação da unidade na Estação de Pesquisa de Ituporanga, com distribuição do material e um treinamento o cultivo do alho a todos os envolvidos, sob instrução de Gilmar Michelon Dalla Maria – gerente regional da Epagri de Curitibanos, e participação de Claudinei Kurtz – gerente da Estação e Silvia Zimmermann – líder projeto olericultura na região.

URT Aho_Lontras

Em Lontras a família Pfleger já iniciou os preparativos para receber as sementes de alho para implantar a unidade. De acordo com a extensionista Lais Capel, a família, já com vasta experiência em tomate, cebola, aboboras, repolho, brócolis entre outras, está contente e com uma grande expectativa para implantar a nova cultura no município.

URT alho1_Presidente Nereu

Roberto Bechtel, extensionista de Presidente Nereu, afirma que não só a família, mas a comunidade toda da Barrinha está entusiasmada com a nova cultura. Para o produtor Jovenal Gucki, o alho vem com o objetivo de complementar as atividades agropecuárias dos agricultores familiares de nosso município que tem, atualmente, como cultura principal o Fumo. “Até mesmo a linha de plantio foi a mesma que a do fumo, apenas uma emparelhada com a enxada e pronto”, disse Jovenal.

Em Pouso Redondo, o produtor Vilmar Luiz Anacleto considera, que conforme os resultados do experimento, a cultura do alho poderá ser mais uma fonte de renda para a propriedade. 

 

Mais informações: Epagri - Gerência Regional de Rio do Sul -  (47) 35263070 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Jovens Rurais do Alto Vale do Itajaí aprendem sobre uso, manejo e conservação do solo

 

Instrutor Edio Zunino_amostragem solo

O Alto Vale do Itajaí pratica uma agricultura diversificada, onde se destaca a agricultura familiar de arroz, milho, soja, fumo, cebola, hortaliças, a pecuária leiteira, a suinocultura e a piscicultura.

 

Em todos os setores de produção os problemas de conservação de solos estão em evidência, como, por exemplo, o baixo uso de plantas de cobertura, semeadura no sentido do declive e sem barreiras de contenção de enxurradas, a falta de rotação de cultura. São fatores que acabam acelerando o processo de degradação do solo, reduzindo a infiltração de água, aumentando o escorrimento superficial e as perdas de água, matéria orgânica e nutrientes.

Instrutor Edio Zunino_amostragem solo2 (2)

Instrutor Lauro Krunvald_adubação verde1  Instrutor Lauro Krunvald_adubação verde2

Com o objetivo de repassar ações educativas e orientações técnicas aos jovens participantes do Curso de formação em liderança, gestão e empreendedorismo apoiado pelo Programa SC Rural em andamento no CETRAG, foi realizada na primeira semana de junho o módulo sobre Conservação do Solo e da Água. Participaram 27 jovens dos municípios de Agronômica, Alfredo Wagner, Apiúna, Laurentino, Leoberto Leal, Mirim Doce, Presidente Nereu, Rio do Campo e Vidal Ramos.

 Instrutor Lauro Krunvald_compactação do solo

Para melhorar o uso, o manejo, a conservação e a produtividade dos solos, Lauro Krunvald, extensionista de do Escritório da Epagri em Atalanta, após fazer toda a introdução de como são formados os solos e também como são degradados, enfatizou o uso e manejo das plantas de cobertura. Os jovens rurais puderam ver na prática o poder do enraizamento dessas plantas em unidade demonstrativa instalada no Centro de Treinamento de Agronômica.

Instrutor Edio Zunino_amostragem solo1

Instrutor Lauro Krunvald_adubação verde (1)

Edio Zunino Sgrott, extensionista do Escritório da Epagri em Ituporanga, que abordou na sequencia como fazer uma correta Amostragem dos Solos e os Sistemas de preparo do solo, enfatiza que “A conservação do solo é fundamental para os agricultores melhorarem a produtividade das lavouras trabalhadas, além da redução do custo de produção. Para isto, é preciso adotar um planejamento de conservação onde se inicia com uma correta amostragem de solo até a adoção de sistemas de preparo, onde são previstas práticas como a rotação de culturas, adubação verde e manejo da cobertura do solo com máquinas adaptadas evoluindo até ao Sistema de Plantio Direto de Hortaliças (SPDH)”.

Para completar o módulo foi realizada uma visita a Estação Experimental de Ituporanga, onde os jovens foram recepcionados pelo Gerente Claudinei Kurtz e conheceram os experimentos com o cultivo mínimo de cebola, seleção de adubos verdes e maquinários apropriados ao manejo dessa cobertura de solo.

Laboratório solos_EEItuporanga

Na Estação os jovens agricultores também visitaram o Laboratório de Análise de Solos e fizeram um giro, literalmente falando, que permitiu vivenciarem cada percurso que as dezenas de milhares de amostras realizam até a emissão do relatório de análise. Em cada etapa o químico responsável pelo laboratório, Cristiano Mora, salientou os cuidados necessários, desde a coleta representativa da amostra, no campo, até os princípios físico-químicos utilizados nas análises em si. Como sempre e, não diferentemente com esse público, ficaram muito atentos à tecnologia disponível no laboratório, dos amostradores automáticos, aos programas de computadores que processam as leituras e, enviam os relatórios via internet." 

 

Mais informações: Epagri - Gerência Regional de Rio do Sul  (47) 35263070 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Epagri e SC Rural promovem seminário de Cooperativismo para Agricultura Familiar no Alto Vale do Itajaí

riodosulseminario1 riodosulseminario2

A Epagri ,com apoio do Programa Santa Catarina Rural (SC Rural) realizou no Cetrag – Centro de Treinamento de Agronômica, em 26 de junho, o Seminário de Cooperativismo para Agricultura Familiar. O evento reuniu dirigentes de cooperativas da agricultura familiar, contadores e técnicos dos municípios do Alto Vale do Itajaí.

O tema apresentado e discutido no seminário foi “Aspectos fiscais e contábeis das sociedades cooperativas”, abordado pela contadora Micheli C. S. Dalla Costa, especialista em contabilidade e gestão administrativa de cooperativas.

A contabilidade de uma cooperativa é complexa e exige profissionais com experiência no assunto, desta forma, segundo, Eloísa Rovaris Pinheiro, extensionista rural da Epagri, a capacitação teve como objetivo trazer informações nesta área aos participantes para poder entender aspectos que diferenciam as cooperativas nas áreas fiscais e tributárias e no que se refere ao ato cooperativo.

“O cooperativismo é uma forma de organização dos produtores, sendo crescente o número de cooperativas que se formam no Alto Vale do Itajaí, principalmente no modelo de Cooperativas Descentralizadas, onde vários empreendimentos fazem parte de uma única cooperativa. Atualmente a região conta com 11 cooperativas da agricultura familiar, sendo 7 cooperativas descentralizadas e  4 cooperativas por produto como arroz, leite, pescado e erva mate”, destaca Eloísa.

 

Mais informações: Epagri  - Gerência Regional de Rio do Sul – 47 3526-3070

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Famílias de Rio do Sul, Vidal Ramos e Agronômica buscam apoio do SC Rural para melhorar estrutura das propriedades

solpropriedades1  

Representantes da Epagri Rio do Sul, da Associação Acolhida na Colônia e da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte realizaram na terça-feira (02) uma visita técnica a três propriedades rurais que integram um grupo de 12 famílias interessadas em apresentar um projeto estruturante para o programa SC Rural.

 

Por meio do Fundo de Investimento Sustentável (FIS), vinculado ao SC, as famílias podem obter apoio financiamento de até 50% do valor do investimento, sem a necessidade de devolução. “Durante a visita foi possível discutir a ideia do projeto e propor alguns ajustes. O próximo passo, será redigir a manifestação de interesse do grupo em participar do SC Rural”, explica o analista de turismo da SOL, Edgar Tramontim.

solpropriedades2

A família Heiber, em Rio do Sul, que já desenvolve ações de turismo pedagógico, quer aprimorar a estrutura existente com a criação de ovelhas. No sítio, os agricultores já trabalham com o cultivo de hortaliças e frutas orgânicas, com diferencial para os morangos sem agrotóxico, criação de gado, porcos, galinhas e codornas, e também dispõe de área de lazer aberta à visitação.

solpropriedades3

No município de Agrolândia, a família Will quer ampliar a estrutura de hospedagem, com a construção de um chalé, e com isso atrair mais visitantes ao Pesque Pague de Trutas Will, negócio familiar que garante a manutenção da propriedade.

Em Vidal Ramos o grupo visitou o sítio Chapéu do Sol, onde já há um restaurante colonial, mas a família gostaria de fazer melhorias no local e com isso torná-lo mais atrativo ao turista. Assim como essas três famílias, as demais integrantes do grupo planejam fazer alguma melhoria que possa contribuir na sustentabilidade e manutenção da propriedade.

 

SC Rural

O SC Rural foi instituído em 2010, a partir de uma parceria do Governo do Estado com o Banco Mundial, para investir em projetos estruturantes que tenham viabilidade econômica, ambiental e social para fortalecer a agricultura familiar.

A SOL é um dos órgãos de governo envolvidos na execução do programa, com enfoque no turismo rural, promovendo ações de capacitação de jovens e elaboração de roteiros turísticos da agricultura familiar. No caso dos projetos estruturantes, a responsável pela execução é a Epagri e a SOL atua como parceira.Fonte:SOL

 Mais informações:

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br