Arquivos da categoria: Programa SC Rural

Frota pesqueira artesanal legalizada –SC Rural investe em segurança e navegação dos pescadores em Balneário Barra do Sul

barrasulpesca5 barrasulpesca  

Aconteceu no dia 13 de dezembro, na Câmara de Vereadores, em Balneário Barra do Sul, a Cerimônia de Entrega de Equipamentos do Projeto Piloto de Segurança e Navegação apoiado pelo Programa Santa Catarina Rural.

barrasulpesca4

Foram 27 pescadores artesanais beneficiários, sendo 26 de Balneário Barra do Sul e um de São Francisco do Sul. O projeto teve como objetivo promover a legalização de pescadores artesanais a luz das normas da autoridade marítima, de forma que, tenham os equipamentos necessários para garantir a segurança da navegação.

barrasulpesca1

Os equipamentos apoiados pelo Programa Santa Catarina Rural

Visando a proteção da vida humana através segurança na navegação os itens do projeto atendem as normas exigidas pela autoridade marítima, no caso, a Marinha do Brasil. São equipamentos do kit de Segurança e Navegação: aparelho de GPS com sonda e carta náutica, rádio VHF marítimo com antena articulada, agulha magnética, artefatos pirotécnicos, bandeira nacional, extintor de incêndio, boias salva-vidas, bomba de esgotamento, bateria 150 amperes, coletes salva-vidas classe V, refletor de radar, luzes de navegação e extintor de incêndio.

Foram R$196.344 mil investidos nas 27 embarcações pesqueiras artesanais, sendo que o Programa Santa Catarina Rural apoiou 80% e os pescadores 20% de contrapartida. Segundo Ditmar Alfonso Zimath, diretor técnico do Programa Santa Catarina Rural, foi um esforço muito grande de toda equipe técnica que o projeto fosse contemplado com recursos financeiros.

Segundo Zimath, é fundamental que os beneficiários entendam a importância do apoio do estado e utilizem da melhor forma os equipamentos adquiridos. Para José Eduardo Calcinoni, técnico da Epagri e executor do projeto, este é um marco nos trabalhos de extensão. “A Epagri executou dois projetos como esse: o nosso e outro em Bombinhas e Porto Belo. Não há iniciativas como essa os outros locais do Brasil. Esse é um trabalho pioneiro e faz parte de um novo eixo do programa Estadual de Pesca e Aquicultura. Em 2018 iremos quantificar os resultados desse apoio”.

As etapas do projeto

Aa primeiras ações do projeto foram visitas de identificação e palestra de mobilização. Foram documentos exigidos para enquadramento: documento e permissão de pesca da embarcação, Carteira de Habilitação da Marinha (CIR), DAP, Nota de Produtor Rural e Registro Geral de Pesca em dia. Após identificação do grupo foram capacitados em curso de Navegação com Utilização de GPS com sonda e Comunicação VHF.  Em seguida foram elaborados os projetos individuais e relatórios exigidos pelo Programa Santa Catarina Rural. “Esse é considerado o maior trabalho com pescadores artesanais realizado pela Epagri, em 2017”, destacou o gerente regional da Epagri de Joinville, Hector Haverrotch. 

Alto número de acidentes em 2017

Segundo relato de José Eduardo Calcinoni, Extensionista da Epagri de Balneário Barra do Sul somente neste ano ocorreram 15 acidentes com embarcações de pesca artesanal em Balneário Barra do Sul, sendo dois destes com perdas de vidas humanas. Fatores como o assoreamento da Barra, intempéries climáticas – como está sendo o caso das ressacas, falta de manutenção das embarcações, equipamentos e petrechos e a própria falta de atenção dos navegadores são as principais causas. A consulta da previsão do tempo é essencial para garantir a segurança da atividade pesqueira.

O projeto vem de encontro as carências dos profissionais do mar, atendendo as exigências da Marinha do Brasil e proporcionando maior eficiência na navegação, devido a utilização do aparelho de GPS com sonda. Para o Comandante Santana, da Capitania dos Portos de São Francisco do Sul o projeto é de extrema importância para a classe pesqueira. “Os equipamentos são de alta qualidade, porém, é preciso que utilizem com sabedoria”. Santana destaca que a Capitania dos Portos atua na parceria com os pescadores artesanais para que possam navegar seguros e evitar acidentes e relata: “Não há notícia mais triste que um telefonema de um familiar pedindo ajuda e dizendo que o parente não voltou da pescaria no mar”.Fonte:José Eduardo Calcinoni/Epagri- Balneário Barra do Sul

 

Mais informações: embarradosul@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

SC Rural beneficiou 27 famílias de produtores de leite de Peritiba

peritibascrural

A Epagri de Peritiba reuniu, no dia 27 de novembro, o Grupo de Produtores de Leite para reunião de avaliação dos resultados da aliança produtiva com aplicação dos recursos do SC Rural. Em 2017, as 27 famílias participantes receberam mais de R$250 mil do programa para melhorar o sistema produtivo e investiram valores semelhantes como contrapartida. Os investimentos resultaram em um aumento de 20% na produção e na renda dos produtores.

Com o recurso foram realizados investimentos em melhoria e adequação ambiental como construção de esterqueiras, captação e armazenamento de água da chuva e instalação de painéis solares. A maioria das propriedades também ampliou e melhorou a pastagem perene por meio da implantação de novas áreas e piqueteamento. Os demais investimentos foram em equipamentos como segadeiras, ensiladeiras, perfuradores de solo, tanques de expansão para resfriamento de leite, boiler, equipamento de ordenha e instalações de ordenha.

A reunião foi coordenada pelo extensionistas da Epagri Vania Franciele Sander e Carlos Dericeu Horn. O grupo avaliou como positivo o investimento do SC Rural, pois a partir das melhorias propostas pelo grupo na aliança produtiva muitas outras aconteceram nas propriedades. Tudo isso superou os resultados esperados e atendeu os objetivos principais de aumento da produtividade e renda, e principalmente de humanização do trabalho e otimização da mão de obra.

 

Mais informações: emperitiba@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Associação de Produtores Feirantes de Chapecó – APROFEC recebe investimentos coletivos do SC Rural

chapecofeira1

chapecofeira9

Aconteceu na manhã do dia 21 de novembro de 2017, na propriedade rural da Família Zamboni, em Chapecó, o ato de entrega das 1820 caixas de transporte adquiridas através de um projeto estruturante do Programa SC Rural.

A Aprofec foi beneficiada duas vezes pelo Programa, sendo investidos mais de R$ 990.000,00, entre os valores investidos pelo Governo do Estado e a contrapartida das famílias. Foram duas propostas coletivas e 22 propriedades apoiadas diretamente nos dois Projetos Estruturantes.

chapecofeira3   chapecofeira11

A extensionista rural da Epagri, no município de Chapecó, engenheira agrônoma Caroline Möller Scholz, relata que a opção de adquirir as caixas, plásticas e térmicas, se fez pela necessidade de acondicionar e transportar os alimentos de forma adequada para os 10 pontos de feira que existem no município. "Essa era uma necessidade de todas as 64 famílias da Associação e as caixas foram adquiridas em cinco modelos diferentes conforme as atividades das famílias produção de verduras, hortaliças, frutas, laticínios, carnes, panificados, derivados de cana-de-açúcar, polpas, sucos, doces e geleias, entre outros". 

chapecofeira10

Este investimento em caixas, totalizou R$ 63.580,50, sendo que 50% foram recursos do Programa SC Rural e o restante a contrapartida da Associação.

Segundo a vice-presidente da Associação, Neusa Bergamin, estes projetos foram muito importantes para a Aprofec e seus associados e na sua fala, durante o ato de entrega, destacou a importância da parceria com a Epagri para o fortalecimento das organizações da agricultura familiar.

"O apoio do SC Rural foi fundamental no processo de legalização das agroindústrias familiares, garantindo o acesso das famílias aos mercados e, em muitos casos, viabilizando a permanência no meio rural. De forma muito especial, dos jovens rurais", destaca a extensionista rural da Epagri, engenheira agrônoma Caroline Möller Scholz.

 

Mais informações: emchapeco@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Colombo fala da importância do SC Rural para a agricultura familiar do Estado

govscrural

Os números do programa SC Rural foram o destaque da entrevista com o governador Raimundo Colombo, desta sexta-feira, 1º de dezembro.

Em sete anos, numa parceria entre o Governo do Estado e o Banco Mundial, foram investidos US$ 189 milhões nas ações desenvolvidas pelo programa para levar infraestrutura, tecnologia, qualidade de vida e capacitação para famílias e jovens dos meios rural e pesqueiro em todo o Estado.

“É impressionante o desempenho dos produtores que se associaram a este programa. O resultado é fantástico, sobretudo porque ajuda o pequeno produtor, a pequena cooperativa, que passam a ter uma renda cada vez melhor. Fortalece o nosso modelo e ajuda Santa Catarina a crescer”, disse o governador Raimundo Colombo.
Fonte: Francieli Dalpiaz-Assessoria de Imprensa-Secretaria de Estado de Comunicação – Secom/Foto: James Tavares / Secom

 

A íntegra do programa está disponível nos canais oficiais do Governo

no Youtube. https://www.youtube.com/watch?v=EY-9eEQp7Z0

O áudio pode ser acessado pela Rádio Secom. http://www.sc.gov.br/index.php/noticias/radio/com-a-palavra-o-governador-01-de-dezembro-de-2017

 

Mais informações:

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Cidasc faz melhorias e adequações em 79% dos estabelecimentos com Inspeção Estadual – meta do SC Rural

cidascscrural

Nos últimos sete anos, 437 estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) em Santa Catarina passaram por melhorias e adequações. O número representa 79% do total e demonstra a modernização nos processos para fabricação dos produtos de origem animal comercializados no Estado.

Esta é mais uma ação do Programa SC Rural, executada pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

Santa Catarina conta com 551 estabelecimentos registrados e ativos com Serviço de Inspeção Estadual (SIE), ou seja, habilitados para comercializar os produtos de origem animal em todo o Estado. Os estabelecimentos que passaram por melhorias ou adequações contaram com o apoio da Cidasc para ajustar na rotulagem e no processo de inspeção, treinamento de Responsável Técnico e inspetor, entre outros. Em SC, existem ainda outros 612 estabelecimentos com registro suspenso.

Os investimentos do SC Rural nas áreas de defesa sanitária vegetal e animal, capacitação de beneficiários e técnicos, vigilância sanitária agropecuária e fortalecimento da Cidasc passa de R$ 43,6 milhões.

Inspeção de Produtos de Origem Animal

Em Santa Catarina, a Cidasc acompanha bovinos, aves e suínos desde seu nascimento, com a devida supervisão profissional, até o abate e a comercialização da carne ao consumidor final. No caso dos bovinos, todos os animais nascidos no Estado recebem um brinco que permite a identificação e garante a rastreabilidade do rebanho.

Após um rigoroso processo de inspeção, antes e depois do abate, os produtos partem para os pontos de vendas, onde a Vigilância Sanitária analisa as condições de armazenagem, embalagem, carimbo de procedência e rotulagem dos produtos.

Todo esse sistema visa garantir a qualidade dos produtos comercializados em Santa Catarina e faz do Estado um modelo também em inspeção de produtos de origem animal.Fonte: www.agricultura.sc.gov.br

Mais informações: www.cidasc.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Município de Pedras Grandes firma convênio com a ADR para a instalação de internet rural – meta do SC Rural

pedrasgrandesinternet

Na última semana, o prefeito Vilson Tadeu Marcon, do município de Pedras Grandes firmou convênio com o Estado de Santa Catarina, através da Agência de Desenvolvimento Regional de Tubarão – ADR – visando a transferência de recursos financeiros para contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de telecomunicações para movimentação de link de internet do Programa SC Rural.

O projeto irá disponibilizar internet gratuita num período de dois anos para agricultores do município. O valor do montante para a contratação da empresa é de R$ 144.000,00, onde a abertura da licitação já está com data marcada para o dia 14/12 deste ano. 

A instalação das torres foi feita nas comunidades de Santaninha (Morro da Antena), São João, Santo Antônio, Alto Pedrinhas e Centro. Depois destes dois anos, a disponibilidade da internet passa a ser de responsabilidade do município. As instalações das antenas já foram finalizadas e a instalação dos equipamentos também. O investimento foi de R$ 485.600,00 e o Projeto Piloto em Comunidades Rurais Digitais atenderá 11 cidades com a instalação de antenas repetidoras de sinal de internet.

A ação, executada pela Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, conta com investimentos de R$ 5,5 milhões do Programa SC Rural. Pedras Grandes é um dos 11 municípios beneficiados pelo projeto, o que é de grande importância para o município.

Entenda o Programa SC Rural

O Programa SC Rural nasceu em 2011 e termina em junho de 2017. É executado pelo Governo do Estado, em parceria com o Banco Mundial, e destina recursos não reembolsáveis a empreendimentos da agricultura familiar, mediante contrapartida dos beneficiários. Os empreendimentos apoiados abrangem atividades agrícolas ou não agrícolas (como o turismo rural) por meio de projetos de caráter estruturante, de melhorias de sistemas produtivos ou planos de negócios, além de outras ações implementadas por cooperativas e associações de agricultores familiares. O SC Rural é coordenado pela Secretaria da Agricultura e da Pesca e, por envolver atividades multissetoriais, é executado por diversas instituições: Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura. Fonte: Assessoria de Pmpernsa PMPG

Mais informações:www.pedrasgrandes.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Governador Colombo recebe relatório com balanço do programa SC Rural

scrural1

scrural3 

Com investimentos de US$ 189 milhões e quase 100 mil famílias atendidas num processo de modernização da agricultura familiar e pesca em Santa Catarina, coordenadores e parceiros do programa SC Rural entregaram ao governador Raimundo Colombo, nesta terça-feira, 28, o Relatório de Impactos do Programa, para marcar o encerramento da parceria entre o Governo do Estado e o Banco Mundial entre os anos de 2010 e 2017.

O balanço aponta que os recursos geraram um retorno financeiro de R$ 850 milhões ao Estado ao longo desse período. Outro destaque do programa é a capacitação de jovens para que continuem investindo nas pequenas propriedades rurais.

“O programa está tendo um impacto muito positivo no desenvolvimento do agronegócio em santa Catarina, no processo de integração com as famílias, no uso da tecnologia e no aumento da produtividade. Os dados são transparentes e isso tudo cria a base para continuarmos e fazermos a segunda etapa do SC Rural. Com isso, Santa Catarina vai continuar crescendo. É impressionante como se fortaleceram os vínculos comunitários, familiares, as pequenas propriedades, as cooperativas, a comercialização, ou seja, fechou-se todo um ciclo, com resultados extraordinários”, apontou o governador.

scrural5

São milhares de histórias de agricultores e pescadores beneficiados pelo Programa, seja com os empreendimentos da agricultura familiar seja com a melhoria de estradas rurais. O secretário de Estado da Agricultura e Pesca, Moacir Sopelsa, disse que o programa atende às necessidades da agricultura catarinense. “O programa levou oportunidades diferentes para a agricultura familiar, os investimentos foram na formação dos jovens, preparando-os para que pudessem ser um produtor-empresário, levou comunicação, infraestrutura. Por meio do SC Rural, trabalhamos com a pequena agroindústria, agregamos informações e conhecimentos para organizar o setor e melhoramos muito a qualidade de vida daquelas pessoas que se associaram ao programa”, avaliou Sopelsa.

 scrural4

O desempenho do SC Rural foi reconhecido internacionalmente, obtendo nota máxima na classificação do Banco Mundial e inspirando ações em outros estados e países. Entre os diferenciais do Programa, está a forma de gestão: sob a coordenação da Secretaria da Agricultura e da Pesca, o programa reúne oito instituições (Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura). 

“Cada instituição desenvolve ações em suas respectivas áreas de atuação, mas todas focadas na melhoria de renda das propriedades da agricultura familiar”, explicou o secretário do SC Rural, Júlio Bodanese. Segundo ele também contribuiu decisivamente para os ótimos resultados o espírito empreendedor da família rural catarinense.

scrural6

O coordenador de Operações, Infraestrutura e Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, disse que o Banco está extremamente orgulhoso em fazer parte desse projeto, e que muitos dos bons exemplos de Santa Catarina vão guiar o trabalho da instituição em outros estados do país.

“A gente olha para os grandes objetivos do projeto, que eram melhorar as condições de vida, trazer um desenvolvimento econômico para o interior do Estado e realmente trabalhar com agricultores familiares que não tinham muitas condições de vida. Hoje, todas as nossas avaliações mostram que houve um grande impacto que conseguiu transformar a vida dessas pessoas para melhor”, disse Procee.

scrural2

Entre outras conquistas do programa SC Rural estão: 59 mil sistemas produtivos melhorados; 514,1 quilômetros de estradas rurais reparadas e 723 empreendimentos de agricultura familiar apoiados. Sem contar o trabalho de educação ambiental em 1.437 escolas rurais; as 437 agroindústrias legalizadas junto ao Serviço de Inspeção Estadual (SIE); a ampliação da rede de monitoramento meteorológico; a regularização fundiária de 2.804 propriedades rurais e as 285 famílias que agora conservam 1.630 hectares de florestas nativas com o pagamento por serviços ambientais. Fonte: Francieli Dalpiaz -Assessoria de Imprensa-Secretaria de Estado de Comunicação – Secom-Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

 

Mais informações:

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Peritiba sedia Seminário do SC Rural

peritibasol

Estiveram reunidos no município de Peritiba, representantes de sete municípios da região de Concórdia, contemplados com ações do Programa SC Rural / TRAF (Turismo Rural da Agricultura Familiar), pela secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.

Além, da participação de agentes públicos municipais o Seminário contou com a presença de representantes de empreendimentos turísticos cadastrados no programa SC Rural dos municípios de Alto Bela Vista, Concórdia, Ipira, Itá, Peritiba, Piratuba e Seara.

Em torno de 25 participantes trabalharam no primeiro dia o tema planejamento estratégico e na terça-feira o foco foi o planejamento de marketing.

Para o secretário Municipal de Cultura, Turismo, Indústria e Comércio de Ipira, Oladimir Odi Rese “esta etapa veio a fortalecer e a pensar/ repensar os empreendimentos e juntos construir uma rota no Turismo Rural da região da AMAUC. Juntos e integrados conseguimos nos fortalecer e sermos reconhecidos pelo potencial existente com um destino turístico com uma Cultura forte e as suas diversidades e belezas naturais”.

peritibasol1

Cada município já possui seus empreendimentos e suas ações voltadas ao turismo rural. Para Evandro Macagnan, produtor de geleias na agricultura familiar, do município de Concórdia, diz que “participar do programa SC Rural possibilita mais conhecimento para poder aplicar na minha propriedade e mostra que podemos trabalhar melhor, fazendo uma auto-avaliação da propriedade e do serviço que prestamos para realmente atender os turistas que nos visitam. Teremos mais resultados se trabalharmos juntos, não apenas individualmente”.

Já para Lindomar Cosmann, que possui uma propriedade de cultivo orgânico no município de Seara e faz parte de um grupo de empreendedores que está iniciando uma rota de turismo rural chamada Saberes e Sabores do Vale das Borboletas, “o seminário é uma oportunidade de agregar conhecimento e aplicar melhorias no meu produto e serviço. Gostaria que todos que estão envolvidos na rota pudessem participar deste seminário, mas infelizmente não é possível, pois, nem todos podem deixar seus afazeres diários”.

A integração entre os municípios próximos já acontece com Alto Bela Vista, Ipira, Peritiba e Piratuba. Para a secretária-adjunto de Educação, Cultura, Esporte e Turismo, Marlene Klein “o seminário foi interessante e produtivo, pois diretrizes e ações foram pensadas para melhorar e qualificar os serviços turísticos dos 7 municípios”. Fonte:

http://www.peritiba.sc.gov.br/noticias/index/ver/codMapaItem/6866/codNoticia/455542

 

Mais informações: www.sol.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Banco Mundial e Governo do Estado lançam Relatório de Impactos do Programa SC Rural

Capa_Relatório_SC_Rural

Entre 2010 a 2017 o Governo do Estado investiu R$ 567 milhões para alavancar e modernizar a agricultura familiar catarinense, gerando um retorno financeiro de R$ 850 milhões, segundo estimativas.

Os números refletem o impacto de ações do SC Rural em empreendimentos da agricultura familiar, em melhorias de sistemas produtivos nas propriedades rurais, em investimentos em pesquisas e até em atividades não agrícolas como o turismo rural, além de melhorias em estradas vicinais, regularização fundiária e suporte à geração de renda para famílias indígenas, entre outros.

Estes números serão apresentados na próxima terça-feira, 28 de novembro, a partir das 13:45 horas, no auditório da Epagri, em Florianópolis, quando o Governador Raimundo Colombo e o Coordenador Setorial de Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, lançam o “Relatório de Impactos do Programa SC Rural”, publicação que sintetiza as principais resultados e impactos do programa, que conta com recursos do Banco Mundial.

As conquistas obtidas levaram o Banco a classificar o programa como “altamente satisfatório”, e inspirar ações em outros estados e países. O grande diferencial do SC Rural reside na forma de gestão: Sob a coordenação da Secretaria da Agricultura e da Pesca, o programa reúne oito instituições (Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura) que desenvolvem ações em suas respectivas áreas de atuação, mas todas focadas na melhoria de renda das propriedades da agricultura familiar. Também contribuiu decisivamente para os ótimos resultados o espírito empreendedor da família rural catarinense.

 

Lançamento do “Relatório de Impactos do Programa SC Rural”

Data: 28 de novembro de 2017, terça-feira

Local: Auditório da Sede Administrativa da Epagri – Rodovia Admar Gonzaga, 1347

Bairro Itacorubi – Florianópolis, SC

Horário: 13:45

 

Mais informações:

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Produtores de Leite de Içara investem em tecnologias para melhorar a qualidade do leite e aumentar a produtividade

içaraleite

Produto de qualidade e bons índices produtivos. Essa é a meta dos produtores da Associação dos Produtores de Leite de Içara. Para tanto, conseguiram apoio do Programa SC Rural para investimentos em infraestrutura, maquinário e animais de produção.

Nove famílias participaram do projeto, que contou com a construção ou reforma de 07 salas de ordenha e galpões para manejo das vacas e aquisição de 05 sistemas modernos de coleta de leite. Também foram feitos investimentos em 01 sistema de irrigação de pastagens e 22 vacas de produção de leite.

De forma coletiva os produtores investiram em 02 tanques de distribuição de esterco líquido com capacidade de 4.000 L cada. Com as reformas das salas de ordenha, os produtores construíram esterqueiras, onde a urina e o esterco das vacas é coletado. Quando cheio, os tanques recolhem este material e os espalha nas pastagens. Dessa forma reduz-se a contaminação na sala de ordenha e há um ganho de produção de pasto, com o uso do esterco.

“Vamos melhorar a qualidade do leite, por termos salas de ordenha mais limpas e reduziremos o uso de adubo, pois utilizaremos o esterco dos próprios animais”, ressaltou Realdo Jorge Viana, presidente da Associação.

Segundo Luiz Fernando Burigo Coan, Engenheiro Agrônomo da Epagri em Içara, o projeto teve um orçamento total de R$ 453.906,00 sendo R$ 207.972,00 de apoio do programa SC Rural e R$ 213.332,00 de contrapartida dos produtores. Ainda segundo Coan, projetos assim só trazem melhoria para toda a sociedade pois atua na esfera ambiental, melhora a renda dos produtores, favorece o associativismo e termina oferecendo um produto de melhor qualidade para o consumidor.

 

Mais informações:  emicara@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br