Arquivos da categoria: Programa SC Rural

Protetor Ambiental é implantado em Schroeder

schroederprotetor

No município de Schroeder, o Programa Protetor Ambiental foi lançado no auditório do CRAS, com a exposição dos objetivos aos familiares dos 24 alunos das Escolas Emílio da Silva e Santos Tomaselli, que foram previamente selecionados.

Segundo a orientadora educacional Tainá Larissa Eggert, da Rede Municipal de Ensino de Schroeder, a carga de estudos é de 180 horas/aula, uma vez por semana, até o mês de novembro. Também foi explicado no lançamento, o objetivo do Programa que é proporcionar aos adolescentes capacitação ambiental de modo que possam tornar-se multiplicadores do saber ambiental, tudo em prol do meio ambiente sadio e ecologicamente equilibrado.

Além do conhecimento ambiental, os adolescentes são contemplados com ensinamentos relacionados à disciplina, respeito, responsabilidade e comprometimento, o que certamente contribuirá para a formação e a vida de cada um. As aulas acontecem em período oposto ao da escola regular e os boletins de frequência e aproveitamento são verificados. Fonte: Jornal do Vale do Itapocu

 

Programa Protetor Ambiental 

O Programa Protetor Ambiental é um programa institucional da Polícia Militar de Santa Catarina, desenvolvido pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental, em parceria com o Ministério Público, Poder Judiciário, Poder Público Municipal, com o apoio do Programa SC Rural.

Programa SC Rural, apoia a Polícia Militar Ambiental na ampliação do Programa Protetor Ambiental, que vai promover, até o ano de 2016, 60 cursos para formação de 1.800 adolescentes de 11 a 14 anos. Eles serão treinados e disciplinados para auxiliar a Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina em suas atividades de educação ambiental.

 

Mais informações: 1º Pelotão do Batalhão de Polícia Militar Ambiental - Joinville -3481-2114

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Jovem de Grão Pará é beneficiado com recursos do SC Rural

graoparajovem

O jovem agricultor Jean Baggio Badziak, do município de Grão Pará, no sul catarinense, melhorou a estrutura da propriedade de sua família com recursos do Programa SC Rural. Dentre as melhorias estão a disponibilização de água para as vacas em todos os piquetes, a reforma de cercas e a construção de uma esterqueira, que permitiu o destino ambientalmente adequado dos dejetos dos animais e sua utilização como adubo de baixo custo nas pastagens. 

Com esse incentivo, Jean se animou a ampliar e diversificar as atividades, pois no futuro ele pretende formar sua própria família e permanecer na propriedade. Ele projeta atingir um plantel de cinquenta vacas em lactação e uma produção de mil litros diários, o que vai gerar mais renda e melhorar a qualidade de vida no espaço rural.

De acordo com o técnico da Epagri do município, Emanuel Ramos Viquetti, a adoção de tecnologias nessa propriedade vai possibilitar uma mudança bastante significativa na atividade leiteira, permitindo maior tranquilidade na sucessão familiar. Emanuel explica que esses recursos foram repassados à família pelo Programa SC Rural após a aprovação de um plano de propriedade elaborado por Jean, criado a partir de um curso de capacitação em liderança, gestão e empreendedorismo que o Programa oferece, com apoio da Epagri.

 

Mais informações: Epagri de Grão Pará - (48) 3652 1322 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Grande Oeste intensifica ações focadas no desenvolvimento do turismo rural

solcapacitação1

Agricultores familiares da região turística Grande Oeste participaram na última semana de uma capacitação sobre Turismo Rural na Agricultura Familiar, realizada no município de Quilombo.

O curso faz parte das ações do Programa SC Rural, executadas pela Secretaria de Estado deTurismo, Cultura e Esporte (SOL) com apoio da Epagri, que busca apoiar iniciativas de turismo rural, envolvendo as dez regiões turísticas de Santa Catarina.

solcapacitação2 solcapacitação3

O programa do curso incluiu temas como planejamento, gestão de negócios, valorização da gastronomia e da cultura local, artesanato, inovação, paisagismo e construções sustentáveis, entre outros. Como material de apoio, os participantes utilizaram a cartilha “Turismo Rural na agricultura familiar: conceitos e práticas”, projeto desenvolvido pela SOL e SC Rural, por meio de consultoria contratada para este fim. (para conhecer a cartilha acesse https://pt.calameo.com/read/00295156574c67a8ebb23)

solcapacitação3

Municípios do Grande Oeste criam GT de Turismo Rural

Cientes do potencial turístico da região Grande Oeste, entidades e municípios formalizaram, no final de abril, a criação do Grupo de Trabalho de Turismo Rural Rota das Termas. Integram o GT representantes das secretarias de agricultura e turismo dos municípios de São Carlos, Águas de Chapecó, Palmitos, Planalto Alegre e Caibi, associações de municípios, Agência de Desenvolvimento Regional Palmitos, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Epagri, Associação de Agroturismo do Vale do Rio Uruguai e do Núcleo de Empresários Rota das Termas, entre outros.

A discussão sobre o desenvolvimento do turismo rural na região se intensificou durante 2015, com a realização de vários encontros para debater o tema. A ideia de constituir o GT ganhou força com a capacitação realizada em dezembro do ano passado, em São Carlos, promovida pelo SC Rural, SOL e Epagri, na qual foram apresentados e debatidos um projeto de roteirização para região e projetos estruturantes nas propriedades rurais.

 

Mais informações: SOL -  Gerência de Políticas de Turismo (Gepot) - (48) 3665-7429

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 

Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Massaranduba sedia seminário sobre arroz irrigado do Litoral Norte de Santa Catarina

 massarandubaarroz1

No dia 30 de abril, durante a 15ª Festa Catarinense do Arroz, que aconteceu no município de Massaranduba, ocorreu o VI Seminário Regional do Arroz Irrigado do Litoral Norte Catarinense.

Organizado pela Epagri e Prefeitura Municipal, o evento teve como apoiadores o Programa SC Rural, Cooperativa Juriti, Agroindustrial Urbano, Brasélio, Sementes Macoppi, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato Rural e Senar. Contou com cerca de 200 participantes, entre técnicos e produtores da atividade da rizicultura na região.

Na abertura do seminário estavam presentes diversas autoridades, entre elas o Prefeito Municipal de Massaranduba e o Presidente da Cooperativa Juriti, que destacaram a importância do encontro para o compartilhamento de conhecimentos na área.

massaraandubaarroz2

Segundo o engenheiro agrônomo Hector Silvio Haverroth, Coordenador de Projetos e Líder Projeto Grãos na região foram abordados temas bastante atuais da atividade, como ‘Clima e arroz irrigado’, que tratou sobres o efeito do clima nas perdas de produtividade na safra atual do arroz e as perspectivas climáticas para a próxima safra, através das palestras do engenheiro agrônomo Dr. Marcos Vale, pesquisador da Estação Experimental de Itajaí e do engenheiro agrônomo Dr. Wilian Ricce, da Epagri/CIRAM.

Outro tema abordado foi “Manejo da lavoura com a cultivar SCS 121 CL’, pelo engenheiro agrônomo Ms. Domingos Savio Eberhardt, que reforçou os cuidados que o produtor deve ter para garantir a longevidade da tecnologia Clearfield.

‘Seguro Agrícola’, foi tratado na palestra do engenheiro agrônomo Esp. Hector Silvio Haverroth, da Epagri, que ressaltou as formas de minimizar as perdas financeiras da lavoura.

Após houve sorteio dos brindes fornecidos pelas empresas parceiras e então finalizado o seminário com um almoço de confraternização.

 

Mais informações:Epagri - Gerência Regional de Joinville – (47) 3461 1531

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Informação fortalece o cooperativismo em Matos Costa

matoscostaexcurssão

O cooperativismo é uma opção em potencial para a agricultura familiar. No município de Matos Costa, vem ocorrendo o desenvolvimento de organizações de agricultores e nesse sentido é necessário conhecer experiências bem sucedidas.

Por isso, no dia 29 de abril, com o apoio do Programa SC Rural, 25 membros de duas associações e da cooperativa do município foram conhecer a experiência da Cooperativa Regional Agropecuária do Meio Oeste Catarinense (COPAR), formada por agricultores do município de Frei Rogério.

O presidente da  COPAR, Silvio Novacoski,  recebeu os visitantes e compartilhou a história de construção da cooperativa. Ele destacou a importância dos valores cooperativistas nas ações da comunidade, a necessidade de aprimoramento da gestão, o diferencial na comercialização dos produtos e principalmente a manutenção da credibilidade institucional. “Tudo isso, possibilitando fortalecer e agregar associados, além de estabelecer parcerias com o poder público e privado”, destacou Novacoski .

O extensionista rural da Epagri no município de Matos Costa, Guilherme Briski, avaliou como importante a visita técnica a outra realidade para motivar os agricultores. “Isso é constatado na fala do agricultor Sergio Mathias, que nos relatou a importância da visita para verificar como é possível uma cooperativa dar certo, e que acreditando as coisas vão acontecendo”.

 Os agricultores participantes da excurssão técnica puderam esclarecer suas dúvidas e fortalecer-se para continuar fomentando suas organizações, gerando competitividade no campo e desenvolvimento social.

 

Mais informações: Epagri de Matos Costa (49) 35615993 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Polícia Militar Ambiental promove aula inaugural do curso de Protetores Ambientais de Florianópolis

 fpolisprotetoraula2

Em solenidade presidida pelo Coronel PM Walmir Moreira Francisco – Comandante de Policiamento Militar Ambiental foi realizada no dia 02 de maio de 2016, a Aula Inaugural do curso para formação de Protetores Ambientais de Florianópolis – Turma Golf. A ação é desenvolvida no âmbito do Programa SC Rural em todo o estado.

fpolisprotetoraula1

O evento, que aconteceu no Centro Internacional de Eventos do Costão do Santinho Resort & Spa, parceiro do Programa Protetores Ambienatais contou com a presença de autoridades, instrutores, pais e alunos, além da presença do 2°pelotão da 1° Cia do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças – CFAP, do Curso de Formação de Sargentos 2015.

fpolisprotetoraula3

O ato foi marcado pela presença disciplinada dos protetores ambientais veteranos já formados, que apadrinharam os alunos da nova turma e juntos cantaram o Hino Nacional e a canção da Polícia Ambiental, com todo entusiasmo, recebendo elogios dos presentes. O apadrinhamento é um ato no qual os veteranos recebem os novos protetores e repassam o conhecimento que foi adquirido no decorrer do curso, bem como algumas habilidades desenvolvidas. 

Segundo Sargento Murilo, instrutor do curso, a aula inaugural tem a finalidade de apresentar os professores, alunos e colaboradores que irão produzir conhecimento nesta edição 2016 do Programa. O curso será realizado no Centro de Educação Ambiental – CEA da Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina, localizado no Parque Estadual do Rio Vermelho, de maio a novembro, com carga horária de 180 horas aula. Nesse período, os alunos receberão aulas teóricas e práticas que envolverão os temas: ecologia, recursos hídricos, gestão de resíduos, da flora e da fauna, unidades de conservação e atividades relacionadas aos aspectos regionais e culturais, além de conteúdo sobre a Polícia Militar de Santa Catarina.

fpolisprotetoraula6

Na ocasião também foi prestada homenagem ao Sargento Campos, ex-monitor do Programa. A Protetora Veterana Mélani fez a leitura da homenagem e o Tenente Coronel Evandro Mendonça Zavarizi, Comandante do 1° Batalhão de Policia Militar Ambiental, entregou a placa de agradecimento ao homenageado.

O Sargento Campos juntamente com o Sargento Murilo realizaram cinco edições do Programa Protetor Ambiental de Florianópolis, formaram juntos cerca 180 protetores. Mas, no ano de 2015, o então Cb Campos ausentou-se do Programa para realizar o curso de Formação de Sargentos no Centro de Formação e aperfeiçoamento de praças – CFAP.

fpolisprotetoraula4

Após  as homenagens a palestra que foi proferida pelo Sub Tenente Marcelo, que é formando em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina, e comandante do 1° Pelotão, localizado no Rio Vermelho, proferiu uma palestra.

Ao final, os convidados congratularam-se durante coquetel oferecido pelo Costão do Santinho, que é o apoiador do Programa Protetor Ambiental, juntamente com a Empresa Canasvieiras Transportes, Programa SC Rural, Prefeitura Municipal de Florianópolis e Ministério Público de Santa Catarina.

 

Programa Protetor Ambiental 

Desenvolvido pela Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina em parceria com o Ministério Público e Poder Judiciário, Poder Público Municipal e outras instituições, também conta com o apoio do Programa SC Rural.

Programa SC Rural, apoia a Polícia Militar Ambiental na ampliação do Programa Protetor Ambiental, que vai promover, até o ano de 2016, 60 cursos para formação de 1.800 adolescentes de 11 a 14 anos. Eles serão treinados e disciplinados para auxiliar a Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina em suas atividades de educação ambiental. Fonte: pmaeduca.blogspot.com.br

 

Mais informações:  1º Pel/1ªCia-Rio Vermelho PMA - (48) 3665 4491

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Agricultores familiares participam de capacitação sobre turismo rural

solcurso1

Cerca de 30 agricultores familiares das regiões turísticas do Vale Europeu e da Costa Verde e Mar participam até hoje, 29, de uma capacitação em turismo rural, no Centro de Treinamento da Epagri, em Itajaí. Em três dias de treinamento (24 h/a) o curso vai abordar temas como planejamento, gestão de negócios, valorização da gastronomia e da cultura local, artesanato, inovação, paisagismo e construções sustentáveis, entre outros. 

Além de integrantes da agricultura familiar das duas regiões, pela primeira vez participaram do evento pescadores artesanais do litoral de Santa Catarina. Na ocasião, os participantes receberam exemplares da cartilha “Turismo Rural na agricultura familiar: conceitos e práticas”. O material pode ser acessado na íntegra pelo link

A presença do público surpreendeu o analista de turismo da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Edgar Tramontin: “Muitos dos presentes já trabalhavam com turismo e queriam se aprimorar. Outros tinham ideias de projetos, e buscavam conhecimentos para se aprimorarem e poder dar seguimento às suas propostas”.

O evento foi promovido pela SOL com apoio da Epagri e da Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), por meio do Consórcio Intermunicipal de Turismo Costa Verde e Mar (CITMAR). Nos próximos meses, a SOL deve promover capacitações semelhantes nas regiões da Serra, no Oeste e no Sul do estado.

A capacitação faz parte do âmbito de ações do programa SC Rural, que busca apoiar iniciativas de turismo rural, envolvendo as dez regiões turísticas do Estado. É executado em conjunto pelas Secretarias da Agricultura e da Pesca, do Desenvolvimento Econômico Sustentável e de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Polícia Militar Ambiental, Epagri, Cidasc e Fatma.


 

Mais informações: SOL - Gerência de Políticas de Turismo (Gepot) - (48) 3665-7429 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

SC Rural consolida cooperativas e agroindústrias da Agricultura Familiar

seesc1

“O SC Rural veio contribuir muito na organização dos agricultores da nossa cooperativa, tanto na área econômica quanto na área social e ambiental. Com o planejamento conseguiu-se aumento significativo de novas vendas, melhoradas também pela aquisição de máquinas e equipamentos. E os agricultores passaram a valorizar mais aspectos ambientais, todos de baixo impacto, em atividades de artesanato, panificação, queijaria, produção de banana orgânica, de embutidos, entre outros. Isso, além do apoio à organização da estrutura da cooperativa como um todo”. Jorge Martinello, membro do Conselho de administração da Cooperativa de Agricultores Familiares Nosso Fruto, de Criciúma, é um dos seus 36 associados. Por meio do projeto estruturante o SC Rural apoiou 12 empreendimentos de cooperados e a estrutura administrativa da cooperativa, num investimento total de R$ 629.401,86, dos quais R$ 289.359,73 destinados pelo SC Rural.

seesc4

                               seesc2

              Tendências de mercado e Lei do Micro produtor rural

O testemunho da Cooperativa Nosso Fruto e de outras seis cooperativas aconteceu durante o IV Encontro Sul Catarinense de Cooperativas da Agricultura Familiar, realizado no dia 19 de abril em Tubarão pelo Programa SC Rural e Epagri, com a participação de cerca de cem cooperados, dirigentes cooperativistas e técnicos da Epagri. O evento discutiu políticas públicas estaduais para a inserção da agricultura familiar e suas organizações no mercado consumidor.

seesc3

Além da Nosso Fruto, também apresentaram seus resultados as cooperativas Cooperagreco, de Santa Rosa de Lima; Coopafi, de Içara; Cooperação, de São Ludgero; Cooper Agroserra, de Lauro Müller;Cooperrica, de Armazém e Coonafor, de Forquilhinhas. O encontro contou com palestras do Gerente técnico do SC Rural, André Poletto, sobre “Tendências de mercado para produtos da agricultura familiar e proposições para o SC Rural 2”, e do Gerente regional da Secretaria da Fazenda em Rio do Sul, Joacir Sevagnani, sobre “Apresentação do projeto de lei do Micro Produtor Rural e Implicações tributárias, trabalhistas e previdenciárias”.

 

                                     20 cooperativas e três mil famílias apoiadas

Na abertura do encontro o Secretário executivo regional do SC Rural para a região Sul  , Engenheiro agrônomo Alberto Ávila revelou que “das 35 cooperativas de agricultores familiares da região Sul, 20 são apoiadas pelo Programa. São 274 melhorias de sistemas de produção e só com os projetos estruturantes são 3.089 famílias beneficiadas. O volume de recursos aplicados de 2012 até agora aqui no Sul chega a aproximadamente R$ 16 milhões. Sem contar os investimentos na estruturação das executoras, remuneração de serviços de veterinários e de agrônomos”. Segundo Ávila, “não é fácil um agricultor investir, mas com o SC Rural como parceiro ele investe. As questões do trabalho da assistência técnica, da viabilidade econômica eambiental e a questão sanitária interessam muito, porque eles irão entrar na formalidade e não terão mais problemas. Os agricultores familiares sempre tiveram problemas e sair da informalidade é muito importante para eles, eles querem se regularizar. Sem o apoio do SC Rural teria muita gente que levaria dois, três, quatro anos para atingir o que eles atingem num ano. O programa é excelente nesse sentido. Quando se fala SC Rural fala-se em apoio, e nós temos que manter isso como política permanente, tanto na questão técnica quanto na questão financeira esse apoio é importante. Isso não pode parar”, defendeu Ávila, referindo-se à eventual implementação do SC Rural 2, que está em fase de tratativas entre os governos estadual e federal e com o Banco Mundial. O (atual) Programa SC Rural tem prazo para ser concluído em setembro deste ano e sua continuidade ou prorrogação é uma reivindicação constante dos agricultores e a Secretaria da Agricultura e da Pesca está em tratativas para sua concretização.

 

                                               50 Projetos em 37 municípios

“Temos um trabalho bastante coordenado entre as equipes regionais da Epagri e da Cidasc aqui no Sul de Santa Catarina”, frisa Ávila, lembrando que a região é a que possui maior número de projetos do SC Rural em todo o estado. Segundo ele “os números da região mostram os resultados desse trabalho: São 50 projetos implantados ou em execução em 37 dos 47 municípios do Sul. Temos município com três projetos e alguns projetos de cooperativas abrangem agricultores cooperados em quatro ou cinco municípios”. Entre projetos de melhorias de sistema de produção os mais requisitados são da atividade leiteira e produção de olerícolas. E temos muitas pequenas agroindústrias. Elas constituem 222 planos de negócios, desses cerca de 40 são coletivos (de organizações) e cerca de 180 agroindústrias que foram reformuladas, adequadas para a formalidade. Nas agroindústrias, os apoios foram principalmente para construções e reformas para adequar, por exemplo, às exigências da vigilância sanitária. E muitos equipamentos especialmente para diminuir a mão-de-obra – que está cada vez mais escassa, um problema sério no campo hoje”.

seesc5

Edson Borba Teixeira, André Ricardo Poletto e Alberto Ávila

                                          “SC Rural foi um elemento encorajador”

Edson Borba Teixeira,Engenheiro Agrônomo e coordenador regional do Programa de Gestão de Negócios e Mercado da Epagri, analisa as razões dos bons resultados que o SC Rural colhe na região Sul: “Tanto nas melhorias feitas em propriedades quanto nas agroindústrias e cooperativas, a gente vê que o SC Rural é um programa que está mexendo o ponteiro no meio rural. Aqui optamos por investir realmente em projetos estruturantes; não é aquele projetinho de ir lá e aplicar dois ou três mil reais no empreendimento, mas ver o que o empreendimento está precisando, adequar os fluxos, melhorar a estrutura, equipamentos que humanizem a necessidade de mão-de-obra. Com um bom plano de negócio do empreendimento – as equipes técnicas discutem com os beneficiários, definem os problemas, os gargalos – têm sido feito investimentos que mudam a realidade. Por exemplo: Pessoas que trabalhavam com panificação e que não estavam devidamente legalizadas. Essas pessoas  fizeram um curso de panificação no centro de treinamento da Epagri e começaram a fazer em casa, como uma renda extra. Viram que aquilo dava um dinheirinho, mas não estavam encorajadas para montar um negócio. Quando apareceu o SC Rural e a proposta de transformar isso numa atividade de renda, legalizada, foi um elemento encorajador. E para pegar o recurso do estado as pessoas têm que fazer um curso de boas práticas de fabricação, ter noção mínima de gestão de empreendimento, seguir o que a vigilância sanitária preconiza. Assim, o programa dá um arcabouço legal e técnico profissional  para aquele empreendimento que estava lá escondido e que agora pode aparecer, sem medo de mostrar a cara. Some-se a isso o SC Rural, a marca Epagri e o próprio trabalho das cooperativas, que é fundamental. Se não fosse a organização dos agricultores através de cooperativas, a gente não conseguiria avançar porque trabalhar individualmente é bem mais difícil”, frisa Edson.

 

Mais informações:

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

Epagri e SC Rural promovem encontro de jovens agricultores em Videira

videirajovens1

Num dia cheio de atividades integrativas, palestras informativas e de formação, depoimentos de jovens, reencontros de amigos, foi realizado no dia 19 de abril, o Encontro das quatro turmas do Curso Ação Jovem Rural das regiões de Videira, Caçador e Curitibanos.

O evento reuniu jovens dos 19 municípios que compões estas regiões e que participaram e estão participando do curso nos anos de 2013, 2104, 2015  e 2016.

videirajovens5

videirajovens2

Com a proposta de oportunizar aos jovens um momento para reencontrar amigos, trocar experiências, ouvir depoimentos, aperfeiçoar conhecimentos e continuar estreitando os vínculos criados durante o curso, mostrando a importância que cada jovem tem para a Epagri é que a coordenação do curso organizou este evento.

Segundo relato de Cirlei Werlang da Silva, extensionista social da Epagri e coordenadora do projeto Ação Jovem Rural, na região, os objetivos foram atingidos, quando reuniu 62 jovens, extetnsionistas dos municípios que acompanham os jovens, lideranças e foi prestigiado pelo representante do Pograma SC Rural, o diretor de Projetos Especiais, engenheiro agrônomo Ditmar Alfonso Zimath.

“Ao ouvir o depoimento de alguns jovens que contaram aos presentes a sua experiência de execução do seu projeto técnico de vida, somos convidados a acreditar ainda mais na importância que o curso e os incentivos oportunizados pelo SC Rural, através da Epagri e empresas parceiras estão fazendo diferença na vida dos jovens rurais incentivando-os a permanecer na agricultura. Convida-nos também a trabalhar para que mais ações com jovens rurais sejam sempre realizadas e seja uma política pública”, ressalta a extensionista Cirlei Werlang da Silva.

 

Mais informações: Centro de Treinamento de Videira – CETREVI - (49) 3533 5686 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br

SC Rural investe na Cooperativa Mista Agrícola de Piscicultores de Timbó

timbocooperativa

O Governo do Estado, através do Programa Santa Catarina Rural (SC Rural) vai repassar, por meio de subvenção, o valor de R$ 400 mil para a Cooperativa Mista Agrícola de Piscicultores (Coomapeixe), que fica no município de Timbó. Além deste repasse, o Estado disponibiliza o empréstimo junto ao Fundo de Desenvolvimento Rural de Santa Catarina para a Cooperativa, no valor de R$ 300 mil, sem cobrança de juros.

“A Coomapeixe vem agora expandir seus projetos. Em parceria com o Estado pretendemos instalar nova unidade de Beneficiamento de Pescados em Timbó até o final do ano, alcançando a meta de dez mil quilos de tilápias por semana. Com isso incentivamos os piscicultores a produzirem mais e melhor”, ressalta o presidente da Cooperativa Roger Krambeck.

timbocooperativa3

Segundo Krambeck, a Coomapeixe existe há 12 anos e surgiu com o objetivo principal de absorver e comercializar o pescado dos seus cooperados. “Possuímos atualmente 24 cooperados ativos. Hoje somos a única cooperativa de SC ativa e a mais antiga do estado que trabalha exclusivamente com peixes”. Atualmente a Coomapeixe recebe e industrializa cerca de 2.500 quilos de tilápias por semana dos cooperados e de produtores que são parceiros, da região.

timbocooperativa2

O ato de assinatura do contrato, por parte da Coomapeixe, ocorreu na sede da Agência de Desenvolvimento Regional de Timbó e contou com a presença da secretária executiva Lúcia Steinheuser Gorges, da gerente de agricultura da ADR Timbó Claudia Fontana de Almeida, gerente regional da Epagri Marcos César Nouals, representantes da Epagri de Timbó a extencionista Kátia Zimath de Mello e o técnico Valdomiro Biz, e da secretária de Desenvolvimento Econômico de Timbó Márcia da Rocha.

 

SC Rural

O Programa SC Rural é uma iniciativa do Governo de Santa Catarina com financiamento do Banco Mundial (BIRD).Tem como objetivo geral aumentar a competitividade das organizações da agricultura familiar por meio do fortalecimento e estruturação das suas cadeias produtivas.

A responsabilidade direta pela coordenação do Programa é da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, através da Secretaria Executiva Estadual do SC Rural, tendo como executoras suas empresas vinculadas Epagri e Cidasc, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Secretaria de Infraestrutura, Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, Fatma e Batalhão da Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina.Fonte:ADR Timbó

 

Mais informações: Agência de Desenvolvimento Regional de Timbó - (47) 3399-3023 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@microbacias.sc.gov.br