Arquivos da categoria: Capacitação Jovens Rurais

IMA E EPAGRI capacitam jovens rurais da Grande Florianópolis sobre regularização ambiental

fatmajovens

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), a convite da Epagri, em 23 de abril, realizou capacitação para jovens rurais da Grande Florianópolis sobre regularização ambiental da pequena propriedade.  

A engenheira agrônoma Cíntia Uller Gomez, da Gerência de Licenciamento Ambiental Rural do IMA abordou aspectos como áreas de preservação permanente, reserva legal e a importância do Cadastro Ambiental Rural e de adesão ao Programa de Regularização Ambiental – PRA. Os jovens também aprenderam quais e quando as atividades agropecuárias precisam de licenciamento ambiental e como proceder. 

A participação do IMA/SC se deu no âmbito do curso “Organização, gestão e protagonismo”, organizado pela Epagri, para jovens rurais de todo o estado de Santa Catarina. Durante 8 meses, os jovens passam uma semana por mês no Centro de Treinamento da Epagri de sua região aprendendo sobre aspectos que vão desde a questão ambiental envolvida nos processos produtivos até o desenvolvimento do espírito de solidariedade e inovação. A iniciativa visa fazer com que esses jovens sejam protagonistas de oportunidades no espaço rural. 

Ao finalizar o curso, cada jovem elabora um projeto que será posto em prática na propriedade de sua família, com o acompanhamento técnico da Epagri. Fonte:IMA

Mais informações:  cetre@epagri.sc.gov.br -  http://www.ima.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri e parceiros promovem o segundo encontro do Projeto Juventude Rural de Cunhataí

cunhataijovens1

O dia 24 de abril, foi marcado pelo segundo encontro do grupo que executa as atividades do projeto – Juventude Rural Cunhataí, lançado pela Epagri, em março de 2018. O projeto conta com a parceria da Secretaria Municipal de Agricultura e entidades que atuam no município.

O projeto tem por objetivo trazer os jovens, filhos de produtores rurais, para mais próximo das atividades desenvolvidas dentro das propriedades.

cunhataijovens8

O evento teve início às 09:00 horas manhã, nas dependências da Câmara Municipal de Vereadores de Cunhataí, onde o grupo assistiu a uma palestra apresentada pelo engenheiro agrônomo Ruan Benvenutti, que atua junto a Epagri de Palmitos. Na oportunidade, o agrônomo falou sobre a taxa de oferta de pastagem e estrutura de rebanho, e da questão de sobre semeadura de sementes de pastagem de inverno.

Em seguida, os representantes das entidades parceiras Cooperativa Regional Auriverde, e Cooperativa de Créditos Sicoob Credial, explanaram sobre o funcionamento das entidades, e as vantagens em aderir a mesmas.

cunhataijovens7

Após o almoço, os participantes, foram até a propriedade da família Nalim, localizada na Linha Cascatinha, no vizinho município de Águas de Chapecó, onde foi realizada uma atividade a campo, dado continuidade ao assunto tratado pelo engenheiro agrônomo Ruan Benvenutti.

cunhataijovens2

O técnico da Epagri apresentou aos jovens uma simulação em pequena proporção, da coleta de pastagem verde de 1m² de área, onde em seguida a mesma foi secada em micro-ondas, para que fosse possível ser feito o cálculo da matéria verde ingerida pelo animal, convertida em matéria seca, chegando o mais próximo possível, do quanto um animal precisa ingerir em questão de volume, para atender a suas reais necessidades.

Segundo o extensionista Edison dos Santos, que acompanhou o dia de atividades, o grupo se mostrou participativo. “Isso nos alegra em saber que estamos no caminho certo. Esperamos que o que está sendo visto pelos jovens nesses encontros, de uma forma ou de outra seja implantado no dia-a-dia dentro das propriedades, de forma que melhore o desenvolvimento dos trabalhos”, ressalta Santos informando que o próximo encontro ocorrerá no dia 23 de maio. Fonte: https://www.cunhatai.sc.gov.br

 

Mais informações: emcunhatai@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Jovens rurais do Extremo Oeste iniciam curso de organização, gestão e protagonismo

smoestecursojovens-

Iniciou este mês o Curso Organização, Gestão e Protagonismo com Jovens Rurais do Extremo Oeste Catarinense, no Centro de Treinamento de São Miguel do Oeste (Cetresmo).

A aula inaugural foi realizada no dia 2 de abril com 30 jovens, acompanhados de seus familiares, secretários municipais da agricultura, prefeitos e técnicos da Epagri dos municípios que foram contemplados com o curso: Belmonte, Bom Jesus do Oeste, Cunha Porã, Descanso, Iporã do Oeste, Santa Helena, São João do Oeste, Serra Alta e Tunápolis.

De acordo com as coordenadoras do curso, extensionistas sociais Flavia Maria de Oliveira e Jane Alice Gotardo Zanin, os objetivos do curso são construir e oferecer conhecimentos para desenvolver competências nas áreas humana, social, ambiental, técnica e de gestão da propriedade rural, além de capacitar os jovens para a execução de atividades agropecuárias rentáveis, melhorando a qualidade de vida e viabilizando a permanência desse grupo no campo.

Durante a cerimônia de abertura do curso, a líder do Programa Capital Humano e Social da Epagri na região Extremo Oeste, Lilian Mortari Castelani, ressaltou os trabalhos realizados desde as primeiras turmas de jovens rurais formadas na região e os sucessos alcançados com as famílias atendidas na ação. No evento o professor Celso Bergmaier, do Instituto Federal de Santa Catarina, campus de São Carlos, ministrou a palestra “Economia social rural: um estudo de caso dos clubes 4S de São Carlos”, mostrando dados do seu trabalho de doutorado, bem como sobre juventude rural e a sucessão.

smoestecursojovens--

O curso será realizado durante oito alternâncias, de três dias por mês, quando os jovens ficam hospedados no Cetresmo. Nesses encontros os jovens terão atividades teóricas e práticas, com atividades de campo e viagens técnicas, para reconhecimento e apropriação dos conteúdos trabalhados em sala de aula. Além disso, serão ministradas oficinas de alimentação, atividades de cultura e lazer e palestras de assuntos solicitados pelos jovens.

De acordo com a coordenação, essas atividades se configuram como momentos de atividades extras. Todos os instrutores do curso são extensionistas da Epagri das regionais de São Miguel do Oeste e Palmitos. Além das atividades realizadas no Centro de Treinamento, os jovens receberão assistência técnica periódica dos profissionais dos escritórios municipais da Epagri.

O curso Organização, Gestão e Protagonismo é resultado de uma parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e  a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina.Fonte:Epagri

 

Mais informações: cetresmo@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309 
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Jovens rurais da região de Palmitos capacitados em produção leiteira

palmitoscursojovens1

Jovens rurais de seis municípios da região de Palmitos, no Extremo Oeste do Estado, terão um ano de muito aprendizado sobre pecuária leiteira.

Eles fazem parte de um projeto da Epagri com entidades parceiras que vai capacitar, ao longo deste ano, 152 jovens de Flor do Sertão, Cunhataí, Riqueza, São Carlos, Águas de Chapecó e Cunha Porã. O “Curso Juventudes Rurais – Semeando no presente para colher no futuro” é a ampliação de um projeto de sucesso realizado em Cunha Porã no ano passado.

Os cursos terão nove encontros mensais em cinco municípios. Cada módulo é composto por uma manhã de estudos conduzida por profissionais da área e uma tarde de visita a propriedades que trabalham a produção de leite. Ao longo do mês de março, todas as turmas realizaram a primeira etapa do curso. Em Cunha Porã, 27 participantes de 2018 estão iniciando o segundo ano de estudos para aprofundar ainda mais o conhecimento na área.

plmitoscursojovens3

Nos intervalos entre as etapas do curso, serão realizadas visita às famílias dos participantes que demandem ações de assistência técnica e extensão rural. “Ao longo da capacitação, os alunos também poderão buscar acesso a políticas públicas relacionadas ao jovem rural empreendedor”, acrescenta Richard Willian Junglaus, engenheiro-agrônomo da Gerência Regional da Epagri de Palmitos e coordenador do curso.

Todos os municípios envolvidos no projeto têm a produção leiteira em sua base econômica. No entanto, grande parte das propriedades é gerida pelos pais, a maioria acima de 50 anos, enquanto os jovens buscam empregos na cidade ou fora do município. “Considerando essa realidade, a Epagri buscou formar parcerias na região e em cada município com instituições movidas pelo interesse de ajudar os jovens a permanecer no campo, vislumbrando na produção leiteira uma oportunidade de negócio e desenvolvimento”, explica Richard. Além de colaborar com recursos, as entidades parceiras indicam os participantes.

Entre os parceiros do projeto estão: prefeituras, Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, Cidasc, Icasa, Instituto do Meio Ambiente de SC (IMA), Cooperativa Regional Auriverde, Cooperativa A1, Cootrafar, CooperAlfa, Banco do Brasil, Cresol, Sicoob, Sicredi, Sulcredi, Movimento de Mulheres Camponesas, Clube 4s, Carlitos Alimentos, Casa Familiar Rural, além de sindicatos em cada município vinculados à Fetraf, ao Sintraf, à Fetaesc e à Faesc.

 

Mais informações: grp@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri desenvolve ações com jovens e mulheres do oeste catarinense

 chapecocetrec

O Programa Capital Humano e Social e o Serviço Social da Epagri no Oeste Catarinense têm trabalhado fortemente para fortalecer as relações de gênero e das gerações na área rural como uma forma de estimular o protagonismo das mulheres e dos jovens nos diferentes espaços de atuação.

Com esse objetivo, foram realizadas ações com os dois públicos em março. O primeiro deles foi o III Encontro das Mulheres Epagrianas, nominado “Beleza de dentro para fora”, com objetivo de comemorar o dia internacional da mulher, construir vínculos afetivos entre as colaboradoras da Epagri da região, bem como buscar a reflexão sobre o papel da mulher na sociedade.

O evento aconteceu no dia 15 de março no Centro de Treinamento de Chapecó (Cetrec), envolvendo 60 mulheres das regiões de Chapecó, São Lourenço do Oeste e Xanxerê. Segundo a extensionista social Cianarita Caron Figueiró, foram promovidas oficinas de construção do coração afetivo e momentos de reflexões sobre o valor da mulher, culminando em um dia de capacitação, de fortalecimento da autoestima e dos vínculos entre as colaboradoras da região, que refletem também nas ações desenvolvidas com as mulheres rurais.

chapecocetrec1 cgpecocetrec2

Foto: Jô Carvalho

O outro evento foi a 1ª alternância com jovens rurais do Oeste, realizada entre os dias 19 a 21 de março, também no Cetrec. A aula inaugural do curso foi realizada no dia 19 de março com a presença dos jovens, familiares, técnicos da Epagri e lideranças municipais.  Os participantes tiveram a oportunidade de participar no diálogo sobre a permanência do jovem rural e apresentar sugestões que possam fortalecer o processo da sucessão familiar. Participaram de 22 jovens rurais de diversos municípios pertencentes às regionais de Chapecó, São Lourenço do Oeste e Xanxerê.

Os participantes também tiveram momentos de reflexões sobre os desafios e perspectivas das juventudes rurais do Oeste de Santa Catarina, promovidos pela palestra do professor Rodrigo Kumer, de São Miguel do Oeste.

 

Mais informações: cetrec@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Curso de qualificação para jovens rurais teve início em São Miguel do Oeste

smoestecursojovenssite1  

O lançamento do curso “Qualificação de Jovens Rurais com foco em bovinocultura de leite e gestão de propriedades”, aconteceu no dia 29 de março,no Centro de Treinamento de São Miguel do Oeste.

smoestecursojovenssite2

Além dos jovens que participarão da formação, prestigiaram a solenidade autoridades e representantes de instituições parceiras do projeto, entre elas a Prefeitura de São Miguel do Oeste, Epagri, Sicoob, Cooper Alfa, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato dos Produtores Rurais, Associação 25 de Maio, Sulcredi, Sicredi e Acismo.

Conforme a extensionista da Epagri, Simone Bianchini, este curso vem sendo pensado há quase um ano, com debates acerca de sua relevância, conteúdos, instrutores, locais para visitas, entre outros assuntos pertinentes. “Teremos nove encontros na segunda terça-feira de cada mês. No período da manhã, será estudada a parte teórica, no Cetresmo; e à tarde, os jovens farão visitas a diferentes propriedades rurais, onde terão aulas práticas”.

smoestecursojovenssite3

Durante o lançamento, o público acompanhou a palestra do engenheiro agrônomo Jonas Ramon, que explanou acerca do tema “Pecuária Leiteira de Resultados”.

No dia 09 de abril inicia oficialmente o curso que terá sempre a instrução de profissionais da Epagri e, em todos os encontros um dos parceiros do projeto estará apresentando o seu portfólio. Este primeiro encontro terá a participação do engenheiro agrônomo Jean Pilguer, coordenador do Programa de Pecuária, E no período da tarde, visita a uma propriedade em Itapiranga, que é uma unidade de referência tecnológica em produção de leite a base de pastagens perenes. Fonte:Portal Peperi

 

Mais informações: cetresmo@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Em Itajaí vice-governadora fala sobre protagonismo do jovem rural em aula inaugural de curso da Epagri

itajaijovenssite1  

O papel transformador do jovem no meio rural, a profissionalização, o acesso a tecnologias foram alguns dos assuntos abordados pela vice-governadora, Daniela Reinehr, em palestra, durante a aula inaugural do curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo com jovens rurais das regiões de Itajaí, Blumenau e Joinville.O evento aconteceu na terça-feira, 19, no Centro de Treinamento da Epagri, em Itajaí.

Daniela Reinehr destacou que Santa Catarina é um Estado que produz muito. “As pessoas são dedicadas e trabalham incansavelmente para produzir os alimentos. É muito importante a participação do jovem e de sua família para avançar no processo de melhoria das atividades. Os jovens estão investindo nos seus projetos de vida. É muito bom vê-los procurando conhecimento para aprimorar os trabalhos em suas propriedades. A Epagri desenvolve um trabalho de excelência”, disse.

Ela destacou a importância do grupo buscar meios para se qualificar e acessar as tecnologias. “É central cultivar nossa tradição e aliar isso à tecnologia, bem como agregar valor ao que é produzido para melhorar a renda no meio rural e fazer com que o jovem queira ficar ali”, disse.

itajaijovenssite2

Dentre as potencialidades a serem exploradas no campo, Daniela destacou o turismo rural. “Os valores da roça são habituais para quem está lá, mas para quem vive no urbano é sensacional. Daí o potencial do turismo domiciliar rural”. Ela enfatizou a importância da população urbana conhecer o meio rural e as experiências que o campo pode oferecer, revertendo em renda para o produtor. “A agricultura é o que manteve este país no último ano.  Vocês precisam ter consciência do valor dos agricultores”, disse.

“Como podemos fazer a diferença para desenvolver os potenciais? Esse é o nosso desafio. Criem, inventem, busquem conhecimento”, disse a vice-governadora aos 32 jovens participantes das regiões de Itajaí, Blumenau e Joinville. A aula teve como tema a sucessão familiar no campo e abriu o primeiro de oito módulos a serem realizados até agosto.

Em cada encontro, que durarão três dias, os jovens serão capacitados nas principais cadeias produtivas da região. Entre os diversos temas abordados, estão olericultura, plantas bioativas, agroindústrias, bananicultura, turismo rural, essências florestais e palmeiras, floricultura, piscicultura e rizicultura.

A aula inaugural deu início ao primeiro módulo desse ciclo de capacitação. Até o dia 21 de março, os 32 jovens participantes estarão imersos na discussão dos seguintes temas: empreendedorismo, legalização de propriedade (APPs, mata ciliar e reserva legal), maquete da propriedade, plano de propriedade e identidade da agricultura familiar. Ao final dos três dias será feita uma avaliação do módulo pelo grupo.

“Considero este curso como um dos momentos mais importantes que a Epagri tem vivido nestes últimos anos, pois realmente ele faz a diferença e traz muitos resultados. Oferece ao jovem a opção de fazer sua escolha de vida e mudar sua realidade”, salientou o gerente Estadual de Extensão Rural e Pesqueira da Epagri, Darlan Rodrigo Marchesi.

A extensionista da Epagri, Rose Gerber, responsável pela Ação Jovem, também palestrou no dia.

A Epagri promove há 10 anos cursos de Liderança, Gestão e Empreendedorismo para jovens rurais do Estado. Neste período foram capacitados mais de 2 mil catarinenses, em 72 turmas. Ao final de cada curso, os alunos elaboram projetos de melhorias em suas propriedades rurais e a Epagri seleciona os melhores, que recebem financiamento do Estado para serem implementados. Nesta década, foram 902 projetos financiados, no valor de R$ 7,8 milhões.

Vanuza Kertischka, de Doutor Pedrinho, contou que seu esposo Rodrigo fez o curso, e os conhecimentos adquiridos mudaram vida da família. “O acesso à informação foi o mais importante. A gente acha que agricultura é baixar a cabeça e trabalhar, mas não é assim. Com o curso conseguimos aplicar técnicas, manejos e a parte administrativa. Hoje produzimos tomate orgânico certificado e outros produtos. O curso foi um divisor de águas na nossa vida. Só temos a agradecer”.

 

itajaijovenssite3

A vice-governadora, Daniela Reinehr também visitou a Estação Experimental da Epagri de Itajaí (EEI).

 

Estação Experimental da Epagri de Itajaí

O EEI é responsável por 30% de todas as tecnologias geradas pela companhia. A unidade já desenvolveu mais de 30 cultivares de arroz, oito de hortaliças e uma seleção de banana, todas disponibilizadas para as cadeias produtivas e com expressivo impacto na agricultura catarinense. Frutas cítricas, plantas bioativas e palmáceas também são destaques entre as linhas de pesquisa da unidade.Fontes:Epagri/Secom – Fotos: Elisabety Borghelotti / GVG

Mais informações: cetrei@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Jovens rurais de São Carlos e Águas de Chapecó iniciam capacitação em bovinocultura de leite

 sãocarloscursojovens1 

A abertura oficial do curso para Jovens Rurais, em Bovinocultura de Leite, dos Municípios de São Carlos e Águas de Chapeco, aconteceu no auditório da Secretaria de Educação de São Carlos, no dia 07 de março.

No primeiro dia do curso, os 38 jovens participantes ouviram a palestra, “Proposta da Epagri para a produção de leite em Santa Catarina”, proferida pelo engenheiro agrônomo Jean Pierre Pilger, responsável pelo Programa de Pecuária, na região.

sãocarloscursojovens3

No período da tarde, a turma deslocou-se ao município de Cunha Porã, onde conheceram a Unidade de Referência Técnica em bovinocultura de leite, da família Kutner.

A extensionista social da Epagri, no município de São Carlos, Lilian Mortari Castelani, relata que desde meados de 2012, a Epagri dedicou-se à capacitação de jovens do meio rural em Gestão, Liderança e empreendedorismo, com cursos em regimes de alternâncias realizados nos Centros de Treinamento.

“Como fruto deste trabalho existem jovens investindo em seus projetos de vida, alavancando a economia das propriedades, trabalhando com qualidade de vida e renda digna.  Inerente a estes resultados, a ação Jovem Rural, proposta pela Epagri vem se expandindo nos municípios, onde através de uma construção com entidades parceiras, que compreendem a importância da juventude rural, torna-se possível investir na capacitação técnica local”, conta.

saocarloscursojovem4

No município de São Carlos, as entidades envolvidas neste processo são: Epagri, Secretarias Municipais de Agricultura de São Carlos e Águas de Chapecó, Cooperativa Regional Auriverde, Cootrafar, Cooperalfa, Sintraf, Banco do Brasil, Cresol, Sicredi, Sicoob Maxi Crédito, Movimento de Mulheres Camponesas, Clubes 4s e Carlitos Alimentos.

Valendo-se do princípio da cooperação, o curso será executado com as entidades financiando o almoço dos participantes, as secretarias de agricultura oferecendo o transporte até as aulas práticas e a Epagri cedendo os instrutores para ministrar o conteúdo técnico.

A extensionista conta que após diversas reuniões de organização, onde todas as entidades participantes concordaram que a área de bovinocultura de leite atualmente move a economia da região, foi definido por investir num trabalho de capacitação e união de forças com vistas à sucessão familiar. Além disso, a maioria entidades representadas também possuem ações com a juventude rural, seja na área de cooperativismo, gestão financeira, apoio técnico, entre outros.

“Esta ação compreende a relevância da propriedade rural, pois além de um núcleo de produção é um misto de empresa e família, onde ao longo do tempo, deve-se permitir, favorecer ou incentivar a sucessão familiar, para garantir a prosperidade da propriedade. Para isso, é necessário discutir a sucessão com as famílias ao mesmo tempo em que investimos no jovem rural”, destaca Lilian.

Neste sentido, o curso de bovinocultura de leite lança o desafio da capacitação dos 38 jovens rurais de São Carlos e Águas de Chapecó, indicados pelas entidades parceiras. Serão nove meses, com um encontro mensal com palestras e visitas técnicas, criando um espaço de aprimoramento e de ganho pessoal.

O curso pretende também representar um espaço de encontro para a juventude, estudando princípios da área técnica, gerencial, ambiental, humana e social. Para que eles tenham embasamento para discutir o futuro e construir propostas para o desenvolvimento da agricultura familiar.

O cronograma de encontros mensais segue até novembro e será alternado entre os municípios de São Carlos e Águas de Chapecó, além de visitas a diversas propriedades da região.

 

Mais informações: www.saocarlos@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Turcos compram gado de jovem empreendedor rural catarinense

sjcerritojovem1   

O jovem rural Andrigo da Luz de Souza, mora com sua família numa propriedade na Localidade de Erva Doce, município de São José do Cerrito, na Serra Catarinense, onde trabalha no desenvolvimento da pecuária de corte.

saojoaquimjovens

Em 2017, ele participou do curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo Rural, oferecido pela Epagri (Empresa de Pesquisa e Extensão Rural), com apoio do SC Rural e ministrado no Centro de Treinamento de São Joaquim. O curso tem como objetivo garantir que as melhorias nas propriedades continuem sendo implantadas, mudando a história das famílias e das comunidades rurais dos municípios.

sjcerritojovem4

Ao final do curso, Andrigo, com os conhecimentos adquiridos e a experiência da família, elaborou um projeto para tornar a propriedade em uma empresa rural, projeto este aprovado e passando a contar com apoio técnico da equipe da Epagri de São José do Cerrito. Investiu em tecnologia, melhoramento genético bovino e na pastagem. Além de adquirir equipamentos agrícolas.

O extensionista de São José do Cerrito, Severiano Pereira Neto, disse que normalmente os jovens que frequentam os cursos oferecidos pela Epagri são filhos de agricultores e conhecem bem a lida. “O curso é um incentivo para aqueles jovens que ainda estão na propriedade e ajudam a melhorar o que eles já vinham fazendo e gostam de fazer” explica.

Denizete Mota, que é extensionista social da Epagri no município, também faz visitas técnicas sistemáticas à propriedade, incluindo acompanhamento aos familiares. Hoje, a propriedade se tornou referência em planejamento, tecnologia e gestão. Além da atividade agropecuária a propriedade realiza todos os anos, evento turístico (rodeio), atraindo tradicionalistas de toda a região.

sjcerritojovem2

Desde o ano passado, o empreendedor rural Andrigo, está exportando para a Turquia. São terneiros (cruzamento das raças, Devon, Red Angus e Hereford) e deve fazer novo embarque entre fevereiro e abril, melhor período para o transporte, uma vez que a Turquia fica entre os continentes Europeu e Asiático.

No mesmo embarque, os turcos levam cerca de cinco mil cabeças oriundas de outras propriedades, também da Serra Catarinense. As compras acontecem no período de desmame, entre março e abril. Os bezerros têm até 10 meses e pesam entre 180 e 240 quilos.

sjcerritojovem3

Para Andrigo que, na sua lida diária, trabalha com oito familiares numa área de quase 50 hectares, a intenção é expandir e aumentar a produção. “Caprichando mais na linhagem dos touros, das próprias fêmeas, e das matrizes para dar mais cria de forma que se encaixe no gosto do comprador e amplie, assim, a nossa renda e melhore a vida no campo”, diz.

Segundo extensionista social da Epagri, Denizete Mota, o mais importante do que a geração de trabalho e renda no meio rural. "Isso faz com que o jovem do meio rural, tenha as mesmas oportunidades do jovem da cidade. Acesso à internet, telefone, informação, comunicação. “Ele tem dinheiro para lazer, o jovem também faz viagens. Melhor qualidade de vida no meio rural, o que antes não tinha, isso faz com que o jovem permaneça no campo, mas não por capricho, ou para evitar que vá para a cidade em busca de oportunidade, mas sem formação, se submete a trabalhos pesados, remuneração baixa, dificuldade de formar e sustentar uma família com qualidade, aglomerando-se nos bairros sem estrutura e agravando os índices sociais e, consequentemente, a qualidade de vida”, afirma.

Para a extensisonista, o agricultor tem que entender que sua propriedade é uma empresa, que produz, tem que dar lucro, atender às necessidades da família, com as mesmas oportunidades do jovem urbano. “Isso considero importante. Existem aqui no município outros valorosos exemplos de jovens empreendedores rurais, Thiago Lopes e Pedro Lopes ambos da localidade de Lajeado da Taipa e Márcio Camargo de São Geraldo, que investiram na produção de frango caipira, produção de orgânicos, com comercialização em toda a serra catarinense.

Os cursos

As inscrições para a 4ª edição dos cursos estão abertas. As aulas estão programadas para começarem em abril e podem participar para todos os jovens de famílias de produtores da Serra Catarinense. Fonte: Correio Lageano

 

Mais informações: emsaojosedocerrito@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Jovens comandam propriedades rurais em São José do Cerrito

sjcerritojovens

A equipe Epagri de São José do Cerrito iniciou o ano com orgulho das transformações que os jovens estão operando no meio rural.

Ao longo de 2018, jovens egressos do Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo Rural, realizado com apoio do Programa SC Rural, participaram de atividades de capacitação continuada. O objetivo foi garantir que as melhorias nas propriedades continuem sendo implantadas, mudando a história das famílias e das comunidades rurais do município.

Durante o Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo, os jovens adquiram conhecimento técnico e executaram projetos de melhoria das propriedades rurais. Esses projetos, que receberam recursos do SC Rural, contribuíram para despertar o empreendedorismo e o protagonismo dos agricultores em suas comunidades.

Para que o trabalho tivesse continuidade, cinco egressos da turma de 2016 – Daniel Ludwig, Márcio de Camargo, Andrigo de Souza, Welyton dos Anjos e Brayan Coelho – passaram a receber capacitação continuada da Epagri. A equipe da Empresa articulou a formação do grupo para promover a troca de experiências e a qualificação em encontros mensais. A capacitação abrange temas técnicos e também aborda gestão da propriedade, liderança na unidade familiar e na sociedade e protagonismo dos jovens como agentes de mudança no meio rural.

Colocando em prática o que aprenderam e inovando o modo de produzir com tecnologias, aquisição de materiais e equipamentos, os jovens agricultores conseguiram elevar a renda de suas famílias. “Em pesquisa realizada no município com jovens egressos dos cursos, percebe-se que aqueles velhos obstáculos, desmotivadores da permanência no campo, estão com os dias contados. Nessas propriedades não se fala mais em falta de renda, área de terras insuficiente, autoritarismo e falta de protagonismo dos membros familiares”, comemora 

Mais informações:  emsaojosedocerrito@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br