Arquivos da categoria: Turismo Rural

Acolhida na Colônia – Arte Família Produtos Coloniais

      awagnersitio1  

O município de Alfredo Wagner está localizado na região do Alto Vale do Itajaí, numa área de transição entre o litoral e o planalto catarinense, distante 105 quilômetros da capital, Florianópolis.

Na geografia local, se destaca os relevos da Serra Geral, Serra da Boa Vista e Serra dos Faxinais. Alfredo Wagner é um município predominantemente agrícola. É no ambiente rural que está concentrada a maior parte da população do município, e onde se desenvolve o turismo rural e o cultivo da cebola, base da economia local.

awagnersitio2

Turismo Rural

O município de Alfredo Wagner, conhecido como Capital Catarinense das Nascentes, tem um roteiro agroturístico, inserido no Projeto Acolhendo em Alfredo Wagner, da Associação Acolhida na Colônia. São dez propriedades de agricultura familiar que já estão prontas para receber hóspedes e visitantes.

aw9

O projeto para preparar esse roteiro foi financiado pelo Fundo Pranay em parceria com a Brazil Foundation, a Epagri e a prefeitura de Alfredo Wagner e teve a duração de um ano e meio.


As famílias participantes foram mobilizadas e capacitadas dentro dos princípios da Acolhida na Colônia de preservação ambiental, fortalecimento da agricultura familiar e da agroecologia.  O processo resultou em dez propriedades prontas para ofertar diversos tipos de experiências no meio rural, como hospedagem com vista para lindos cenários naturais, vivência do dia a dia da família agricultora, contato com a produção orgânica, aprendizado em bioconstrução, trilhas e cachoeiras, terapias naturais e boa gastronomia.

Para a engenheira-agrônoma da Epagri de Alfredo Wagner, Graziela Tavares, o projeto valoriza a agricultura familiar do município, que tem um alto potencial turístico. “Além de agregar valor à propriedade como um todo, ele ainda prima pela preservação do meio ambiente por meio do processo agroecológico e da qualidade de vida do agricultor e do visitante’’, acrescenta.

 

aw4

aw3

Arte Família Produtos ColoniaisHistória da propriedade 

Dona Nagibe e seu Orlando são agricultores familiares e agregam valor a produção transformando o leite em seus derivados, milho em farinha para fazer os pães, criam suínos e transformam em embutidos. Tudo isso preparado com muito cuidado e capricho para não perder o sabor de um produto colonial.  A família é natural de Alfredo Wagner, e a Senhora Nagibe aprendeu a cozinhar desde menina com sua mãe, que preparava as refeições para as festas de comunidade e de casamento, com isso foi se especializando no preparo de refeições e produtos coloniais em geral. Nas horas vagas também elabora lindas peças de patchwork para decoração.

aw7

Produção da propriedade

Cultivo de frutas, aipim, batata, feijão, milho e verduras em geral, tudo sem agrotóxico. Também produz queijo, nata, manteiga, doce de leite, embutidos de suíno e carne de ovinos.

aw2

Especialidades culinárias

A propriedade Arte Família é famosa na região pelos deliciosos produtos coloniais, os principais são: queijo colonial, doce de leite, pães, cucas e embutidos.

aw1

Leva para casa

Queijos coloniais, queijinho, nata, manteiga, doce de leite, pão de batata, pão de milho, pão de trança, pão caseiro, pão de aipim, pão de leite, cuca, bolo de cenoura, tortas, bolachas, biscoitos, geleias, salames, ovos e leite.

Artesanatos e trabalhos manuais: panos de pratos decorados (pintura, patchwork, aplicação, bordados), encadernação de livros, pastas e cadernos, bolsas, toalhas bordadas e macramê, tapetes de crochê e patchwork.

aw8

Atividades de lazer nas redondezas

Próximo a propriedade pode-se visitar o Museu de Arqueologia da Lomba Alta onde se encontra um vasto material de interesse arqueológico, geológico, numismático, ecológico, antiguidades diversas como louças, ferramentas, vestuário, a maioria pertencente à família de Alfredo Wagner. Pode-se ficar hospedado e fazer as refeições na Cabanha Bruch e visitar a Gruta do Poço Certo.

Mais informações: acolhida.com.br ou emalfredowagner@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Acolhida na Colônia – Cabanha Bruch

awagnertr1

A família Bruch é de origem alemã, das colônias das Encostas da Serra Geral, com tradição na agricultura.

awagnertr6

A Cabanha Bruch iniciou suas atividades em 2010, na Comunidade: Lomba Alta, no município de Alfredo Wagner, com o objetivo de produzir genética de ovelhas da raça Texel, esta é atualmente a principal atividade da Cabanha, juntamente com a produção agroecológica de frutas e hortaliças.

awagnertr7

No ano de 2019, associada da Acolhida na Colônia abriu as portas para a atividade de Pousada Rural com Café e Restaurante Colonial, juntamente com Turismo Pedagógico para mostrar aos visitantes o desenvolvimento da produção de ovelhas na Cerra catarinense.

Para acomodação possui duas cabanas com dois quartos (um quarto com uma cama de casal e outro com cama de casal e de solteiro. Cada cabana possui um banheiro e varanda compartilhados.Capacidade para 10 pessoas

A produção da propriedade é a criação de ovelhas, produção agroecológica de frutas e hortaliças variadas.

awagnertr2 awagnertr3

Especialidades Culinárias

Refeições variadas, incluindo gastronomia colonial alemã e regional serrana. Oferece opções para vegetarianos e celíacos.

O visitante pode leva para casa, geleias, frutas, verduras, conservas, pães, biscoitos, produtos coloniais e artesanato.

awagnertr5

Diversas atividades de lazer nas redondezas, como banho de rio, trilha ecológica e caminhadas pela propriedade, vivência rural e interação com ovelhas, visitas guiadas à cachoeira do Poço Certo, Museu de Arqueologia da Lomba Alta e caminhadas pela antiga estrada dos Tropeiros.

Telefones para reserva: (48) 991872556 / (48) 991441139

Fonte: https://acolhida.com.br/destinos/santa-catarina/serra-catarinense/alfredo-wagner/cabanha-bruch/

 

Mais informações: bruch.jonas@gmail.com / https://www.facebook.com/cabanhabruch/posts/2418504608263877

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Acolhida na Colônia – Sítio Rei Arthur

anitapolissitio2

Localizado a apenas 3,7 km do centro de Anitápolis, o Sítio Rei Arthur, associada da Acolhida na Colônia, é uma ótima opção para descansar e recarregar suas energias.

Local de natureza exuberante, nossa pequena pousada possui duas cabanas com decoração rústica, banheiro individual, lareira, varanda com rede e podem acomodar até 4 pessoas cada cabana.

Você também pode planejar seu evento como aniversário, encontro da empresa, reunião da família ou usar toda estrutura para passar o dia (Day Use) relaxando, vivenciando toda a tranquilidade e clima da serra catarinense e saboreando deliciosas refeições caseiras.

anitapolissitio4

A estrutura do sítio ainda oferece piscina, lago para pescar e soltar, pomar, cachoeira, trilha e produção de hortifrutigranjeiros e geleias livres de agrotóxicos e conservantes.

A hospedagem é uma ótima opção para quem quer desfrutar da estrutura, com acomodações confortáveis, deliciosas refeições e toda a tranquilidade de um lugar aconchegante e natureza exuberante.

anitapolissitio6

anitapolissitio1

Serviço:

Pensão completa: Café da manhã, almoço, lanche da tarde e  jantar

Acesso a todas as atrações do sítio: piscina, áreas de descanso, lago pesque e solte, trilha, cachoeira, pomar, etc.

Reservas antecipadas com 30% antecipado / Aceitam cartões de débito/crédito

Fonte: https://acolhida.com.br/destinos/santa-catarina/serra-geral/anitapolis/sitio-rei-arthur/

 

Mais informações: http://sitioreiarthur.com.br/

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultores de Itapiranga conhecem projetos de turismo rural no Rio Grande do Sul

itapirangaexcursão

Para a Epagri, uma das formas de manter os agricultores familiares motivados e de estimular o empreendedorismo é oferecer oportunidades de visitar e conversar com famílias que exercem com sucesso atividades semelhantes.

Essa experiência foi vivenciada por 40 produtores de Itapiranga, no Extremo Oeste Catarinense, que nos dias 12 e 13 de setembro viajaram para o Rio Grande do Sul para conhecer experiências em turismo rural.

A primeira visita técnica foi no município de Marau, na “Rota das Salamarias”. Lá o grupo conheceu o Restaurante e Salamaria Camera, a Cantina da Terra (onde são comercializados produtos da agricultura familiar), outras três cantinas familiares, uma ervateira tradicional e uma cachaçaria.  À noite os catarinenses se deslocaram para a Fazenda “Tropeiro Camponez”, em Passo Fundo.

itapirangaexcursão2

O empreendimento familiar produtivo “Tropeiro Camponez” atua na produção de leite, grãos, frutas, verduras e ovos férteis. Destina 40 hectares de área para preservação ambiental onde explora o turismo rural. A programação da fazenda inclui café da manhã com sustância, palestra, passeio a cavalo e parque rústico com diversão para adultos e crianças. O empreendimento também abriga um local histórico, onde ocorreu a Batalha do Pulador durante a revolução federalista de 1894. Lá os catarinenses pernoitaram e no dia seguinte participaram de trilha pela propriedade e passeio de carretão, apreciando a paisagem, as árvores centenárias, o riacho e muitos contos e histórias.

Segundo a extensionista social da Epagri de Itapiranga, Alésia Inês Lauschner, o turismo rural no município vem sendo trabalhado desde 2017. “Itapiranga possui um mapa turístico com 32 pontos cadastrados e aptos a visitação. Novas possibilidades de renda exigem agregação de conhecimento e parcerias comprometidas”, diz ela.  O projeto de Turismo é uma parceria entre Epagri e prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Secretaria de Agricultura e das famílias com empreendimentos turísticos.

A viagem ao Rio Grande do Sul foi realizada com recursos da Epagri e do Programa Anater Mais Gestão, desenvolvido junto à Cooafi – Cooperativa da Agricultura Familiar de Itapiranga. Participaram técnicos da Epagri, representantes da Secretaria de Indústria e Comércio e Turismo, Secretaria de Agricultura, Cooafi e famílias agricultoras que já desenvolvem o turismo em suas propriedades.

Mais informações: emitapiranga.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Acolhida no meio rural é tema de capacitação

pomerodetr2

Com o objetivo de capacitar empreendedores rurais, vindos de várias cidades do Vale do Itajaí, envolvidos com as atividades do turismo e da acolhida no meio rural foi realizado, no município de Pomerode, o primeiro módulo do curso de Turismo Rural.

A iniciativa foi desenvolvida entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural de Pomerode e o Sindicato Rural de Rio dos Cedros. Foi ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e contou com 12 participantes.

pomerodetr1

"A troca de experiência entre os participantes foi riquíssima neste primeiro módulo, cada um contribuindo com suas próprias experiências, vivências, conhecimento", afirmou a instrutora de turismo rural Daiana Bertoldi.

pomerodetr3 pomerodetr4

Além do conteúdo teórico e de atividades em sala de aula, o grupo também teve a oportunidade de realizar uma tarde de visitas técnicas a algumas propriedades rurais. "É muito importante conhecermos as propriedades envolvidas para desenvolver futuros roteiros ou fazer a inclusão delas em roteiros já existentes", ressaltou.

A expectativa agora é para o segundo módulo do treinamento de Turismo Rural – Planejamento e Implantação de Negócios, programado para ocorrer em outubro, novamente em Pomerode. "A expectativa para este segundo módulo é grande, o propósito é trabalhar em cima do planejamento dos negócios das propriedades rurais". Fonte: http://www.testonoticias.com.br

 

Mais informações: www. http://www2.senar.com.br/

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Colônia Grão-Pará um roteiro dos Encantos do Sul

graopara9

Grão-Pará possui uma conexão muito forte com a história imperial. As terras do Município foram presentes de casamento de D. Pedro II para sua filha Princesa Isabel e o Conde D' Eu, a Colônia Grão-Pará.

Antes, essas mesmas terras eram habitadas pelos índios botocudos, chamados de "bugres" pelos colonos da época. O contraste entre Serra e Litoral é o grande atrativo de Grão-Pará, Município de 6.500 habitantes, em cujo território está situada a Estrada da Serra do Corvo Branco, que possui alguns dos visuais mais privilegiados de Santa Catarina.

graopara7

graopara3

graopara2

graopara8

Grão-Pará oferece, ainda, ao visitante belas paisagens, estabelecimentos turísticos, produtos artesanais e a simpatia de um povo acolhedor. Estima-se que há cerca de 105 cachoeiras com mais de 5 metros de altura distribuídas nas propriedades dos Grãoparaenses.

gparatereza1

gparauva1

graoparaturismo1

Há alguns anos, o Município vem fortificando a marca Colônia Grão-Pará como identidade geográfica. No ano de 2013, em conjunto com a EPAGRI, Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo, iniciou-se o plano de trabalho conjunto com todos os interessados em trabalhar com o Turismo.

A marca Colônia Grão-Pará foi sendo trabalhada e incorporada por essas e por outras pessoas. Grão Pará fica próximo a: Urubici, Rio Fortuna, Braço do Norte, Orleans.

Nos sites abaixo você vai encontrar inúmeras atrações para montar seu roteiro

http://www.coloniagraopara.com.br 

<https://acolhida.com.br/viajar-para/santa-catarina/serra-geral/

 

Mais informações: https://turismo.graopara.sc.gov.br/

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Caminho da Roça em Concórdia

concordiapaiol4 concordiapaiol6

No município Concórdia é possível conhecer de perto o estilo de vida das famílias que trabalham com agricultura e pecuária. As propriedades rurais que fazem parte da rota turística Caminho da Roça oferecem trilhas ecológicas, cascatas, passeios de barco, pescaria, café colonial e almoço típico.

No ano de 2002 por iniciativa do Departamento de Turismo da Prefeitura Municipal de Concórdia um grupo de agricultores familiares visitaram um projeto exitoso de agroturismo em Santa Rosa de Lima em SC.

Após a visita, com o interesse de alguns agricultores familiares em trabalhar um roteiro de agroturismo o assunto foi levado ao Conselho Municipal de Turismo que obteve a aprovação para que fosse implantado.

Na época foi feita uma parceria com o curso técnico em turismo com ênfase em agroturismo do Senac Concórdia. Após meses de trabalho e várias reuniões com a comunidade, os alunos apresentaram o diagnóstico realizado e o nome sugerido para o roteiro foi Caminho da Roça.Com a provação unânime dos membros presentes, no dia 17 de julho de 2002, numa reunião ocorrida na comunidade de Lageado dos Pintos, fui fundada oficialmente a associação de agroturismo.

Após um período de capacitação e preparação das propriedades o Roteiro foi lançado oficialmente no ano de 2005.

concordialpaiol5

Nestes anos de atividade o Caminho da Roça recebeu milhares de turistas. Foram centenas de excursões, tanto de turismo de lazer, como missões técnicas e cientificas

Atualmente o Caminho da Roça é um roteiro de agroturismo referência no Oeste de Santa Catarina com produtos diversificados., um leque de opções, excelente gastronomia, e agricultores familiares preparados para receber desde grupos familiares que se deslocam de automóvel como grupos de turismo de lazer e missões técnicas.

concordiapaiol5

Conheça o Caminho da Roça e viva a experiência do sabor da roça, na maravilhosa comunidade de Lageado dos Pintos. A visita será inesquecível, pois os agricultores familiares estão preparados e esperando para recebê-lo de braços abertos.

Alguns atrativos do Roteiro: ARMAZÉM NONA THEREZA /CAMPING PERONDI / FILÒ TALIAN /HIDROPONIA DALLEGRAVE / MOINHO COLONIAL BELTER / NATIVA PLANTAS / SÍTIO LONGHI / SÍTIO SGARBOSSA / PAIOL DOS PELLIZZARO / POUSADA PELLIZZARO

 

Mais informações: http://www.caminhodaroca.tur.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultores do sul do Estado realizam viagem técnica para conhecer o Turismo Rural em cidades do RS

trezedemaioviagem

Agricultores ligados ao turismo rural, nos municípios de Treze de Maio, Pedras Grandes, Rio Fortuna e Grão-Pará participaram de uma viagem técnica promovida pela Epagri nas cidades de Canela, Gramado, Nova Petrópolis e Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, para conhecer como o turismo é executado nesta região.

Segundo Jerusa Rodrigues Pereira, extensionista social da Epagri de Treze de Maio, o grupo visitou locais já turisticamente consolidados. “A viagem foi direcionada aos agricultores e empreendedores envolvidos com a atividade turística no meio rural e tiramos muito proveito sobre como ele está sendo executado nesta região, pois as visitas aos diversos empreendimentos, cantinas, vinícolas e pensões permitiu aos participantes perceberem o potencial em suas próprias propriedades e até mesmo da nossa região, além de como funciona a produção e o comércio dos produtos, principalmente agrícolas destinados a este público”, enfatizou.


Para os participantes da viagem, ficou uma certeza, é preciso que as famílias do meio rural se organizem para acolher em suas propriedades esse turista, oferecendo produtos e serviços de qualidade com identidade local e com isso ter um complemento em sua renda familiar.Fonte: Assessoria de Imprensa PMTM

Mais informações: emtrezedemaio@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Rota “Encantos Rurais” de Quilombo – são visitas ao simples, ao singelo, ao encanto

      quilombotr1 

A Rota "Encantos Rurais" de Quilombo é um passeio por recantos construídos campo afora em parceria entre a natureza e a vontade humana de resgatar e preservar o autêntico! 

quilombotr4

São passeios por lugares espalhados entre córregos, colinas e horizontes a perder de vista…São memórias e saudades de infância, ligadas a riachos e porões de sítio… a janelas que se abrem para campos e matas… a jardins de flores, ervas e pedras… a barris de vinho e alambiques de cachaça… a velhos galpões de madeira envoltos no aroma da carne ao fogo e dos pães ao forno… a canteiros orgânicos de hortaliças que crescem puras e deliciosas…São visitas ao simples, ao singelo, ao… encanto!

A Rota “Encantos Rurais”, lançada em setembro de 2017 foi a primeira rota de turismo rural do município. Nesse tempo, um dos maiores benefícios do projeto, além da geração de renda, está sendo, justamente a valorização do agricultor, a contribuição que o projeto dá para a permanência do homem no campo e a possibilidade de que novos negócios surjam em função do turismo:

quilombotr3

Atrações da Rota

quilombositiofavaretto

Sítio Favaretto, para um fim de semana com gostinho de antigamente! O Sítio Favaretto está aberto à visitação e também funciona como pousada rural. Uma casa totalmente equipada e cheia de aconchego para receber os visitantes. O local é um cenário privilegiado no meio rural, com enormes áreas verdes, espaços embelezados e com direito a uma cachoeira, própria para banho, no quintal da casa. O Sítio Favaretto apresenta ainda uma mostra do dia a dia no campo com ferramentas e áreas de produção.

quilombocachaçaria1

Cachaçaria da Dona Nelva, entre alambiques e canaviais que se transformam em cachaça pura e em licores de ameixa, pêssego, chocolate com pimenta… Produção de uísque, licores e cachaça artesanal. Do licor de chocolate com pimenta à cachaça pura, uma sequência de surpresas para os sentidos, em meio a um cenário campestre com lagos, girassóis, jardins, canavial, galpões de sítio…

Com muito charme e detalhes que encantam o visitante a propriedade da Dona Nelva oferece uma verdadeira aula sobre a fabricação de cachaças, graspa e licores. O processo começa no cultivo da cana feito ali mesmo e na plantação de figos que também são utilizados para geleias e licores. Seguindo o aprendizado herdado do pai que iniciou esse trabalho há muitas décadas, Dona Nelva imprimiu um novo ritmo à propriedade e agora inova ao experimentar a produção de Bourbon em Quilombo.

quilombofazendaacb

Fazenda ASB, cujas porteiras revelam a mesa farta de um churrasco literalmente cultivado em seus próprios pastos… Almoço Colonial – para se viver uma verdadeira experiência no meio rural é preciso saborear as delicias produzidas no campo, e uma das coisas mais importantes desse roteiro é a possibilidade de provar uma alimentação gostosa e saudável com o legítimo sabor da fazenda. O almoço colonial da Rota dos Encantos Rurais de Quilombo oferece comida típica com muita fartura e um atendimento encantador!

quilombovinicolabusnello1

Vinícola Busnello, que, harmonizando a tecnologia e o velho jeito familiar, se mantém de braços e garrafões abertos! A produção de vinhos é uma atividade que envolve dezenas de produtores em Quilombo e é responsável por ajudar a divulgar o nome da cidade para todo o estado de SC. No roteiro de Turismo Rural vamos conhecer a propriedade do casal Busnello que cultiva a uva e produz um premiado vinho na região. No roteiro os visitantes poderão conhecer todo o processo de fabricação, além de degustar os vinhos produzidos pela família.

quilomboagroecologico1

Família Cordazzo e sua agroecologia: o quase perdido encanto de levar aos pratos a pura natureza, diretamente de hortas simplesmente surpreendentes! A produção agroecológica também é outro ponto forte do roteiro de Turismo Rural de Quilombo. Na propriedade da Família Cordazzo os visitantes vão poder conhecer uma produção que leva em conta o respeito e a sintonia com o meio ambiente. Na visita os turistas vão aprender sobre captação de água da chuva para a lavoura, cuidados especiais com as hortaliças e com o solo, combate de pragas e muito mais sobre a chamada “produção limpa”; além de trocar experiência com um profundo conhecedor e apaixonado pela agroecologia.

quilombocafepaulina1

Café colonial da Dona Paulina, e sua cozinha com quitutes e panificados da vovó para levar pra casa – embora dê vontade de ficar em Quilombo para sempre… Café Rural – Para encerrar o roteiro os visitantes vão conhecer uma agroindústria de panificados de Quilombo onde tudo é feito com muito amor e sabor, e ainda vão poder provar um delicioso café rural com as guloseimas produzidas ali. Tudo isso em um cenário acolhedor onde a produção de flores, especialmente orquídeas, dão um toque especial ao local.

quilombomel1

QUIMEL Além de contribuir para os recursos econômicos do município e dos produtores envolvidos, a QuiMel exerce a consciência de que a produção de riqueza pode e deve caminhar junto com a preservação do meio ambiente e com o incentivo a uma vida mais saudável e natural para as pessoas.

Você poderá redescobrir a importância do mel para a sua saúde e conhecer melhor como funciona o processo que traz até a mesa este alimento indispensável a uma vida de qualidade!

quilombotrajetos

E tem os trajetos! Ah, os caminhos da roça, feitos de terra e sombra, de sobes e desces por colinas e mirantes, pontes de madeira e paisagens que fazem sorrir… 

quilombosalto quilombosalto2

Salto Saudades é um dos segredos que a natureza guardou com mais esmero no interior de Quilombo. E o grande desafio é combinar a continuidade dessa preservação, hoje garantida pelo acesso restrito e sem intervenções infraestruturais, com a facilitação da visitação: afinal, um patrimônio natural tão fascinante merece ser apreciado!

 

Mais informações: http://www.visitequilombo.com.br/rota-encantos-rurais

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305 

Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Igreja preta chama atenção em comunidade rural de Agrolândia

agrolandiaigrejasite

A criação da região turística Caminhos do Alto Vale, mudou o mapa do turismo de Santa Catarina e deu a região do Alto Vale do Itajaí, uma visibilidade há muito tempo esperada e merecida.

agrolandia

A criação da região turística Caminhos do Alto Vale, desmembrou 22 municípios, que antes faziam parte da região turística do Vale Europeu.

São eles: Agrolândia, Agronômica, Atalanta, Aurora, Braço do Trombudo, Chapadão do Lageado, Dona Emma, Ibirama, José Boiteux, Laurentino, Lontras, Mirim Doce, Presidente Getúlio, Presidente Nereu, Rio do Oeste, Rio do Sul, Salete, Santa Terezinha, Taió, Trombudo Central, Vidal Ramos e Vitor Meireles.

agrolandiaigreja3

Conta a história que havia a necessidade de construir uma igreja evangélica na comunidade. Moradores se reuniram e conseguiram a doação de um terreno do Sr. Weidlich Siegel e a madeira e o corte pelas serrarias Siegel e Grimm.

A Igreja Preta foi construída no ano de 1933 em madeira e telhas germânicas planas e pintadas com um produto chamado Carborineu, também utilizado para cascos de barcos e navios.

Em 2014 passou por sua primeira reforma, tendo sua cobertura alterada para uma telha mais ecológica e a pintura da madeira por tinta preta. O modelo arquitetônico da igreja foi baseado num modelo da terra natal do Sr. Otto Grimm (in memorian) na Alemanhã, sendo que a parede da igreja é de madeira dupla, na parte interna um tipo de madeira e na parte externa outro tipo de madeira.

Segundo a IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil) essa é a única igreja preta da congregação no Brasil. Anualmente, a comunidade evangélica da Igreja Preta promove no mês de agosto a tradicional Festa da Colheita, com venda de cucas e bolos, torneios de bingo, rifas e a missa dominical e em seguida um saboroso almoço típico da culinária alemã para o público em geral.

agrolandiaigreja7casa

Além da igreja, casas na cor preta! Na reportagem, do programa Vale Agrícola, você vai conhecer estas construções históricas e curiosas que atraem os olhares de quem visita Agrolândia (SC). Aos 87 anos, quem vai contar a história é a dona Hidegard Stoer Grimm, proprietária de uma delas. Fonte: Vale Agrícola – Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=LByfO1b4qDU

Mais informações: www.agrolandia.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br