Arquivos da categoria: Capacitação de agricultores e agricultoras

Curso de homeopatia agropecuária forma 40 alunos em Araranguá

araranguajovens

O IV Curso de Homeopatia Agropecuária, promovido pela Epagri em parceria com a Udesc, formou uma turma de 40 alunos no dia 30 de novembro, no Centro de Treinamento de Araranguá (Epagri/Cetrar). A turma é composta por 14 agricultores e 26 técnicos que atuam com assistência técnica e extensão rural. O evento iniciou de manhã com a apresentação de estudos de caso dos alunos e, à tarde, será realizada a formatura com uma palestra do médico homeopata Artur Zingano.

“O objetivo do curso é capacitar técnicos e agricultores em homeopatia para desenvolver uma produção agropecuária mais limpa, sem o uso de drogas veterinárias e insumos químicos utilizados na agricultura”, explica Marcelo Silva Pedroso, coordenador do curso e médico-veterinário homeopata da Epagri. Um dos projetos estratégicos nessa área é a produção de leite orgânico, que está em implantação no Sul do Estado.

O curso tem um total de 110 horas entre aulas presenciais e estudos de caso em campo, com Certificação Acadêmica, demonstrando a importância do tema para a comunidade científica. Os alunos aprendem sobre filosofia homeopática, matérias médicas homeopáticas, farmacotécnica homeopática e aplicação na produção animal e vegetal. “Eles também praticam o uso da homeopatia em seus estudos de caso, de forma a sentirem-se aptos a desenvolver essa terapêutica após a formatura”, acrescenta Marcelo.

A homeopatia agropecuária está em franco desenvolvimento em Santa Catarina. Prova disso é o Laboratório de Homeopatia e Saúde Vegetal na Estação Experimental da Epagri de Lages, que se tornou referência para outras empresas públicas do País. Lá, são desenvolvidas diversas pesquisas na área, com envolvimento de alunos de mestrado e doutorado e uma série de trabalhos publicados.

Na extensão rural, após a Epagri possibilitar a especialização de sete médicos veterinários, a região do Litoral Sul foi onde a homeopatia mais se desenvolveu, principalmente na produção leiteira. “O maior desafio que a homeopatia tem enfrentado, com excelentes resultados, é a mastite clínica e subclínica. A doença tem sido controlada a níveis inferiores aos dos métodos convencionais, combinando a vantagem de não necessitar descartar o leite durante os tratamentos”, detalha Marcelo Pedroso.

O Curso de Homeopatia Agropecuária também recebe apoio do Laboratório de Homeopatia e Sanidade Vegetal da Estação Experimental da Epagri de Lages, da Farmácia Homeopática Ávila, de Criciúma, e da Farmácia Homeopática Maria Rocha, de Tubarão. O curso foi realizado com recursos do Programa SC Rural, da Fapesc e do Cnpq. Foto: Marcelo Pedroso/Epagri / Fonte:Marcelo Silva Pedroso, coordenador do curso, médico-veterinário homeopata na Gerência Regional da Epagri de Criciúma: (48) 3403 1084/1070.

Mais informações:  mpedroso@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Dia de Campo sobre cultivo de hortaliças é realizado em Guaraciaba

guaraciabadiadecampo

A Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Guaraciaba juntamente com a Epagri, realizaram um Dia de Campo sobre o cultivo de hortaliças.

O evento aconteceu no último dia 03, em Linha Guataparema, na propriedade da família de Sérgio Rodrigues. A família produz tomate e alface nas estufas e repolho, e foram da estufa ocorre a produção de brócolis, couve-flor, acelga e temperos.

 Os assuntos abordados durante o Dia de Campo, foram sobre o cultivo protegido em abrigos, uso da tela anti-afídeos para controle de pragas, produtos alternativos para o controle de pragas e doenças e também sobre o manejo de pragas e doenças. Cerca de 25 pessoas participaram desta capacitação.  

Mais informações: emguaraciaba@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultores de Campo Belo do Sul compartilham informações sobre a produção de morango

anitagaribaldimorango

Produtores rurais de Campo Belo do Sul, beneficiados pelo projeto "Fortalecimento da Cultura do Morango", participaram do 1º Seminário Regional de Olericultura, evento realizado no município de Bocaina do Sul para incentivar a produção de hortaliças e frutos.

Na oportunidade, eles assistiram a palestras sobre o tema e puderam trocar informações e experiências com outros fruticultores. A participação no evento é mais uma das ações de capacitação destinadas a orientar os agricultores.

Lançado pela BAESA em 2016, o projeto "Fortalecimento da Cultura do Morango" conta com a parceria da Prefeitura de Campo Belo do Sul, Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina) e Agrícola Pilatti.

O objetivo é que a produção de morango se torne nova alternativa de renda para os agricultores. O projeto é desenvolvido em dois sistemas produtivos: produção de morango em túnel alto e em túnel baixo.Fonte:Baesa/Correio dos Lagos

 

Mais informações: http://www.baesa.com.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

 

Capacitação para empreendedor rural já tem inscrições abertas em Jaraguá do Sul

jaraguadosulcursojovem

Permitir ao produtor rural desenvolver habilidades como empreendedor, transformando a sua propriedade em um negócio rentável e sustentável é o objetivo da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Abastecimento da Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul, que já abriu as inscrições para o Programa Empreendedor Rural (PER). 
 

A capacitação gratuita será feita em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e terá 17 módulos presenciais, com duração de 8 horas cada, numa carga horário total de 136 horas. O curso terá início no próximo dia 10 de julho e segue até 30 de outubro deste ano. O número de vagas é limitado a 35 participantes. Os encontros acontecerão sempre as terças-feiras, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jaraguá do Sul.

Entre outros fatores o PER abordará estratégias e elaboração de projetos eficientes para o agronegócio. Além do programa estão previstos alguns eventos de apoio como reuniões com entidades parceiras (Senar, Colégio Agrícola, entre outras) e encontro de sensibilização para apresentação do programa em si, objetivos, horários, critérios de certificação como a frequência mínima de 80% dos encontros e projeto de conclusão do PER. Os interessados podem procurar a Secretaria – rua Ângelo Rubini, 600, Barra do Rio Cerro.
 

Requisitos: Possuir ensino fundamental completo (9º ano/8ª série); ter idade mínima de 16 anos; ser produtor rural ou pertencente ao mesmo núcleo familiar; ter vínculo e participação na propriedade rural e ter espírito empreendedor. Fonte: http://www.jdv.com.br

 

Mais informações: Secretaria de Desenvolvimento Rural e Abastecimento – (47) 2106-8648

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Cidasc coordena palestras sobre Brucelose e Tuberculose para agricultores de São Miguel do Oeste

smoestecidascpalestras

Agricultores das Linhas Alto Guamerim, Santa Catarina, Barra do Guamerim, Jacutinga do Guamerim, Waldemar e Emboaba, integram o primeiro grupo do ciclo de palestras sobre Brucelose e Tuberculose, pelas Secretarias de Agricultura e de Saúde de São Miguel do Oeste, em parceria com a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina – Cidasc, Epagri e Sindicato dos Produtores Rurais.

Conforme disse o secretário Renato Romancini, serão sete palestras em diversas comunidades, a fim de orientar os produtores e suas famílias sobre as duas doenças que já têm registro de óbitos e grandes prejuízos em propriedades. “É uma doença muito séria e estamos iniciando estas palestras onde é fundamental a presença dos agricultores. A responsabilidade é de cada um, precisamos fazer a nossa parte, desde acompanhar o animal, realizar exames e repassar um animal saudável a outros produtores. Tudo tem um custo, mas este é o preço da segurança”, enfatizou Romancini.

O presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Adair Teixeira, anunciou um importante incentivo da entidade para a realização dos exames de tuberculose e brucelose. “São poucas pessoas que se preocupam com a saúde da família. Mas agora temos um importante benefício através do Sindicato, com redução de custos para os agricultores, para a realização dos exames numa parceria com o Laboratório do Casa Vitta. Aguardamos agora a liberação do laboratório para a realização dos exames nos animais, pela nossa equipe”.

As explanações foram feitas pelo médico veterinário da Cidasc, Ody Hess Gonçalves e pela médica veterinária da Prefeitura de São Miguel do Oeste, Tatiane Brancalione, que abordaram a transmissão e os cuidados com os animais para que não contraiam brucelose e tuberculose, além da prevenção, tratamento, exames, diagnóstico e os sintomas destas doenças nos humanos que é transmitida através do leite e queijo sem pasteurização e contato com animal doente. A intenção é prevenir que a doença chegue às famílias.

O calendário de palestras segue até o dia 07 de agosto e deve reunir mais de 300 famílias de produtores rurais do município, nos seguintes locais:

Dia 29/05 – Salão da comunidade de Linha Canela Gaúcha;

Dia 12/06 – Salão da comunidade de linha Bela Vista das Flores;

Dia 26/06 – Salão da comunidade de linha Sete de Setembro;

Dia 10/07 – Salão da comunidade de linha Nossa Senhora Aparecida;

Dia 24/07 – Salão da comunidade de linha Dois Irmãos;

Dia 07/08 – Salão da comunidade de linha Campo Salles.

Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose

O objetivo do Programa é diminuir ou até mesmo erradicar a incidência de casos de Brucelose e Tuberculose bovina e bubalina e certificar propriedades que ofereçam ao consumidor produtos de baixo risco sanitário. É realizada investigação de possíveis focos, por vigilância ativa, mediante a parceria com Agroindústrias do Setor Leiteiro (Laticínios).

O Certificado de Propriedade Livre de Brucelose e Tuberculose certifica a propriedade que cumpre o que estabelece o Artigo 57 do regulamento Técnico do PNCEBT. De acordo com o Mapa, a proposta do Programa foi elaborada com a participação de especialistas e pesquisadores em epidemiologia, em medicina veterinária preventiva, e em Serviços de Inspeção e Defesa Sanitária Animal. Fonte: Prefeitura de São Miguel do Oeste

 

Mais informações: smoeste@cidasc.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307 
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Produtores de leite do município de Urubici conhecem raça Montbeliarde, em Rio do Campo

urubiciexcursão

Um grupo de 10 produtoras e produtores de leite do município de Urubici, visitou Rio do Campo para conhecer as experiências com o gado francês montbeliarde. O grupo visitou duas propriedades e se surpreendeu com os animais.

Os produtores foram acompanhados pelo Prefeito Rodrigo Preis e pelo Secretário de Agricultura Lenoir Menegazzi. O intercâmbio foi idealizado pela Cresol de Urubici que selecionou os produtores interessados na raça.

O município de Rio do Campo já foi referência na região serrana sobre o gado. Conforme o Diretor Financeiro da Cresol de Alfredo Wagner, João Gilberto Bruder, que acompanhou a visita, em Bom Retiro (cidade próxima), já tem terneiro da raça nascido.

“Fizemos uma apresentação em Urubici e achamos interessante trazer esses agricultores aqui, para levar essa raça para lá e inovar o rebanho dos produtores”, afirma Bruder.

Conforme ele, a raça montbeliarde é viável na região de Urubici assim como foi em Rio do Campo “Nossa região é fria e montanhosa. E é nesse modelo que o gado vive lá na França”. O diretor financeiro diz ainda que montbeliarde é uma boa alternativa para agregar mais valor desde o terneiro até o descarte da vaca.

Uma das produtoras que apresentou o gado aos visitantes, Marieli Schmiguel, da localidade de Rio da Prata, disse que o gado é “tudo de bom” e que “superou as expectativas”.

O Prefeito Rodrigo Preis agradeceu a presença dos visitantes e aos proprietários do gado por expor seu rebanho. Conforme o Prefeito, havia uma desconfiança quando o gado foi implantado no município, mas hoje a raça é destaque e atrai muitos visitantes.

 

Mais informações: emurubici@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Reunião Técnica sobre produção de leite é realizada em Guaraciaba

guaraciabcursoleite

A Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Guaraciaba juntamente com a EPAGRI, realizaram uma reunião técnica na área de Produção de Leite. O encontro aconteceu em Linha Guataparema na propriedade de Oscar e Leni Marcolin. Na oportunidade mais de 40 produtores participaram das atividades.

Também esteve presente na capacitação o Secretário de Agricultura Izadir Arconti que falou da importância de capacitar o homem do campo e também da parceria que acontece entre a Administração e a EPAGRI. “Os treinamentos visam capacitar o homem do campo para que eles possam realizar seu trabalho de forma mais eficiente, com mais qualidade e com isso possa gerar ainda mais renda”, mencionou Arconti.

Os assuntos abordados na capacitação técnica foram a implantação e manejo de pastagens, planejamento, importância da água e sombra nas pastagens, avaliação de forrageiras e da atividade em geral e implantação de pastagens de inverno. Ainda na oportunidade foi apresentado o projeto ANATER, voltado ao acompanhamento e planejamento de atividades nas propriedades. Fonte:http://www.oimagem.com.br

 

Mais informações: emguaraciaba@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri apresenta alternativas para pastagens em ‘Dia de Campo’

cbelodosulpastagem

Ao escolher uma espécie forrageira deve-se considerar sua produtividade e qualidade nutritiva, mas também sua adaptação ao clima e tipo de solo do local.

Existem muitas espécies de plantas que podem ser utilizadas como pastagem para o gado. Estas espécies se dividem de acordo com o período de desenvolvimento (inverno ou verão), quanto ao ciclo de vida (anual ou perene) entre outras características que devem ser observadas.

No intuito de auxiliar os pecuaristas, a Epagri, juntamente com a Prefeitura Municipal, Sindicato Rural e Copercampos de Campo de Belo do Sul, implantou uma unidade demonstrativa de pastagem com 22 tipos de gramíneas e leguminosas perenes e anuais de verão e inverno, visando diversificar, aumentar e intensificar a produção de pasto e consequentemente aumentar os índices pecuários do município.

Para levar ao conhecimento dos pecuaristas e agricultores foram realizados dois "Dia de Campo" que aconteceram juntamente com a 1ª Expofeira de Campo Belo do Sul, e teve a participação de um público expressivo e muito interessado.

Das espécies e variedades apresentadas destacam-se os pastos perenes de verão que resistem bem ao frio da região rebrotando na primavera seguinte (ainda que tenham sua produtividade reduzida nas épocas mais frias), mas que podem ser consorciados com espécies de inverno, o que manteria a pastagem produtiva ao longo de todo o ano.

Espécies como Tifton 85 Jiggs, Hemartria e Missioneira Gigante são ótimos exemplos e que se tornam cada vez mais alternativas lucrativas, porque ao longo dos anos diminuem os custos aumentando dessa forma a rentabilidade dos pecuaristas.

"Tendo Campo Belo do Sul, assim como toda a região, tradição e vocação para a pecuária de corte é muito importante se pensar em investimentos concretos em pastagem cultivada", como preconiza a equipe do escritório local da Epagri de Campo Belo do Sul. Correio dos lagos

 

Mais informações: emcampobelodosul@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Dia de Campo capacita produtores de leite em Águas de Chapecó

aguasdechapecileite

Na ocaição foram abordados temas como criação de terneiras, pastagens perenes, sombra e água nos piquetes, conservação do solo e ordenha higiênica

Cerca de 60 produtores de diversas comunidades de Águas de Chapecó e de municípios vizinhos prestigiaram o dia de campo sobre bovinocultura leiteira promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri) no dia 11 de abril. 

O evento foi realizado na Unidade de Referência Técnica da propriedade de Avelino Nalin, em Linha Maidana, no interior de Águas de Chapecó. O encontro, que recebeu apoio da Cooperativa Alfa e da Secretaria Municipal de Agricultura, abordou temas como criação de terneiras, pastagens perenes, sombra e água nos piquetes, conservação do solo e ordenha higiênica.

Os participantes conheceram um pouco da história da propriedade e aprenderam sobre a importância do planejamento forrageiro e das pastagens perenes na nutrição dos bovinos. Também conferiram os dados da planilha de acompanhamento técnico e econômico da propriedade.

Na sequência, os produtores foram divididos em grupos para visitar quatro estações com temas específicos da atividade. Na estação sobre sistemas agrossilvipastoris, o engenheiro-agrônomo Jean Pierri Pilger apresentou as gramíneas utilizadas no sistema e mostrou como organizar a propriedade para disponibilizar água e sombra nos piquetes.

Em outra área, o engenheiro-agrônomo Clistenes Guadagnin tratou sobre conservação e fertilidade do solo em sistemas pastoris. O médico-veterinário Jaime Prestes orientou os participantes sobre a criação de bezerras e, para finalizar, os agricultores acompanharam a rotina de ordenha para garantia da qualidade do leite com a médica-veterinária Angela Pelisa, da Cooperalfa. Fonte:expressodoeste.com.br

 

Mais informações:emaguasdechapeco@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Capacitação ensina famílias de Ibirama a diminuir custos na produção de leite

ibiramacursoleite

Foi iniciado um novo programa de capacitação para famílias agricultoras que trabalham com bovinocultura de leite. A promoção é da Prefeitura de Ibirama, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (Sedema), em parceria com o escritório da Epagri de Ibirama.

Reunidos no auditório da Câmara de Vereadores, representantes de 23 famílias locais participaram do primeiro encontro. A intenção da iniciativa é repassar orientações e estimular os produtores de leite para que adotem o sistema de produção a base de pastagem, o que melhora a eficiência, baixa os custos de produção e melhora a produtividade.Até o momento, no município, se predomina o uso de ração e alimentação em coxo.

De acordo com o técnico da Epagri de Ibirama e coordenador do programa, Marcelo Steiner, o clima adequado da região resulta em uma pastagem com alto teor nutricional. “Quanto mais pasto o agricultor tiver, menor é a quantidade de ração utilizada, o que representa cerca de 60% do custo da atividade”, explica.

Ao longo das etapas de capacitação, serão repassadas informações sobre o modelo de manejo de pastagens, manejo do solo, uso da cerca elétrica como ferramenta de manutenção do pasto e informações referentes a gestão da propriedade. A iniciativa tem ainda encontros agendados para os meses de junho e julho. Também integram o grupo de profissionais envolvidos no programa o veterinário Alexandro Koling e engenheiro agrônomo Ricardo Probst, ambos da Epagri regional, além do veterinário da Sedema, Fernando Krambeck.

 

Mais informações:emibirama@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br