Arquivos da categoria: Capacitação de agricultores e agricultoras

Agricultores de Riqueza participam de Dia de Campo sobre gado de leite

riquezaleite1

A Epagri de Riqueza, em parceria com a Secretaria de Agricultura do município, promoveu um dia de campo sobre gado de leite.

O encontro contou com a participação de 25 agricultores e foi realizado em Linha Progresso, na propriedade da família de José Portes da Silva.

O conteúdo apresentado pelos profissionais foi dividido em três etapas didáticas.

A primeira abordou a sobressemeadura de sementes de gramíneas de inverno em áreas de pastagens perenes de verão. A segunda trabalhou, de maneira teórica e prática, a qualidade do leite e o controle de Contagem de Células Somáticas e Padrão de Placas. Já a terceira tratou sobre a importância da água e sombra nos piquetes.

Na sobressemeadura de pastagem foi tratado com relação ao fornecimento de alimento de qualidade no período de outono/inverno.

Também foram abordados os temas de manejo dos animais em piquetes, divisão em lotes conforme a exigência nutricional, visando um melhor aproveitamento da pastagem.

Os engenheiros agrônomos da Epagri, que ministraram a capacitação, também abordaram sobre a importância de disponibilizar sombra e água nos piquetes, com o objetivo de melhorias tanto em relação ao bem-estar animal, quanto à qualidade e quantidade de leite produzido, acarretando em avanços nos índices reprodutivos.  Ainda no local, realizou-se a prática de identificação dos animais com mastite subclínica. Fonte:Fonte: Rádio Porto Feliz 

Mais informações: emriqueza@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Silo secador de grão reúne agricultores de Descanso em Dia de Campo

descansosilo2

A equipe da Epagri no município de Descanso, extremo oeste catarinense promoveu um Dia de Campo com demonstração de silo secador de grãos. O evento foi realizado na propriedade da família Triches, na Linha Leste, no último dia 25.

Segundo o extensionista local da Epagri, Zolmir Frizzo, um dos focos da extensão rural é a promoção de eventos para demonstrar aos agricultores técnicas e tecnologias disponíveis para melhorar as propriedades. Frizzo explica que os silos secadores para armazenar e secar grãos, já são utilizados a mais tempo pela Emater do Rio Grande do Sul.

descansosilo3

O extensionista da Epagri afirma também que o silo secador é uma tecnologia viável para as pequenas propriedades, pela redução nos custos na secagem e armazenamento dos grãos. “O silo não exige um alto investimento e ainda otimiza o tempo do produtor que não precisa fazer o transporte para silos de cooperativas”.

descansosilo1

O silo construído em alvenaria no ano de 2018 pela família Triches tem capacidade para mil e 500 sacas de milho. O custo foi de cerca de 30 mil reais. O produtor também pode utilizar uma estrutura já existente para construir o silo. No dia de campo foi demonstrado na prática como o silo foi construído, investimentos e como deve ser utilizado. Fonte: https://www.peperi.com.br/

 

Mais informações: emdescanso@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri de Celso Ramos capacita agricultores sobre Bovinocultura de Leite

celsoramoscapacitaçãoleite

O escritório local da Epagri, no município de Celso Ramos e a Secretaria Municipal de Agricultura, promoveram reunião prática sobre Bovinocultura Leiteira. A capacitação foi realizada na propriedade do produtor Osni Suppi, na Comunidade Linha Fabris, no dia 21 de março.

Durante a reunião prática foram abordados os seguintes temas:

- Germinação das Sementes das Pastagens de Inverno – Teste para analisar a germinação das sementes de aveia, azevém e trevos brancos e vermelhos – Palestrante: Pesquisadora da Estação Experimental da Epagri Campos Novos – Cristiane Lima Wesp;

- Recomendação e prática de adubação para melhoria da fertilidade do solo e aumento da produtividade de pastagens de inverno e sucesso da sobressemeadura – Palestrante: Pesquisadora da Estação Experimental da Epagri Campos Novos – Fabiana Schimidt;

- Melhoramento de pastagens – Prática de sobressemeadura das pastagens perenes de verão – Palestrante: Maria do Socorro Fernandes, do Escritório local da Epagri de Celso Ramos.

 

Mais informações: emcelsoramos@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Vencendo barreiras no campo

senar1

A presença feminina no meio rural tem se expandido nos últimos anos. Além de donas de casa, esposas e mães, elas também assumem a gestão das propriedades rurais. O trabalho vai desde a organização e limpeza até a operação de máquinas e implementos agrícolas.

Visando oferecer qualificação e segurança no manuseio desses equipamentos, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar/SC, órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina, promoveu, recentemente, o curso de Operação e Manutenção de Tratores e Implementos Agrícolas com nove produtoras rurais de São Joaquim, no Planalto Catarinense.

O treinamento foi ministrado pelo engenheiro agrônomo e prestador de serviço em instrutoria do Senar/SC Sérgio Israel Júnior que explanou sobre legislação de segurança com base na Norma Regulatória (NR31) e também abordou noções de legislação de trânsito. Além disso, explicou sobre a prevenção de acidentes e medidas de controle dos riscos com equipamento de proteção coletiva e individual.

Outros temas trabalhados durante o curso foram operação, inspeção, regulagem e manutenção preventiva de tratores e implementos agrícolas com segurança, sinalização de segurança e noções de primeiros socorros, além de cuidados com o meio ambiente e saúde. “A experiência de ter trabalhado só com mulheres foi inédita, se tratando de uma profissão onde os operadores de tratores, na sua maioria, são homens. Fiquei muito satisfeito pelo resultado que elas alcançaram”, observou Sérgio.

Segundo ele, é de fundamental importância a participação das mulheres nesse tipo de capacitação, uma vez que se tornam aptas a ajudar não apenas operando tratores, mas também na decisão da gestão da propriedade executando tarefas relacionadas a manutenção de equipamentos e aplicação correta dos tratores e implementos.

Para o superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi, é motivo de satisfação ver o engajamento e o interesse das mulheres pela atividade rural. “O sucesso da agricultura familiar passa pelas mãos do pai, da mãe e dos filhos”.

O presidente do Sistema Faesc/Senar José Zeferino Pedrozo salientou que o Senar/SC atua fortemente em ações e programas voltados para as mulheres no meio rural. Um deles é o Mulheres em Campo que atua com o objetivo de desenvolver as habilidades femininas capacitando-as na gestão de negócios agropecuários. “Esse mesmo grupo de mulheres já demonstrou interesse em dar continuidade a qualificação formando uma turma do programa. Isso muito nos alegra e motiva à continuarmos trabalhando para, cada vez mais, oportunizar o desenvolvimento das mulheres no meio rural”. Fonte/Fonte: MB Comunicação/Fecoagro.

 

Mais informações: http://www2.senar.com.br/

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri de Itajaí promove tarde de campo sobre controle biológico em diversas culturas

itajaicapacitação

Produtores de diferentes regiões catarinenses se reuniram em Itajaí, no dia 19 de março, para conhecer os trabalhos conduzidos no município em 2018 que oferecem alternativas de diminuição do uso de agroquímicos nas culturas de aipim, cana-de-açúcar e hortaliças diversas.

A tarde de campo foi realizada na propriedade de Osmar Marqui, comunidade de São Roque, com 50 pessoas. O evento foi promovido pela equipe local e por pesquisadores das Estações Experimentais de Itajaí e de Urussanga.

Antônio Henrique dos Santos, extensionista de Itajaí, apresentou várias alternativas testadas que obtiveram bons resultados como: o policultivo de aipim com melancia, feijão e milho verde; o controle de pulgões em brássicas através de áreas-refúgio deixadas com capim, onde as predadoras de pulgões – as joaninhas, estavam presentes; a aplicação de baculovirus para controle do mandarová do aipim; a utilização de trichogramas contra a broca da cana-de-açúcar, e a aplicação de trichoderma para o controle do fusarium do aipim.

A pesquisadora Erica Frazon Pereira apresentou vários trabalhos de monitoramento da mosca do broto do aipim, que são realizados há três anos em Itajaí e outros municípios do Estado, confirmando os bons resultados do policultivo. O pesquisador Alexandre Visconti apresentou a opção de uso de caldas, biofertilizantes e produtos biológicos para controle de doenças.

O pesquisador Ildebrando Nora mostrou as diferentes fases do mandarová do aipim, assim como os principais inimigos naturais importantes para equilibrar o ambiente. Ele ressaltou, ainda, os efeitos da aplicação de inseticidas indiscriminadamente sobre esses bons insetos. A agrônoma Dione Benevenutti de Joinville colaborou com a presença de 16 agricultores do referido município.

“Esses trabalhos terão continuidade nos anos seguintes e mostram-se promissores”, afirma o extensionista Antônio Henrique. Ao final, os participantes degustaram pratos confeccionados com alimentos produzidos em Itajaí, elaborados pela extensionista Geisebel Patrício.

 

Mais informações: eei@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Fruticultores de Riqueza recebem orientação de técnicos da Epagri sobre poda

riquezafruticultura

A Epagri de Riqueza (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural) com apoio da equipe de Caibi, realizou no final de janeiro uma o ficinaprática sobre a poda de goiabeira na propriedade de Volnei Sandri, em Linha Vila Nova.

O objetivo foi orientar sobre principais cuidados na cultura da goiabeira, importância da poda, influência na frutificação e controle de pragas e doenças.

Conforme o extensionista da Epagri, Douglas Gato, a empresa possui uma coleção de diversas espécies frutíferas na propriedade da família Sandri. No local, há acompanhamento técnico mensal do escritório da Epagri de Riqueza, destinado para realizações de atividades com a população e disseminação da importância da fruticultura na região.

O extensionista explica que a fruticultura, de modo geral, é pouco explorada na região, demandando a aquisição frutas de outras regiões produtoras do país para abastecimento local. Por este motivo, “a atividade teve como importância o fomento e disseminação de conhecimento da cultura da goiabeira, algo novo em nossa região, onde poucos empreendimentos rurais possuem a cultura com finalidade econômica”.

Mais informações: www.riquesa.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri abre colheita do maracujá em Balneário Gaivota

maracujá

A Epagri comemoraou a abertura da colheita do maracujá no Sul do Estado. O evento acontece a partir das 8h30min na propriedade do agricultor Moisés de Mattos Matias, no Balneário Gaivota. Além da cerimônia de abertura oficial, a atividade também contará com Dia de Campo sobre o cultivo da fruta.

A região Sul responde por 80% de todo o maracujá produzido em Santa Catarina. É do estado catarinense que sai um dos melhores maracujás do Brasil. Porém, o avanço da virose do endurecimento do fruto causou uma perda de R$ 10 milhões desde 2016. Agora, com a adoção das recomendações de manejo da Epagri, os agricultores já podem comemorar a retomada dessa produção. A expectativa do gerente regional da Epagri em Araranguá, Reginaldo Ghellere, é de que até junho de 2019, quando se encerra a colheita, sejam produzidas 36 mil toneladas da fruta no Sul de Santa Catarina.

O maracujá tem Valor Bruto de Produção (VBP) de R$ 50 milhões no Estado. Isso mostra o alto valor agregado da fruta, já que ela ocupa apenas 1,6 mil hectares de terra no Sul de Santa Catarina. Contudo, a chegada da virose do endurecimento do fruto vinha colocando essa riqueza em risco, reduzindo drasticamente a produtividade nos cultivos catarinenses. Em outras regiões do Brasil a doença chegou a diminuir para apenas 20% a área plantada do maracujá.

Para solucionar o problema, pesquisadores e extensionistas da Epagri se uniram para desenvolver e recomendar os manejos adequados para convivência com o mal. Reginaldo estima que, atualmente, 90% dos produtores de maracujá do Sul do estado sigam as recomendações dos técnicos da Epagri, o que se reflete na retomada da produção.

O maracujá de Santa Catarina é reconhecido em todo o Brasil por sua qualidade, representada pelo tamanho da fruta, além da cor e volume da polpa. O maior mercado comprador está na região Sudoeste do Brasil, principalmente a Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). No Sul do Estado são pelo menos 700 famílias que têm a fruta como fonte de renda prioritária. Fonte: Reginaldo Ghellere, gerente regional da Epagri em Araranguá

Mais informações: Epagri Regional Araranguá – (48) 3529-0306

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Curso de homeopatia agropecuária forma 40 alunos em Araranguá

araranguajovens

O IV Curso de Homeopatia Agropecuária, promovido pela Epagri em parceria com a Udesc, formou uma turma de 40 alunos no dia 30 de novembro, no Centro de Treinamento de Araranguá (Epagri/Cetrar). A turma é composta por 14 agricultores e 26 técnicos que atuam com assistência técnica e extensão rural. O evento iniciou de manhã com a apresentação de estudos de caso dos alunos e, à tarde, será realizada a formatura com uma palestra do médico homeopata Artur Zingano.

“O objetivo do curso é capacitar técnicos e agricultores em homeopatia para desenvolver uma produção agropecuária mais limpa, sem o uso de drogas veterinárias e insumos químicos utilizados na agricultura”, explica Marcelo Silva Pedroso, coordenador do curso e médico-veterinário homeopata da Epagri. Um dos projetos estratégicos nessa área é a produção de leite orgânico, que está em implantação no Sul do Estado.

O curso tem um total de 110 horas entre aulas presenciais e estudos de caso em campo, com Certificação Acadêmica, demonstrando a importância do tema para a comunidade científica. Os alunos aprendem sobre filosofia homeopática, matérias médicas homeopáticas, farmacotécnica homeopática e aplicação na produção animal e vegetal. “Eles também praticam o uso da homeopatia em seus estudos de caso, de forma a sentirem-se aptos a desenvolver essa terapêutica após a formatura”, acrescenta Marcelo.

A homeopatia agropecuária está em franco desenvolvimento em Santa Catarina. Prova disso é o Laboratório de Homeopatia e Saúde Vegetal na Estação Experimental da Epagri de Lages, que se tornou referência para outras empresas públicas do País. Lá, são desenvolvidas diversas pesquisas na área, com envolvimento de alunos de mestrado e doutorado e uma série de trabalhos publicados.

Na extensão rural, após a Epagri possibilitar a especialização de sete médicos veterinários, a região do Litoral Sul foi onde a homeopatia mais se desenvolveu, principalmente na produção leiteira. “O maior desafio que a homeopatia tem enfrentado, com excelentes resultados, é a mastite clínica e subclínica. A doença tem sido controlada a níveis inferiores aos dos métodos convencionais, combinando a vantagem de não necessitar descartar o leite durante os tratamentos”, detalha Marcelo Pedroso.

O Curso de Homeopatia Agropecuária também recebe apoio do Laboratório de Homeopatia e Sanidade Vegetal da Estação Experimental da Epagri de Lages, da Farmácia Homeopática Ávila, de Criciúma, e da Farmácia Homeopática Maria Rocha, de Tubarão. O curso foi realizado com recursos do Programa SC Rural, da Fapesc e do Cnpq. Foto: Marcelo Pedroso/Epagri / Fonte:Marcelo Silva Pedroso, coordenador do curso, médico-veterinário homeopata na Gerência Regional da Epagri de Criciúma: (48) 3403 1084/1070.

Mais informações:  mpedroso@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Dia de Campo sobre cultivo de hortaliças é realizado em Guaraciaba

guaraciabadiadecampo

A Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Guaraciaba juntamente com a Epagri, realizaram um Dia de Campo sobre o cultivo de hortaliças.

O evento aconteceu no último dia 03, em Linha Guataparema, na propriedade da família de Sérgio Rodrigues. A família produz tomate e alface nas estufas e repolho, e foram da estufa ocorre a produção de brócolis, couve-flor, acelga e temperos.

 Os assuntos abordados durante o Dia de Campo, foram sobre o cultivo protegido em abrigos, uso da tela anti-afídeos para controle de pragas, produtos alternativos para o controle de pragas e doenças e também sobre o manejo de pragas e doenças. Cerca de 25 pessoas participaram desta capacitação.  

Mais informações: emguaraciaba@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultores de Campo Belo do Sul compartilham informações sobre a produção de morango

anitagaribaldimorango

Produtores rurais de Campo Belo do Sul, beneficiados pelo projeto "Fortalecimento da Cultura do Morango", participaram do 1º Seminário Regional de Olericultura, evento realizado no município de Bocaina do Sul para incentivar a produção de hortaliças e frutos.

Na oportunidade, eles assistiram a palestras sobre o tema e puderam trocar informações e experiências com outros fruticultores. A participação no evento é mais uma das ações de capacitação destinadas a orientar os agricultores.

Lançado pela BAESA em 2016, o projeto "Fortalecimento da Cultura do Morango" conta com a parceria da Prefeitura de Campo Belo do Sul, Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina) e Agrícola Pilatti.

O objetivo é que a produção de morango se torne nova alternativa de renda para os agricultores. O projeto é desenvolvido em dois sistemas produtivos: produção de morango em túnel alto e em túnel baixo.Fonte:Baesa/Correio dos Lagos

 

Mais informações: http://www.baesa.com.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br