Arquivos da categoria: Capacitação de agricultores e agricultoras

Agricultoras de Mondaí fazem curso de confeitaria

mondaiconfeitaria1 Oferecer às mulheres do meio rural a possibilidade de usar ingredientes produzidos na propriedade para elaborar tortas e economizar foi um dos objetivos do curso que a Epagri realizou em Mondaí. 

A capacitação foi realizada no dia 17 de outubro no pavilhão da comunidade de Linha Taipa Baixa e reuniu 11 participantes.

mondaiconfeitaria2

O curso, ministrado pela extensionista da Epagri de Palmitos, Jane Alice Gotardo Zanin, ensinou as mulheres a preparar receitas de massas, recheios e coberturas aproveitando ingredientes que podem ser encontrados nas propriedades rurais, como leite, manteiga, nata, ovos, laranja, uva, morango, pêssego, nozes, banana e amendoim.

mondaiconfeitaria3

Confira algumas receitas do curso:

Pão-de-ló com suco de frutas

Ingredientes:6 ovos. 3 ½ xícaras de açúcar, 1 xícara de maisena, 3 ½ xícaras de farinha de trigo, 1 copo de suco de laranja quente, 1 colher de fermento em pó

Preparo: Bater os ovos inteiros até a mistura ficar fofa. Acrescentar o açúcar e bater até ficar cremoso. Adicionar o suco de laranja e, depois, a farinha, a maisena e o fermento peneirados juntos. Assar em fôrma untada e polvilhada com farinha de rosca.

Recheio de frutas

Ingredientes:500g de creme de leite, 5 colheres de açúcar de confeiteiro, 1 colherinha de essência de baunilha, 500 gramas de morango picado (ou abacaxi ou pêssego)

Preparo: Bater o creme de leite com o açúcar e a baunilha. Retirar da batedeira e juntar as frutas picadas.

Recheio de amendoim

Ingredientes:1 lata de leite condensado, 1 xícara de amendoim torrado e moído, 100g de creme de leite, 50g de chocolate branco

Preparo: Misture todos os ingredientes e leve ao fogo até dar ponto de creme. Deixe esfriar.

Chantilly

Ingredientes:400g de nata gelada, 50g de açúcar de confeiteiro

Preparo: Bater a nata com o açúcar na batedeira até formar picos.

 

Mais informações:emmondai@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultores de Frei Rogério conhecem o trabalho com o alho roxo em Minas Gerais

 freirogerioviagem1

Associados da Cooperativa Regional Agropecuária do Meio Oeste Catarinense (Copar) foram à cidade mineira de São Gotardo, para conhecer a experiência dos produtores de alho roxo nobre, que levam o selo “Região de São Gotardo”.

Com a participação de 24 pessoas, a viagem técnica faz parte das ações do programa Mais Gestão, da Anater, em que a Epagri participa nas áreas de gestão, mercado e produção para qualificar as ações dos cooperados para acessar novos mercados.

alhoroxo1

O selo “Região de São Gotardo” é o resultado da união de agricultores do Alto Paranaíba que agrega valor à produção, pois a marca é uma forma de proteger a qualidade dos produtos, garantindo que o consumidor adquira alimentos confiáveis. O projeto nasceu de uma parceria feita com o Sebrae há cerca de 15 anos, que reforça a ideia da busca de Indicação Geográfica e dos conceitos de origem e qualidade dos produtos. A iniciativa conta com a participação de mais de 350 produtores. Em 2010, o Sebrae implantou na região o Programa de Gestão Avançada (PGA), que propôs controle de indicadores como custo, produtividade, vendas e faturamento, o que fomentou o aumento da produtividade local, possibilitando a criação da marca própria.

Segundo o engenheiro-agrônomo Aldo Oushiro, a marca “Região de São Gotardo” representa a produção de colonos imigrantes japoneses, em sua grande maioria, dos municípios de Campos Altos, Ibiá, Rio Paranaíba e São Gotardo. A olericultura na região teve início em 1973, com a criação, pelo Governo Federal, do Programa de Assentamento Dirigido do Alto Paranaíba (Padap). Esse projeto de assentamento surgiu no tempo da antiga Cooperativa Cotia e para sua implantação foram desapropriados 500 Km² de terras contínuas naqueles municípios. Atraídos para a região, os colonos transformaram um cerrado semiárido no grande celeiro de produtos hortigranjeiros de Minas Gerais e um dos mais significativos do Brasil.

freirogerioviagem2

Experiências produtivas 

Na viagem técnica ao município mineiro, os catarinenses visitaram empreendimentos de agricultores da Associação Mineira de Produtores de Alho (Amipa), onde receberam informações sobre manejo e preparo de solo, qualidade, tamanho e peso de semente e classificação de alho para comercialização. O presidente Flavio Marcio Ferreira da Silva fez uma palestra sobre organização de produtores destacando como funciona os grupos de produção de alho na região de São Gotardo.

O grupo também conheceu a Fazenda Queixadas do Grupo 4F Agronegócios, onde conheceu a classificação do alho e a influência dessa prática na comercialização do alho. Outra empresa visitada foi a Shimada Agronegócios, que se destaca pela produção diversificada: alho, cereais, café, cenoura, beterraba, abacate, braquiária, bovinocultura de corte, blueberry. Outro diferencial do grupo é o cuidado com o solo, que é manejado com compostagem, biofertilizantes orgânicos, biofábricas de multiplicação de micro-organismos e adubação verde (milheto e braquiária).

“A viagem foi um sucesso. Avalio que o objetivo do programa que é qualificar a gestão, a  produção e a  comercialização foi alcançado. A experiência foi de grande valor técnico, profissional e humano. Aprendemos muito e principalmente recordamos como produzir alho de qualidade”, comenta a engenheira-agrônoma Adriana Francisco, extensionsita da Epagri de Frei Rogério.

Na opinião do jovem agricultor Jocemar de Oliveira, a viagem foi de muito proveitosa, “pois no passado nós fomos o espelho para eles começarem a produção no Centro-Oeste e agora nós estamos com dificuldade para produzir. Fica claro o sinal que precisamos rever nossos métodos de produção e nos adequar. Nós temos potencial para isso”.

“O conhecimento que tivemos lá foi sensacional, a rapaziada tem uma determinação muito bem aplicada, como o controle de contabilidade, que é essencial e de extrema importância. Acredito que devemos defender também a nossa classificação aqui. Desejamos que a Epagri e os outros órgãos parceiros não parem com essa forma de contribuir para nós agricultores, pois esses conhecimentos são ótimos para todos”, relata o agricultor Laércio Vicente de Souza.

A viagem técnica a São Gotartdo foi realizada com apoio da Epagri e incentivo financeiro da Cresol, da Secretaria da Agricultura de Frei Rogério e da Associação Nacional de Produtores de Alho (Anapa).

 

Mais informações: emfreirogério@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Famílias de Paraíso aprimoram o conhecimento em produção de leite

 paraisoleite1

A equipe técnica da Epagri, no município de Paraíso, reuniu na Linha Grápia, famílias rurais do Extremo Oeste Catarinense que têm Unidades de Referência Tecnológica (URTs) de produção de leite.

O objetivo do encontro, realizado no dia 2 de outubro, foi capacitar os participantes, estimular a troca de experiências e apresentar os resultados alcançados nas URTs.

Participaram do evento extensionistas e famílias rurais dos municípios de Bandeirante, Barra Bonita, Descanso, Guaraciaba, Paraíso e São Miguel do Oeste.

Durante a manhã, os agricultores assistiram a uma palestra sobre custos de produção e qualidade da silagem com o técnico agrícola Valmir Kretschmer, da Epagri. O médico-veterinário Jaime Vieira Prestes ministrou uma palestra sobre homeopatia animal.

À tarde, os participantes visitaram a URT, instalada na propriedade de Lari e Cristiane Siebeneichler, em Paraíso, onde puderam avaliar o trabalho realizado com homeopatia animal no tratamento de verrugas, o manejo do solo, das pastagens e do rebanho leiteiro, além das melhorias realizadas na propriedade.

paraisoleite

“A propriedade melhorou a produtividade e aumentou o lucro proveniente da venda do leite, reduzindo custos com a implantação de pastagens perenes e a melhoria genética dos animais”, disse o agricultor Lari Siebeneichler.

Para Cristiane, “o aumento na produtividade do leite foi percebido depois que conseguimos armazenar água da chuva e proteger as fontes para distribuir água em todos os piquetes”. A melhoria na água também ajudou a diminuir a quantidade de células somáticas presentes no leite, o que indica saúde da glândula mamária das vacas.

A família também plantou mudas de noz-pecã nos piquetes para aumentar a sombra e o bem-estar dos animais, além de garantir uma alternativa de renda aliada à produção leiteira.

A engenheira-agrônoma Andreia Sevald, da Epagri de Paraíso, apresentou a evolução da fertilidade do solo nas áreas onde foi implantando o sistema de piqueteamento das pastagens. Os participantes puderam conferir o aumento exponencial da matéria orgânica do solo e dos teores de nutrientes.

Na avaliação do engenheiro-agrônomo da Epagri Clístenes Antônio Guadagnin, “o encontro proporcionou a troca de experiências e a melhoria das atividades produtivas, além da integração entre técnicos e agricultores com foco em sustentabilidade econômica, social e ambiental da agricultura familiar”.

Quer aprender mais sobre a qualidade do leite?

Então assista aos vídeos produzidos pela equipe de TV da Epagri acessando: https://www.youtube.com/results?search_query=epagri+produ%C3%A7%C3%A3o+de+leite

 

Mais informações: emparaiso@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri capacita lideranças da Cooperja em panificação nutracêutica​

araranguacoperjacurso

A Cooperja levou algumas integrantes dos seus Núcleos Femininos, assim como demais integrantes do Grupo Temático de Plantas Bioativas, até o Cetrar – Centro de Treinamentos da Epagri, em Araranguá, onde participaram, nos dias 11 e 12 de setembro, do curso de panificação Nutracêutica.

araranguacooperja

A Capacitação foi ministrada pela equipe da Epagri de Itajaí, sendo Geisebel Patrício, Marcio Nunes Palhano e Natália Lucia K. Kominkievicz. Também participaram do treinamento, integrantes da Pastoral da Saúde de Jacinto Machado e extensionistas da Epagri da região de Criciúma. É importante ressaltar que a atividade foi viabilizada pela extensionista da Epagri de Jacinto Machado Aline Hahn Fernandes e organizada pela extensionista da Epagri de Araranguá Anadilce Gonçalves.

“Esta atividade vem fortalecer o trabalho realizado no Horto de Plantas Bioativas, uma parceira entre Cooperja, Epagri de Jacinto Machado e Pastoral da Saúde do município”, afirma a coordenadora social da Cooperja, Elisabete Biz dos Santos.

araranguacooperjacurso3

As participantes falaram sobre esta oportunidade. “Pra mim foi muito bom. Já participei de outros cursos de culinária, mas nenhum como este. Com receitas práticas, e muito saborosas. Além disso, aproveitamos muito bem o tempo. Foi além das minhas expectativas. Com certeza vou incluir muitas receitas no meu dia a dia. Parabéns pela organização e obrigado Cooperja, por nos dar esta oportunidade”, declara a participante Amelia da Silva Damiani.

araranguacooperjacurso2

“Gostei bastante desse curso. Foi o primeiro que fiz e achei muito importante ver na prática a forma de preparar as receitas. Recebemos pequenas dicas que auxiliam no modo de preparar. Só temos a agradecer a Cooperja e a Epagri por esta parceria”, conta outra participante, Marilei F. B. Martins. “Amei todas as receitas e o curso de maneira geral. Os instrutores têm muito jeito de nos passar as informações e dicas. Estou muito grata e satisfeita em poder participar. Obrigado a Epagri e também a Cooperja que sempre valoriza e surpreende nós, mulheres”, finaliza Claudia Nicoleti Possamai. 

Mais informações:  emjmachado@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri de Treze de Maio promove a 5ª Roda de Saberes e Sabores

trezedemaiorodada2

Com objetivo de garantir a segurança alimentar e o auto abastecimento das famílias rurais, a Epagri de Treze de Maio, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura promoveu, no Centro de Convivência, a 5ª Roda de Saberes e Sabores de Família, com a Feira e troca de sementes crioulas e Mostra Culinária.

O evento reuniu agricultores e agricultoras de várias comunidades e de municípios vizinhos para compartilharem suas sementes e experiências.

trezedemaiorodada1

“Este trabalho possibilita a troca de saberes culturais entre as famílias e o preparo de alimentos de qualidade garantindo o auto-abastecimento da propriedade rural”, observa a extensionista social da Epagri local, Jerusa Rodrigues Pereira.

De acordo com a engenheira agrônoma da Epagri de Treze de Maio, Danieli Zitterell, o principal objetivo é buscar preservar as variedades tradicionais de sementes para que não se percam. “São sementes de domínio público, passadas de geração em geração e que guardam uma riqueza muito grande de biodiversidade”, destaca.

Os participantes puderam apreciar os diversos pratos, preparados à base de grãos, sementes e PANC’s.  Fonte: Assessoria de Imprensa PMTM

Mais informações: emtrezedemaio@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Agricultores de Itapiranga conhecem projetos de turismo rural no Rio Grande do Sul

itapirangaexcursão

Para a Epagri, uma das formas de manter os agricultores familiares motivados e de estimular o empreendedorismo é oferecer oportunidades de visitar e conversar com famílias que exercem com sucesso atividades semelhantes.

Essa experiência foi vivenciada por 40 produtores de Itapiranga, no Extremo Oeste Catarinense, que nos dias 12 e 13 de setembro viajaram para o Rio Grande do Sul para conhecer experiências em turismo rural.

A primeira visita técnica foi no município de Marau, na “Rota das Salamarias”. Lá o grupo conheceu o Restaurante e Salamaria Camera, a Cantina da Terra (onde são comercializados produtos da agricultura familiar), outras três cantinas familiares, uma ervateira tradicional e uma cachaçaria.  À noite os catarinenses se deslocaram para a Fazenda “Tropeiro Camponez”, em Passo Fundo.

itapirangaexcursão2

O empreendimento familiar produtivo “Tropeiro Camponez” atua na produção de leite, grãos, frutas, verduras e ovos férteis. Destina 40 hectares de área para preservação ambiental onde explora o turismo rural. A programação da fazenda inclui café da manhã com sustância, palestra, passeio a cavalo e parque rústico com diversão para adultos e crianças. O empreendimento também abriga um local histórico, onde ocorreu a Batalha do Pulador durante a revolução federalista de 1894. Lá os catarinenses pernoitaram e no dia seguinte participaram de trilha pela propriedade e passeio de carretão, apreciando a paisagem, as árvores centenárias, o riacho e muitos contos e histórias.

Segundo a extensionista social da Epagri de Itapiranga, Alésia Inês Lauschner, o turismo rural no município vem sendo trabalhado desde 2017. “Itapiranga possui um mapa turístico com 32 pontos cadastrados e aptos a visitação. Novas possibilidades de renda exigem agregação de conhecimento e parcerias comprometidas”, diz ela.  O projeto de Turismo é uma parceria entre Epagri e prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, da Secretaria de Agricultura e das famílias com empreendimentos turísticos.

A viagem ao Rio Grande do Sul foi realizada com recursos da Epagri e do Programa Anater Mais Gestão, desenvolvido junto à Cooafi – Cooperativa da Agricultura Familiar de Itapiranga. Participaram técnicos da Epagri, representantes da Secretaria de Indústria e Comércio e Turismo, Secretaria de Agricultura, Cooafi e famílias agricultoras que já desenvolvem o turismo em suas propriedades.

Mais informações: emitapiranga.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Cidasc presta apoio técnico à produtores em relação aos agrotóxicos

cidascagrotoxico

Santa Catarina tem uma vocação: produzir alimentos de qualidade. Um agronegócio forte e baseado na agricultura familiar, que se tornou um sinônimo de excelência sanitária e de qualidade nos produtos agropecuários. As carnes, frutas e grãos produzidos por catarinenses já chegam aos países mais exigentes do mundo e o novo desafio é ampliar o consumo também no mercado interno.

O Estado conta com mais de 500 mil agricultores dedicados à produção animal e vegetal. E o que não faltam são títulos: Santa Catarina produz o melhor mel do mundo e as melhores cachaças do país, é o maior produtor nacional de suínos, cebola e maçã, o segundo maior produtor de aves e o quarto maior produtor de leite. Um agronegócio pujante e baseado na agricultura familiar, esse é o grande diferencial catarinense.

Estamos colhendo os frutos de um grande trabalho de orientações e estratégias desenvolvidas junto aos produtores rurais, que possibilitam maiores rendimentos aos proprietários e melhores garantias de estar proporcionando aos consumidores alimentos com padrão de qualidade extremamente elevados e digno da excelência que Santa Catarina carrega em suas produções.

Assista o vídeo sobre o assunto: http://www.cidasc.sc.gov.br/blog/2019/09/17/cidasc-presta-apoio-tecnico-a-produtores-em-relacao-aos-defensivos-agricolas/

 

 Mais informações: www.cidasc.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Turismo Rural: secretário-executivo da Amunesc palestra em curso promovido pela Epagri em Joinville

jvlleturismo1

O secretário-executivo da Amunesc, Tufi Michreff Neto, participou na tarde da quarta-feira (05) como palestrante no Curso de Turismo Rural promovido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri).

O curso teve início no dia 03 e foi ministrado por Dione Nery Cavalcanti Benevenutti. Dione abordou, entre outros assuntos, o turismo rural na agricultura familiar, o processo de roteirização, inovação e empreendedorismo, noções de atendimento nos serviços turísticos e hospitalidade, além da valorização e utilização da gastronomia rural/colonial de base local e o uso de produtos orgânicos.

Em fala para agricultores familiares e pequenos empreendedores, Tufi destacou algumas experiências do Turismo Rural e lembrou de cases de sucesso que são exemplos para todo o Estado, como o processo de identificação Geográfica da banana da região de Corupá, conhecida hoje como a mais doce do Brasil. O secretário-executivo destacou sua contribuição para a economia regional e para a valorização do turismo gastronômico: “precisamos olhar para os nossos produtos com outros olhos, ver a potência que temos em mãos e saber vender esse produto de forma que seja atrativa para o turista e para o consumidor em geral”, concluiu.

Tufi também conversou com os presentes sobre a importância do cooperativismo e dos trabalhos desenvolvidos em parceria, e lembrou que a organização turística tem base fundamental nos Planos Municipais de Turismo: “o planejamento é muito importante para o Turismo. É preciso fazer o mapeamento das potencialidades da região, da capacidade de atendimento, e assim trabalhar em conjunto para a promoção integrada, fomentando assim o desenvolvimento regional”, afirmou.  

Na ocasião a coordenadora do Viva Ciranda, Anelise Rocha, apresentou o projeto e ressaltou os destaques que a iniciativa já recebeu. Trata-se de um projeto de turismo pedagógico onde crianças da rede escolar pública e particular de Joinville aprendem na prática com os agricultores da região. A Amunesc fará visita aos produtores da rede para conhecer melhor o projeto, que já serviu de modelo para outros municípios. Fonte:https://www.amunesc.org.br

 

Mais informações: grj@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4305
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Empreendedores rurais aprendem a usar as redes sociais para impulsionar os negócios

epagriinternet

A agricultura familiar catarinense está em ritmo acelerado depois da implantação de vários empreendimentos rurais no Estado com apoio do Programa SC Rural.

Agroindústrias, associações e cooperativas estão prosperando e crescendo na produção de alimentos sustentáveis e de qualidade. Para impulsionar ainda mais os negócios da região Sul de Santa Catarina, a jornalista Gisele Dias, da Epagri, proferiu uma palestra para empreendedores rurais no dia 15 de julho, em Siderópolis, sobre o uso de redes sociais e outros meios de comunicação.

O grupo aprendeu que qualquer negócio, independentemente do tamanho, pode se beneficiar com as redes sociais, uma vez que elas estão cada vez mais populares ao redor do mundo. Uma das maiores vantagens desses canais é que eles não têm custo. Gisele explicou a importância da qualificação da informação, da objetividade e do uso de fotos e vídeos que mostrem o dia a dia e as belezas do meio rural.

Para Heloisa Ricken Angelo, extensionista da Epagri de Siderópolis, o evento chamou a atenção dos participantes para a importância do uso das redes sociais como ferramenta de trabalho e divulgação e venda de produtos e serviços. O evento contou com a participação de membros da Cooperbelluno, da Associação de Produtores de Leite de Siderópolis, da Coopersombrio, da Coofanove, da Feira de Treviso e da Coopervida. Os escritórios municipais da Epagri iniciarão, a partir desse evento, um trabalho de acompanhamento e assessoria para esses empreendimentos.

 

Mais informações: www.epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Epagri realiza encontro de cooperativismo no Planalto Norte

canoinhascoop

Dirigentes de cooperativas do Planalto Norte Catarinense participaram de uma capacitação organizada pela Epagri com o objetivo de fortalecer ainda mais o setor na região. O tema do encontro, realizado no dia 5 de julho, foi “Parcerias para uma boa gestão”.

Na primeira parte do evento, os cooperados assistiram a uma mesa-redonda com profissionais de escritórios de contabilidade. Os participantes aprenderam sobre a importância de conhecer as informações contábeis da cooperativa e as estratégias para garantir a transparência desses dados.

Na sequência, a coordenadora estadual do programa Gestão de Negócios e Mercado da Epagri, Telma Köene, falou sobre mercados institucionais, desafios e potencialidades para as cooperativas. Para finalizar, Elvio Silveira, do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Santa Catarina (Sescoop/SC), palestrou sobre fortalecimento, assistência e prestação de serviços às cooperativas por parte da Ocesc e do Sescoop.

Para Telma Köene, a troca de experiências entre os participantes foi um, grandes pontos positivos do encontro. “O evento cumpriu seu objetivo e o cooperativismo do Planalto Norte saiu fortalecido”, avalia.

 

Mais informações: grca@epagri.sc.gov.br 

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br