Arquivos da categoria: Empreendorismo rural

Produtoras rurais são estimuladas a empreender em suas propriedades

senarmulheres

Elaine Fatima Bircheuer deixou a vida na cidade para viver no campo. Há 11 anos foi trabalhar na propriedade rural junto com o esposo e passou a viver uma nova realidade.

“No começo não tinha nenhuma noção do trabalho na agricultura, mas hoje vejo o quanto valeu a pena”, relembra. Para ampliar os conhecimentos e empreender, a empresária rural está participando do Programa Mulheres em Campo, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), em Nova Itaberaba, no oeste catarinense.

A turma de 15 mulheres foi mobilizada por meio da Souza Cruz, empresa parceira do Senar/SC em diversos treinamentos, e o Sindicato Rural de Chapecó. Durante cinco encontros as mulheres trabalharão com foco no empreendedorismo feminino no campo. “O programa tem me feito enxergar o meu valor na propriedade. Mudei minha maneira de ver e tenho conseguido desenvolver um melhor planejamento e gestão na nossa atividade. O conhecimento enriquece e transforma nossas vidas”, destaca Elaine que tem produção de leite e fumo em propriedade localizada na Linha São Paulo, interior de Nova Itaberaba.

De acordo com a prestadora de serviço em instrutora do Senar/SC, Rosa Marina Segheto, o programa tem como foco principal despertar nas mulheres do meio rural o olhar empreendedor e o protagonismo feminino, desenvolvendo competências para a gestão de suas propriedades planejando e transformando a atividade produtiva em um negócio. “Elas são peças chave no dia a dia das propriedades e precisam reconhecer o seu valor. O Mulheres em Campo também contribui para a valorização feminina”.

Leonir Antônio Conferre, orientador agrícola da Souza Cruz, mobilizou as produtoras rurais para a participação no programa. “Somos uma empresa que se preocupa com o bem-estar e qualidade de vida dos produtores rurais. Sempre investimos em cursos, programas e palestras que venham a contribuir com o crescimento das propriedades e dessa vez o nosso foco são as mulheres que diariamente se dedicam ao lado de seus esposos”. Para Conferre, a parceria entre Senar/SC e Souza Cruz é um sucesso e tem dado muitos resultados positivos. “Trabalhamos em prol de um mesmo propósito: melhorar a vida dos produtores rurais”.

O supervisor do Senar/SC na região Oeste Helder Jorge Barbosa destaca que o Senar/SC atua em todo o Estado levando acesso à qualificação ao meio rural a fim de oportunizar melhoria na produção, na produtividade, na rentabilidade e, principalmente, na qualidade de vida dos empresários rurais.

Conforme explica o superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi, o programa desenvolve competências de empreendedorismo e gestão, orienta na descoberta do potencial de cada participante e na gestão da propriedade. Ensina a planejar e a transformar uma atividade produtiva em negócio. 

“As aulas são divididas em cinco módulos e iniciaram com diagnóstico de propriedade, planejamento, levantamento de custos, comercialização e desenvolvimento pessoal e humano. No decorrer de cada encontro as mulheres passam a visualizar suas propriedades como verdadeiras empresas rurais e a identificar mudanças que contribuirão para o crescimento e desenvolvimento da produção”, observa a coordenadora estadual do programa, Nayana Setubal Bittencourt.

O presidente do Sistema Faesc/Senar José Zeferino Pedrozo, ressalta que a iniciativa possibilita reforçar o espírito empreendedor e, também, aprofundar questões voltadas à comercialização dos produtos demonstrando o potencial comercial das propriedades. “Elas são o alicerce não somente das famílias, mas também no trabalho no campo. Organizadas, disciplinadas e visionárias, elas desempenham um papel fundamental no sucesso do agronegócio familiar em Santa Catarina. Merecem todo nosso reconhecimento”, complementa.

mulheres1

NOVO OLHAR

Marli Barionuevo Felipe Chiella possui propriedade rural na Linha Cairu, interior de Coronel Freitas. Ao lado do esposo, os dois filhos e os pais, Marli produz frango e fumo e optou em participar do programa em busca de novos conhecimentos. Com frequência, a produtora rural participa de cursos oferecidos pelo Senar/SC e afirma que o olhar muda a cada novo aprendizado. “O programa Mulheres em Campo me fez sentir ainda mais valorizada e reconhecer o meu papel dentro da propriedade. Além disso, os ensinamentos repassados estão auxiliando no planejamento e gestão diária da produção. A cada dia implementamos mudanças e temos acompanhado a melhoria em nossa empresa rural”.

A produtora rural Marizete Bonetti também possui produção de fumo e soja em propriedade localizada na Linha Cairu. Com o auxílio do esposo, do filho e da nora, tem batalhado para o crescimento da produção. “O programa tem sido excelente e contribuído muito para o desenvolvimento. Conseguimos identificar possíveis investimentos e melhorias e, aos poucos, vamos crescendo. Além disso, com o Mulheres em Campo ficou ainda mais claro o meu papel de empresária rural e a importância da minha atuação para o sucesso de toda a família”, complementa. Fonte: MB Comunicação

 

Mais informações: http://www2.senar.com.br/

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Rosângela Carbonar a “Mulher do Queijo Serrano” em São Joaquim

sjoaquimqueijo

Conhecida como a mulher do queijo, na comunidade do Pericó, no município de São Joaquim, a agricultora Rosângela Carbonar Guedes de Souza, assumiu, em 215, a produção do queijo artesanal serrano como principal atividade econômica e em 2017 recebeu o Selo de Inspeção Municipal.

Ela foi primeira produtora a conquistar o registro na região de São Joaquim, que atesta a qualidade e a segurança de produtos de origem animal para o consumo humano.

Segundo a extensionista Andreia Meira, coordenadora do Projeto Queijo Artesanal Serrano na Epagri, Rosangela já é referência por sua determinação e se destaca como empreendedora rural. “Nos projetos desenvolvidos na região acreditamos muito na mulher como agente de mudança, principalmente pela visão de futuro, capacidade de articulação e de inovação” – diz Andreia.

sjoaquimqueijo2

Até 2015 a agricultora cultivava hortaliças orgânicas, mas decidiu escolher outra atividade que tivesse menos impacto na coluna. Uma reunião com técnicos da Epagri foi suficiente para ela decidir apostar no queijo. Hoje, ela produz o queijo e faz a gestão financeira da agroindústria; o marido, Janir, é responsável pela lida com os animais. Eles produzem uma média de seis quilos de queijo por dia. Mas a agricultora tem planos ambiciosos: ela quer obter o selo de inspeção federal para comercializar em todo o país. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ainda segundo Andréia, Rosângela tem sido um dos muitos exemplos inspiradores que comprovam o potencial e a capacidade da mulher em investir na valorização dos produtos regionais e transformar a realidade, gerando renda, fortalecendo a identidade e a história da família, ampliando a esperança e as perspectivas de qualidade de vida no meio rural. Fonte: sjonline / Foto:airescarmenmariga/Epagri

 

Mais informações: emsaojoaquim@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Frei Rogério organiza produtores e incentiva o empreendedorismo rural

freirogeriocoop1

Um trabalho conjunto da Epagri com a secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, do município de Frei Rogério está incentivando os agricultores familiares a diversificar as atividades e a buscar por um sistema de produção mais sustentável.

freirogeriocoop3

A piscicultura foi uma das áreas de sucesso nessa ação, iniciada em 2018, que já resultou na realização de três edições da feira do peixe vivo.

Outra ação de sucesso foi a realização, por duas vezes, da exposição de produtos coloniais com a participação dos associados da Cooperativa da Agricultura Familiar (Coperaf). O objetivo da feira é promover a comercialização direta, em que o produtor interage com o consumidor, apresentando um produto de qualidade. “Com isso, o agricultor familiar vai conseguir agregar valor ao produto e terá seu trabalho e sua produção valorizados e o consumidor tem a vantagem de conhecer o produtor, sabendo a origem do que está adquirindo, conhecer a diversidade da agricultura familiar e poder negociar um preço mais acessível. Essa interação é vantajosa para todos os envolvidos, pois incentiva o empreendedorismo rural de Frei Rogério”, explica a extensionista rural do município, engenheira-agrônoma Adriana Francisco.

freirogeriocoop2

Cooperativa muda a rotina

A Cooperativa Ecológica Regional da Agricultura Familiar (Coperaf) de Frei Rogério foi fundada em outubro de 2018 e já mudou a rotina do município. A Coperaf é resultado do trabalho conjunto da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente com a Epagri e a Rede Ecovida. A cooperativa conta com 22 associados e envolve a participação 50 pessoas. Alguns cooperados já têm o selo de produto orgânico e os demais estão na fase de transição, buscando uma produção mais equilibrada e diversificada.

Com agenda cheia, incluindo participação em eventos e feiras, os associados estão sempre em atividade. E os consumidores da região são atraídos pela disponibilidade e pela qualidade dos produtos da agricultura familiar.

Em março, a Coperaf divulgou e comercializou seus produtos na Festa da Colheita da Pêra Japonesa. Em abril, duas edições da Feira do Peixe Vivo e da Exposição de Produtos Coloniais da Agricultura Familiar permitiram a venda direta de produtos aos consumidores da região.

Nesses eventos, o público pode adquirir produtos orgânicos, crepe francês, suco de uva, licores variados, vinho colonial, hortaliças folhosas e raízes, artesanatos, bolachas e biscoitos, pães, cucas, cogumelos e pera japonesa, tudo da melhor qualidade. “Observamos a diversidade de produtos e o quanto isso atrai os consumidores na busca de um alimento produzido localmente e com tecnologias sustentáveis”, destaca Adriana Francisco, engenheira-agrônoma da Epagri de Frei Rogério.

 Mais informações: emfreirogerio@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br