Juventude e inovação no campo – o exemplo vem de Luiz Alves

luizalvesjovem1  

Capacitação, treinamento, cursos em liderança e gestão. Cada vez mais a informação vem fazendo a diferença na hora de contabilizar os lucros de uma propriedade rural. É fundamental estar atualizado, estar atento às mudanças que naturalmente chegam à produção agrícola. Nossa equipe visitou uma família que encara muito bem esse processo de evolução no campo. Pai e filho, juntos, conseguem empreender e tirar o máximo proveito das terras.

O jovem produtor rural Adélcio Kniss é quem está assumindo a propriedade, localizada em Luiz Alves, região do Vale do Itajaí. São 24 hectares, onde é possível ver algumas inovações colocadas em prática nos últimos anos. “A nossa principal atividade é a bananicultura, mas agora também diversificamos em palmeira pupunha, gado de corte, produzimos biofertilizante e temos cultivo protegido para consumo próprio”, explica Adélcio.

luizalvesjovem2

Carlos Alberto Jacobsen, extensionista rural da Epagri, destaca a forma com que pai e filho atuam juntos na propriedade. “Aqui a sucessão acontece de forma harmônica, o pai está passando ao filho o poder de tomada das decisões. Com o curso da Epagri em liderança, gestão e empreendedorismo, o filho entendeu a necessidade de trazer inovações para a propriedade”, conta o extensionista.

Adélcio participou do curso de alternância para jovens rurais em 2015. De lá pra cá, com apoio e incentivo do pai, o S. Plásio Kniss, ele implantou melhorias importantes nas terras graças às ideias que surgiram durante o treinamento. “O curso foi muito bom, pois tivemos acesso a outras realidades, culturas e formas de manejo. Gostei muito da ideia do abrigo protegido”, lembra o jovem agricultor.

luizalvesjovem3

Outra novidade foi pensar em alternativas para melhorar as condições do solo. Com a orientação técnica da Epagri, a solução veio aproveitando a criação de gado na propriedade. Com o biofertilizante, os dejetos do gado são aproveitados e num processo de fermentação, devolve-se em forma de fertilizante na lavoura de banana. “Aqui a bananicultura estava baseada no uso de insumos químicos. Sugerimos a retirada do uso de herbicidas. Com a roçada da vegetação aliada ao uso de biofertilizante, estamos conseguindo melhorar a estrutura química e física do solo”, comemora o extensionista Carlos.

Esse bom exemplo de administração rural deve ajudar outros agricultores da região. A propriedade vai se tornar uma unidade de referência técnica da Epagri. O foco principal será a renovação de bananais, demonstrando na prática todas as recomendações da extensão rural.

Confira essa reportagem em vídeo ou acesse o canal da Epagri no YouTube.(https://www.youtube.com/user/epagritv/videos)

 

Mais informações: emluizalves@epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>