Governador Colombo recebe relatório com balanço do programa SC Rural

scrural1

scrural3 

Com investimentos de US$ 189 milhões e quase 100 mil famílias atendidas num processo de modernização da agricultura familiar e pesca em Santa Catarina, coordenadores e parceiros do programa SC Rural entregaram ao governador Raimundo Colombo, nesta terça-feira, 28, o Relatório de Impactos do Programa, para marcar o encerramento da parceria entre o Governo do Estado e o Banco Mundial entre os anos de 2010 e 2017.

O balanço aponta que os recursos geraram um retorno financeiro de R$ 850 milhões ao Estado ao longo desse período. Outro destaque do programa é a capacitação de jovens para que continuem investindo nas pequenas propriedades rurais.

“O programa está tendo um impacto muito positivo no desenvolvimento do agronegócio em santa Catarina, no processo de integração com as famílias, no uso da tecnologia e no aumento da produtividade. Os dados são transparentes e isso tudo cria a base para continuarmos e fazermos a segunda etapa do SC Rural. Com isso, Santa Catarina vai continuar crescendo. É impressionante como se fortaleceram os vínculos comunitários, familiares, as pequenas propriedades, as cooperativas, a comercialização, ou seja, fechou-se todo um ciclo, com resultados extraordinários”, apontou o governador.

scrural5

São milhares de histórias de agricultores e pescadores beneficiados pelo Programa, seja com os empreendimentos da agricultura familiar seja com a melhoria de estradas rurais. O secretário de Estado da Agricultura e Pesca, Moacir Sopelsa, disse que o programa atende às necessidades da agricultura catarinense. “O programa levou oportunidades diferentes para a agricultura familiar, os investimentos foram na formação dos jovens, preparando-os para que pudessem ser um produtor-empresário, levou comunicação, infraestrutura. Por meio do SC Rural, trabalhamos com a pequena agroindústria, agregamos informações e conhecimentos para organizar o setor e melhoramos muito a qualidade de vida daquelas pessoas que se associaram ao programa”, avaliou Sopelsa.

 scrural4

O desempenho do SC Rural foi reconhecido internacionalmente, obtendo nota máxima na classificação do Banco Mundial e inspirando ações em outros estados e países. Entre os diferenciais do Programa, está a forma de gestão: sob a coordenação da Secretaria da Agricultura e da Pesca, o programa reúne oito instituições (Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura). 

“Cada instituição desenvolve ações em suas respectivas áreas de atuação, mas todas focadas na melhoria de renda das propriedades da agricultura familiar”, explicou o secretário do SC Rural, Júlio Bodanese. Segundo ele também contribuiu decisivamente para os ótimos resultados o espírito empreendedor da família rural catarinense.

scrural6

O coordenador de Operações, Infraestrutura e Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, disse que o Banco está extremamente orgulhoso em fazer parte desse projeto, e que muitos dos bons exemplos de Santa Catarina vão guiar o trabalho da instituição em outros estados do país.

“A gente olha para os grandes objetivos do projeto, que eram melhorar as condições de vida, trazer um desenvolvimento econômico para o interior do Estado e realmente trabalhar com agricultores familiares que não tinham muitas condições de vida. Hoje, todas as nossas avaliações mostram que houve um grande impacto que conseguiu transformar a vida dessas pessoas para melhor”, disse Procee.

scrural2

Entre outras conquistas do programa SC Rural estão: 59 mil sistemas produtivos melhorados; 514,1 quilômetros de estradas rurais reparadas e 723 empreendimentos de agricultura familiar apoiados. Sem contar o trabalho de educação ambiental em 1.437 escolas rurais; as 437 agroindústrias legalizadas junto ao Serviço de Inspeção Estadual (SIE); a ampliação da rede de monitoramento meteorológico; a regularização fundiária de 2.804 propriedades rurais e as 285 famílias que agora conservam 1.630 hectares de florestas nativas com o pagamento por serviços ambientais. Fonte: Francieli Dalpiaz -Assessoria de Imprensa-Secretaria de Estado de Comunicação – Secom-Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

 

Mais informações:

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>