Qualificado, conectado e no campo

epagrirecursos

Desde 2012, a Epagri trabalha fortemente para contribuir com a permanência do jovem no meio rural como forma de garantir a continuidade da agricultura familiar, que hoje corresponde a 70% da produção agrícola catarinense.

A Empresa desenvolve a Ação Jovem, que engloba capacitação e acesso à tecnologia e a investimento para que os sucessores se tornem líderes e empreendedores no seu local de atuação. Só em 2016, foram capacitados 386 jovens, totalizando 1.306 nos últimos cinco anos.

jovem2

A Ação Jovem ocorre em todas as regiões do Estado. Os cursos de gestão, liderança e empreendedorismo se inspiram na pedagogia da alternância em que o jovem fica um período nos Centros de Treinamento da Epagri e outro na propriedade. A capacitação recebe apoio financeiro do Programa SC Rural, que ao final do curso também destina recursos para que o participante coloque em prática seu “projeto de vida”. Esse projeto é desenvolvido com foco na sustentabilidade e com assessoria dos técnicos da Epagri. Em 2016, foram investidos mais de R$1,5 milhão nas capacitações e mais de R$5,8 milhões no financiamento dos projetos dos jovens. Durante os cinco anos da ação, foram R$13,8 milhões.

Outra política pública que beneficia os jovens é o Kit Informática, que possibilita aos agricultores adquirir equipamentos para melhorar o acesso a informações, fundamentais para desenvolver uma agricultura, maricultura ou pesca de forma tão profissional e competitiva quanto qualquer outra atividade. Em 2016, foram investidos mais de R$505 mil para a distribuição dos kits, cujo recurso é proveniente da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca. Desde 2013, essa política já investiu mais de R$5 milhões.

Mas essas ações não impactaram apenas nas finanças das famílias. Mudou também o olhar dos pais para os filhos, que hoje os enxergam como protagonistas e aliados no processo da sucessão familiar e na melhoria da qualidade de vida na propriedade.

jovem3

Produção sustentável e qualidade de vida

No município de Luiz Alves, a sucessão familiar na propriedade a família Kniss começou em 2013, mas a grande mudança aconteceu em 2016, quando Adélcio decidiu investir em uma produção mais sustentável de banana – cultura já desenvolvida pela família em 23 hectares. Para isso, o jovem implantou uma unidade de produção de biofertilizante e optou pela eliminação parcial do uso de herbicidas, objetivando equilibrar a biologia do solo e aumentar a produtividade.

Também em 2016, depois de participar do curso Ação Jovem, Adélcio recebeu aporte financeiro do Programa SC Rural para investir em mais uma atividade. Ele construiu um abrigo para o cultivo de hortaliças orgânicas em 163 metros quadrados da propriedade. A produção é destinada para o consumo de sua família e da família de seus cinco irmãos. “É a menina dos olhos do pai”, conta o jovem, que tem em Seu Plásio, aposentado de 74 anos, o principal parceiro na atividade. “Para ele é uma alegria compartilhar a produção com os filhos”, diz Adélcio.

Todas essas mudanças humanizaram o trabalho na propriedade, melhoraram a qualidade de vida da família e ainda garantiram a todos uma alimentação diversificada e saudável. Anualmente, a família economiza cerca de R$9,5 mil com a produção de hortaliças e R$6,8 mil com a de biofertilizante. A ação também proporciona o destino adequado do esterco dos animais, reduzindo a contaminação do solo e da água.

Confira esta e outras histórias de sucesso no Balanço Social da Epagri.

 

Mais informações:www.epagri.sc.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4307
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>