Santa Catarina quer exportar leite para China

sarleitechina

Com uma produção de leite em crescimento acelerado, Santa Catarina busca novos mercados para exportação. O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, embarcou na quinta-feira (01) para China, onde participa de uma missão empresarial de análise de mercado para venda de leite e frutas.

O leite é a atividade agropecuária que mais cresce em Santa Catarina, com uma produção de 3,4 bilhões de litros em 2017. O estado se prepara agora para exportar. Do outro lado está a China, o maior importador mundial de lácteos.

A missão empresarial coordenada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) contempla a participação na China Internacional Import Expo (CIIE), além de seminários e reuniões com o governo chinês. “Nós vamos aprender o caminho para exportação de lácteos para a China. Vamos conhecer as preferências dos consumidores e de que forma os supermercados vendem os produtos. Esse aprendizado poderá ser aplicado também a outros países asiáticos, para onde futuramente podemos exportar lácteos”, explica o secretário.

Os conhecimentos adquiridos irão orientar os trabalhos da Aliança Láctea Sul Brasileira, assim como as políticas de pesquisa agropecuária, extensão rural e defesa sanitária em Santa Catarina. Segundo o secretário, o estado terá grandes desafios para se tornar competitivo no mercado internacional de láctecos, disputando mercados com grandes fornecedores como a Nova Zelândia, Austrália, Argentina e Uruguai.

“Nosso produto precisa melhorar a qualidade e reduzir os custos de produção. Temos um dever de casa a ser feito na área de tecnologia de produção para produzir mais e com menos custos. Mas nós já fizemos isso com a suinocultura na década de 70 e a atividade se transformou para ser mais eficiente, produtiva e competitiva no mercado internacional. O setor lácteo irá passar pela mesma revolução”.

O secretário acredita que o Brasil pode produzir o leite mais competitivo do mundo. “Com isso nós vamos criar empregos, renda e oportunidades para o desenvolvimento de Santa Catarina. Essa missão empresarial vai nos mostrar o que temos fazer para transformar o leite em mais uma estrela do nosso agronegócio”, destaca Spies.

Leite na Região Sul 
Os três estados do Sul produziram 12,8 bilhões de litros de leite em 2017 – 38% do total produzido no país. E as expectativas são de que até 2025 a região produza mais da metade de todo leite brasileiro.

A região formada pelo Sudoeste do Paraná, Oeste Catarinense e Noroeste do Rio Grande do Sul pode ser chamada de a “Nova Meca” do leite no Brasil já que apresenta o maior crescimento na produção e é também onde as indústrias de lacticínios têm feito os maiores investimentos nos últimos 10 anos.

Em Santa Catarina, o leite já é a atividade agropecuária com o maior crescimento. Envolvendo 45 mil produtores em todo o estado, a produção girou em torno de 3,4 bilhões de litros em 2017 – um incremento de 8% em relação a ano anterior. Os números consolidaram o estado como o quarto maior produtor de leite do país.

 

Mais informações: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>