Impacto do Projeto Microbacias II na CATI e nas organizações de agricultores

catitexto3

Não foram apenas nas ações de Assistência Técnica e Extensão Rural, que o Microbacias II trouxe mudanças e novas formas de atuação.

Na área administrativa das organizações as transformações foram significativas, como atestam Marcelo Boaventura, da CATI Regional Botucatu, que participou do Projeto desde o início, como responsável pelo acompanhamento físico-financeiro, e Gustavo Marcelo de Almeida Oliveira, gerente físico-financeiro do Projeto. “A contribuição do Microbacias II foi além da possibilidade do aumento das opções de mercado, por meio da transformação, classificação ou melhoria na qualidade dos produtos ofertados, pois exigiu que as organizações estivessem com as situações fiscais, tributárias e trabalhistas em ordem, conforme a legislação vigente, não só para acessar de maneira organizada o Projeto, mas também outros mercados. O modelo do Projeto, de compras com a comparação de três orçamentos, descrição técnica detalhada do produto e opção pelo menor preço, atendendo às especificações, fez com que muitas organizações utilizassem o mesmo procedimento em aquisições de produtos ou serviços não ressarcidos pelo Projeto”. 

Na CATI, as transformações também foram significativas na condução administrativa das ações, pois o Microbacias II possibilitou: • implantação da sistemática de planejamento físico e financeiro, por meio do Plano Operativo Anual (POA), que consiste no planejamento das atividades técnicas e administrativas com metas físicas definidas e previsão de recursos para sua execução; essa prática permitiu uma integração entre as áreas técnica e administrativa no planejamento e execução das atividades durante o ano, possibilitando no âmbito das Regionais da CATI mobilidade para ajustes de metas e atividades, de acordo com as demandas surgidas; • prestação de contas dos recursos organizada por meio de metas e atividades, para atender os públicos beneficiário, estratégico e operacional, definindo os recursos a serem utilizados para atender os municípios conforme solicitação dos técnicos executores, atividades de acompanhamento e apoio das Regionais aos municípios, conforme demandas do Projeto; • fortalecimento da infraestrutura regional e municipal (Regionais da CATI e Casas da Agricultura); • contato com outras modalidades de licitações previstas no Acordo de Empréstimo; • recursos para capacitação das equipes administrativas junto à Secretaria da Fazenda e ao Tribunal de Contas no período do Projeto, contribuindo para o atendimento e a adequação das Regionais às novas exigências dos órgãos de controle e fiscalização.

Mais informações: www.cati.sp.gov.br

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>