Produtoras rurais são estimuladas a empreender em suas propriedades

senarmulheres

Elaine Fatima Bircheuer deixou a vida na cidade para viver no campo. Há 11 anos foi trabalhar na propriedade rural junto com o esposo e passou a viver uma nova realidade.

“No começo não tinha nenhuma noção do trabalho na agricultura, mas hoje vejo o quanto valeu a pena”, relembra. Para ampliar os conhecimentos e empreender, a empresária rural está participando do Programa Mulheres em Campo, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), em Nova Itaberaba, no oeste catarinense.

A turma de 15 mulheres foi mobilizada por meio da Souza Cruz, empresa parceira do Senar/SC em diversos treinamentos, e o Sindicato Rural de Chapecó. Durante cinco encontros as mulheres trabalharão com foco no empreendedorismo feminino no campo. “O programa tem me feito enxergar o meu valor na propriedade. Mudei minha maneira de ver e tenho conseguido desenvolver um melhor planejamento e gestão na nossa atividade. O conhecimento enriquece e transforma nossas vidas”, destaca Elaine que tem produção de leite e fumo em propriedade localizada na Linha São Paulo, interior de Nova Itaberaba.

De acordo com a prestadora de serviço em instrutora do Senar/SC, Rosa Marina Segheto, o programa tem como foco principal despertar nas mulheres do meio rural o olhar empreendedor e o protagonismo feminino, desenvolvendo competências para a gestão de suas propriedades planejando e transformando a atividade produtiva em um negócio. “Elas são peças chave no dia a dia das propriedades e precisam reconhecer o seu valor. O Mulheres em Campo também contribui para a valorização feminina”.

Leonir Antônio Conferre, orientador agrícola da Souza Cruz, mobilizou as produtoras rurais para a participação no programa. “Somos uma empresa que se preocupa com o bem-estar e qualidade de vida dos produtores rurais. Sempre investimos em cursos, programas e palestras que venham a contribuir com o crescimento das propriedades e dessa vez o nosso foco são as mulheres que diariamente se dedicam ao lado de seus esposos”. Para Conferre, a parceria entre Senar/SC e Souza Cruz é um sucesso e tem dado muitos resultados positivos. “Trabalhamos em prol de um mesmo propósito: melhorar a vida dos produtores rurais”.

O supervisor do Senar/SC na região Oeste Helder Jorge Barbosa destaca que o Senar/SC atua em todo o Estado levando acesso à qualificação ao meio rural a fim de oportunizar melhoria na produção, na produtividade, na rentabilidade e, principalmente, na qualidade de vida dos empresários rurais.

Conforme explica o superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi, o programa desenvolve competências de empreendedorismo e gestão, orienta na descoberta do potencial de cada participante e na gestão da propriedade. Ensina a planejar e a transformar uma atividade produtiva em negócio. 

“As aulas são divididas em cinco módulos e iniciaram com diagnóstico de propriedade, planejamento, levantamento de custos, comercialização e desenvolvimento pessoal e humano. No decorrer de cada encontro as mulheres passam a visualizar suas propriedades como verdadeiras empresas rurais e a identificar mudanças que contribuirão para o crescimento e desenvolvimento da produção”, observa a coordenadora estadual do programa, Nayana Setubal Bittencourt.

O presidente do Sistema Faesc/Senar José Zeferino Pedrozo, ressalta que a iniciativa possibilita reforçar o espírito empreendedor e, também, aprofundar questões voltadas à comercialização dos produtos demonstrando o potencial comercial das propriedades. “Elas são o alicerce não somente das famílias, mas também no trabalho no campo. Organizadas, disciplinadas e visionárias, elas desempenham um papel fundamental no sucesso do agronegócio familiar em Santa Catarina. Merecem todo nosso reconhecimento”, complementa.

mulheres1

NOVO OLHAR

Marli Barionuevo Felipe Chiella possui propriedade rural na Linha Cairu, interior de Coronel Freitas. Ao lado do esposo, os dois filhos e os pais, Marli produz frango e fumo e optou em participar do programa em busca de novos conhecimentos. Com frequência, a produtora rural participa de cursos oferecidos pelo Senar/SC e afirma que o olhar muda a cada novo aprendizado. “O programa Mulheres em Campo me fez sentir ainda mais valorizada e reconhecer o meu papel dentro da propriedade. Além disso, os ensinamentos repassados estão auxiliando no planejamento e gestão diária da produção. A cada dia implementamos mudanças e temos acompanhado a melhoria em nossa empresa rural”.

A produtora rural Marizete Bonetti também possui produção de fumo e soja em propriedade localizada na Linha Cairu. Com o auxílio do esposo, do filho e da nora, tem batalhado para o crescimento da produção. “O programa tem sido excelente e contribuído muito para o desenvolvimento. Conseguimos identificar possíveis investimentos e melhorias e, aos poucos, vamos crescendo. Além disso, com o Mulheres em Campo ficou ainda mais claro o meu papel de empresária rural e a importância da minha atuação para o sucesso de toda a família”, complementa. Fonte: MB Comunicação

 

Mais informações: http://www2.senar.com.br/

Secretaria Executiva Estadual do SC Rural – (48) 3664 4309
Endereço eletrônico: imprensa@scrural.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>